terça-feira, 31 de março de 2009

PENNE GRATINADO AO BACALHAU



PENNE GRATINADO AO BACALHAU
Ingredientes:
500 g de bacalhau dessalgado desfiado ou em lascas
1 pacote (500 g) de penne
1 caixa de creme de leite (pode ser light)
1/4 xícara (chá) de azeite
4 dentes de alho amassados
1 xícara (chá) de azeitonas verdes cortadas em lascas
4 colheres (sopa) de manteiga
1 cebola média picada
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 litro de leite
1 folha de louro
1 xícaras (chá) de queijo parmesão ralado
2 colheres (sopa) de salsinha picada
Rodelas de tomate e cebola roxa a gosto
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de fazer:
Aqueça o azeite em uma panela e refogue o alho até ficar levemente dourado. Junte o bacalhau e as azeitonas e deixe no fogo por mais dois minutos. Reserve.
Derreta a manteiga e refogue a cebola até murchar. Junte a farinha e misture bem, acrescentando o leite aos poucos até engrossar. Adicione o louro e deixe ferver em fogo baixo por 20 minutos (mexa de vez em quando). Misture o creme de leite e deixe ferver. Retire do fogo e adicione metade do queijo e a salsinha. Descarte o louro. Misture o bacalhau, o penne al dente e ajuste os temperos.
Coloque tudo em um refratário grande, untado com manteiga. Decore com as rodelas de tomate e cebola regadas com azeite. Salpique com o restante do queijo parmesão e leve para gratinar em fogo quente.

Obs.: É uma receita simples, muito gostosa.

gifsaté mais,

Pão com Chouriço e Bacon

Esta receita para a máquina de fazer pão vem no pacote de farinha pré-preparada da Nacional, a farinha preparada para pão rústico.
De acordo com a receita da farinha Nacional, o pão com chouriço e bacon faz-se da seguinte forma:

Ingredientes:
350ml de água
1 colher de sopa de azeite (ou 50g de margarina, mas recomendo o azeite que é mais saudável)
2 ovos
500g de farinha Nacional Pão Rústico
150g de chouriço picado
50g de bacon picado

Preparação:
Juntar na cuba da máquina de fazer pão os ingredientes pela ordem indicada, excepto o chouriço e bacon.
Inserir a cuba na máquina.
Programar para utilizar o programa normal, cor média.
Depois de 10m após o início do programa, juntar o chouriço e bacon picados e deixar o programa prosseguir.
Quando a máquina acabar de cozer o pão, retirá-lo da cuba, retirar a pá, aguardar meia-hora para que o pão possa arrefecer e depois estará pronto para comer!
Bom apetite!

Salada de rucula e triangulos de queijo

Mais uma deliciosa salada que serve tb para entrada.
Fiz assim;

Photobucket

1 embalagem de rucula (daquelas já prontas)
2 folhas de alface roxa
2 folhas de alface frisada
rebentos de soja
tomate em cubos ou tomate cherry
cogumelos frescos fatiados
alguns triangulos de queijo
usei estes;
Photobucket

Colocar todos os ingredientes na saladeira e servir com os triangulos de queijo e regado com vinagreta.

Tomate cereja com salmão fumado

Hoje ao visitar o blog da Patanisca reparei numa deliciosa entrada feita com tomate cherry... como sou grande apreciadora deste tipo de comidinha tive logo de experimentar rsrsr
Só que fiz da minha maneira... assim;

Photobucket

1 caixinha de tomate cherry
100gr de salmão fumado
2 fatias de queijo light
folhas frescas de manjericão
vinagre balsâmico

Cortei os tomates em dois e coloquei-os num prato de servir. Por cima dispus o salmão fumado, folhas de manjericão e o queijo. Reguei com vinagre balsâmico e regalei-me eheheh
Esta entrada foi aprovada por todos cá em casa. Fica uma delicia ;-)

GALUPE


GALUPE

Ingredientes para a esponja:
1,300 kg de farinha de trigo
150 g de fermento biológico(para pão)
6 ovos inteiros
150 g de açúcar
250 ml de água

Modo de Fazer:
Bata todos os ingredientes na batedeira e deixe crescer por aproximadamente uma hora, até que fique com a aparência de uma esponja.

Ingredientes para a Massa:
500 g de margarina
300 g de açúcar
9 gemas(reserve as claras para a cobertura)
1 colher de essência de baunilha(opcional)
1 colher(sopa) de casca de laranja ralada
1 colher (sopa) rasa de sal
400 g de farinha de trigo(aproximadamente)
400 g de uva passa
400 g de frutas cristalizadas

Modo de Fazer:
Separe as gemas e bata-as bastante com a margarina, açúcar, essência, casca da laranja e o sal. Bata até formar um creme com bolhas. Junte a esponja e adicione a farinha de trigo, uvas passas e as frutas cristalizadas. Deixe repousar por 20 minutos.
Coloque em formas descartáveis para galupe, ou em forma redonda de 40 cm de diâmetro. Deixe descansar durante 15 minutos e leve para o forno pré-aquecido(180º) e deixe por aproximadamente 30 minutos para assar.

Ingredientes para a Cobertura:
500 g de farinha de caju(xeréu de castanha de caju)
500 g de glaçúcar
9 claras
Modo de fazer:
Misture todos os ingredientes e passe sobre o galupe quando estiver quase assado e jogar castanhas de caju por cima e leve ao forno para dourar.

Obs.: Coloquei item por item para ficar mais claro para vocês fazerem.
Para fazer a farinha de castanha de caju, caso não tenha, é só colocar dentro de um guardanapo de pano e triturar com o martelo de carne, ou usar processador.
Uma dica importante, para que fiquem bem fofo, coloque na parte debaixo do forno latinha(tipo de leite condensado) com água para vaporizar. Fica uma delícia!



gifsaté mais,

Bacalhau Costa Brava

Bacalhau Costa Brava

Desafio de Março do "Cozinheiras desesperadas" inspirado no blog "A flosinha" - obrigada pela receita!! Muito bom e para repetir com certeza! Aqui fica:

2 boas postas de bacalhau - usei 2 embalagens de migas
1/2 Kg de batatas
2 gemas de ovos
1 colher (sopa) de farinha
1 colher (sopa) de azeite
1 cebola picada
1 raminho de salsa picada - usei coentros, porque gosto mais
Água de cozer o bacalhau q.b.
Queijo ralado, leite, sal e pimenta q.b.

Coze-se o bacalhau, desfaz-se em lascas. Reserva-se a água.Cozem-se as batatas, partem-se ás rodasLeva-se ao lume o azeite com a cebola para a amolecer, adiciona-se a farinha, que se deixa fritar um pouco, mexendo sempre, junta-se a água de cozer o bacalhau, em quantidade suficiente, até obter um creme abundante. Retira-se do lume, bate-se com as gemas desfeitas num pouco de leite frio e tempera-se com sal, pimenta e salsa picadinha. Envolvem-se neste molho as batatas e o bacalhau, vaza-se tudo num pirex, untado com margarina. Polvilha-se com queijo ralado e mete-se no forno para corar. Serve-se imediatamente.

Intolerância à Lactose

Tava fuçando as notícias e artigos sobre alergia e intolerância e encontrei essa matéria que foi publicada pela FolhaOnline e também umas informações num outro site. Aí está.

Cientistas decifram causa genética da intolerância à lactose
da Reuters, em Washington

Uma única mutação genética permite que as pessoas continuem tolerando o leite depois da infância, o que se detecta tanto em descendentes de asiáticos, europeus e africanos, informaram pesquisadores em um estudo publicado na revista "Nature Genetics".
A descoberta de uma pequena mudança no código genético pode permitir que os cientistas realizem um teste simples para a intolerância à lactose, um problema digestivo doloroso e também oferecer formas de entender como alguns grupos de pessoas toleram o leite sem problemas.
As pessoas que têm intolerância à lactose não podem ingerir grandes quantidades de lactose, o principal açúcar encontrado nos produtos derivados do leite. Se elas consumirem leite, queijo ou qualquer outro derivado elas apresentam náuseas, cãibras, inchaços, diarréia e gases.
Entre 30 e 50 milhões de norte-americanos são intolerantes à lactose-sendo 75% deles de origem africana e 90%, asiática.Segundo os pesquisadores, o problema afeta em torno de 5% dos europeus da região norte e cerca de 100% dos habitantes do sul da Ásia. Sabia-se que a intolerância à lactose era causada por um gene recessivo. Sendo assim, uma pessoa tem que herdar uma cópia defeituosa do gene de cada um dos pais para ser intolerante à lactose. "Essa é a primeira vez que a mutação, uma mudança do DNA, é identificada", disse Leena Peltonen, geneticista da Universidade da Califórnia, que chefiou a pesquisa. "A descoberta abre o caminho para o teste de DNA. "Muitas pessoas temem ter uma doença mais séria quando apresentam náuseas, cãibras e outros sintomas e poderiam se tranquilizar ao saber que são apenas intolerantes à lactose, afirmou a cientista. Elas podem então evitar o leite, usando soja, arroz ou amêndoas ou ainda, leite sem lactose.

O que é intolerância à lactose?
É a incapacidade de digerir a lactose, que é o principal açúcar do leite e da maioria das fórmulas infantis feitas à base de leite. Há três tipos de intolerância à lactose, que são decorrentes de diferentes processos. São eles: 1) a congênita – muito rara e já acontece logo após o nascimento;2) a que ocorre depois de doenças intestinais (como a diarréia) - bastante comum em crianças no primeiro ano de vida. Geralmente se manifesta após episódio de diarréia infecciosa. Nestes casos, após resolvida a infecção, há persistência da diarréia até que ocorra a cicatrização do intestino. Continuar a alimentação com mamadeiras contendo lactose (afora o leite materno), nestes casos, pode prolongar a diarréia. O médico precisa ser consultado para melhor orientação.3) a diminuição progressiva da capacidade de digestão da lactose - condição freqüente, que aparece gradualmente a partir dos dois anos de idade até a idade adulta.Diarréia, excesso de gases, dor abdominal e assaduras são as queixas mais frequentes.O tratamento exige a substituição dos alimentos que contém leite. A soja é um substituto muito recomendado. Não há qualquer base para a substituição do leite de vaca pelo de cabra ou de qualquer outro mamífero. Mas hoje já existem fórmulas industriais com leite de vaca e sem lactose. Crianças mais velhas e adultos podem não precisar de uma dieta tão severa e podem tolerar pequenas porções de lactose. Por exemplo, alguns toleram iogurte, outros não.

[Fonte: FolhaOnline, Floratitude.com.br]

Folhadinhos de Salsicha com Molho de Mostarda

Estes folhadinhos não são novidade para ninguém, toda a gente sabe fazer, e é uma das coisas que tem mais sucesso com as crianças.
Para os anos do M. resolvi fazer estes folhadinhos mas, em vez de enrolar a massa folhada com a salsicha, resolvi cozer a massa à parte e juntar depois com as salsichas. Visualmente ficou muito mais bonito e igualmente saboroso.

Ingredientes para 50 folhadinhos:

2 frascos de salsichas cocktail (cerca de 50)
1 rolo de massa folhada fresca
1 gema de ovo para pincelar
1 colher de sobremesa de mostarda com grão à entiga
4 colheres de sopa de maionese

Preparação:

Desenrole a massa folhada e com um cortador de bolachas não muito grande, (eu usei em forma de estrela) corte a massa , em tantos bocadinhos quantas salsichas tiver.
Coloque a massa cortada num tabuleiro forrado com papel vegetal e pincele com a gema de ovo batido com um pouco de água. Leve a forno quente até a massa folhar e ficar douradinha.
Entretanto coza ou frite as salsichas cocktail e deixe arrefecer.
Assim que os folhados estiverem prontos, retire-os do forno e dexe também arrefecer.
Pegue num palito e coloque uma salsicha, e por cima a estrela de massa folhada, colocando-as depois no prato de servir. Repita até esgotar todos os ingredientes.
Para servir, misture a mostarda antiga e a maionese e sirva juntamente com os folhadinhos numa tacinha à parte.

Bom Apetite!

segunda-feira, 30 de março de 2009

Pão com Passas

Esta receita para a máquina de fazer pão vem no pacote de farinha pré-preparada da Nacional, a farinha preparada para pão rústico.
De acordo com a receita da farinha Nacional, o pão com passas faz-se da seguinte forma:

Ingredientes:
350ml de água
2 colheres de sopa de leite
1 colher de sopa de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de óleo (prefiro substituir por azeite, que é mais saudável)
500g de farinha Nacional Pão Rústico
200g de passas

Preparação:
Juntar na cuba da máquina de fazer pão os ingredientes pela ordem indicada, excepto as passas.
Inserir a cuba na máquina.
Programar para utilizar o programa normal, cor média.
Depois de 10m após o início do programa, juntar as passas e deixar o programa prosseguir.

Bruschetta de hambúrguer toscano

Neste hambúrguer não vai gordura, pois o queijo gorgonzola já “lubrifica” a carne. Prepare-se para um burguer bem diferente. A mistura de queijo azul com carne é uma delicia, mas nãopode ser preparada com antecedência. É misturar tudo e colocar na frigideira. Vale a pena experimentar.

INGREDIENTES:

Hambúrgueres:
1 xícara de queijo gorgonzola amassado com garfo
1 colher (sopa) de salsinha picada
2 colher (sopa) de cebola picada
700 g de coxão mole moído
pimenta do reino moída na hora
sal
óleo vegetal para untar

Cobertura de tomate:
1 tomate picado
2 dentes de alho picados
2 colheres (sopa) de salsinha picada
3 colheres (sopa) de manjericão picado
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
pimenta do reino moída na hora
sal

Bruschetta:
8 fatias de pão italiano
Azeite de oliva

MODO DE PREPARO:
Misture todos os ingredientes da cobertura de tomate numa tigela e reserve.
Para fazer os hambúrgueres, coloque o gorgonzola, a salsinha e a cebola em uma tigela grande. Acrescente a carne e misture tudo, manuseando o mínimo possível. Divida em quatro porções iguais, e modele no formato das fatias de pão.
Quando a grelha estiver quente, unte-a com óleo vegetal. Coloque os hambúrgueres para grelhar por cerca de 4 minutos de cada lado.
Enquanto os hambúrgueres grelham faça a bruschetta. Unte as fatias de pão com azeite, dos dois lados. Coloque-as sobre uma frigideira para tostar ligeiramente.
Ponha um pouco da cobertura de tomate sobre cada fatia de pão, cubra com um hambúrguer, acrescente mais cobertura de tomate e, por fim, mais uma fatia de pão.

Faz 4 hambúrgueres

Bacalhau com Natas

Esta é uma daquelas receitas em que existem muitas versões... Eu acabei a fazer este bacalhau inspirada na receita da minha mãe e de tantas outras que tenho em livros, revistas, folhetos, etc. E assim sendo aqui está a "minha" receita deste bacalhau com natas que rendeu um tabuleiro grande de ir ao forno e que satisfez muito bem seis pessoas e uma criança. Já tinha o bacalhau demolhado pelo que cozi três postas altas e um 'rabo' que depois desfiz em lascas e reservei.
Cortei e fritei batatas cortadas tipo "pala pala" mas não as deixei fritar completamente. Ficaram moles quase com um ar cozido. Num tacho refoguei em azeite cebolas e alhos e depois juntei o bacalhau. Coloquei as batatas fritas, envolvi tudo com o molho béchamel, deitei um pouco de noz moscada e por fim coloquei um pacote de natas. Deitei tudo num pirex de ir ao forno e polvilhei com pão ralado. Levei ao forno cerca de 30 mns a 200º.

No fim de semana...


... apareceu um risoto bem gostoso, com frango assado e saladinha de rúcula. Simples, básico, saboroso, sem glúten e sem lactose. Fica aí dica!

Arroz Biro-Biro

O arroz Biro Biro é uma homenagem ao grande jogador do Corinthians dos anos 60/70 que foi celebrizado por uma tradicional churrascaria de São Paulo. Esse é um grande acompanhamento para carnes grelhadas. Só o arroz Biro Biro já é uma refeição.

INGREDIENTES:
300g de arroz cozido, já pronto
1 colher de sopa de manteiga
½ cebola pequena, picada
2 colheres de sopa de cebolinha verde, cortada em finas rodelas
30 g de bacon picado e frito
2 colheres de sopa de salsinha picada
2 ovos fritos em óleo morno (para não queimar a clara)
100g de batata palha
Sal a gosto

MODO DE PREPARO:
Em uma frigideira grande derreta a manteiga e junte a cebola.
Deixe amarelar, junte a cebolinha e deixe dourar.
Acrescente o arroz, o bacon e a salsinha. Acerte o sal e misture bem.
Corte os ovos fritos em pedaços e junte ao arroz. Acrescente a batata palha. Mexa mais um pouco e sirva.

Serve 4 pessoas

Tartelete de Baunilha com Molho de Ameixas

Visitas a vissssssta! E eu ando ultimamente muito sem tempo, mas não poderia deixar de fazer um agradinho... fui adiantada para a cozinha, por em prática algum docinho... Me sairam estas tarteletes, que fiz bem tamanho mini, pra ser um bocado apenas cada uma... bom para isto... fiz várias, para dar vários bocados...hehehehehe
.
Massa Para Tortinha
1/2 colher chá de sal
150g de trigo
75g de manteiga
02 gemas
02 colheres de sopa de creme de leite
Misture o trigo e o sal, junte a manteiga, as gemas e o creme de leite. Forme uma bola e deixe descansar por 30 minutos coberto com um plástico. Forre as forminhas. Leve para assar em forno pré-aquecido, por uns 5 minutos, ou até começar a dourar. Recheie, decore e leve para gelar.
.
Recheio
.
01 xícara de leite integral
Essência de baunilha
03 gemas
03 colheres de sopa de açúcar
03 colheres de sopa de maisena
20g de manteiga sem sal
1/2 caixinha de creme de leite
.
Ameixas, Damascos e Raspas de Limão (usei para decorar)
.
Misture o leite com a maisena e reserve. Bata as gemas com o açúcar até que fiquem com uma aparência esbranquiçada. Acrescente, aos poucos no leite, misturando bem. Leve ao fogo brando, mexendo sempre até engrossar. Retire do fogo e acrescente a manteiga misturando bem até dar brilho ao creme. Junte a essência de baunilha e o creme de leite, misture bem. Passe pela peneira caso seja necessário e reserve.
.
Calda de Ameixas
1/2 xícara (chá) de vinho tinto
1/2 xícara (chá) de suco de laranja
04 unidades de cravos da índia
01 colher de sobremesa de amido de milho
Ameixas em calda com a calda(usei meia lata em calda)
Açúcar se necessário
.
Misture o vinho, o suco, os cravos e o amido e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos. Reserve. Bata as ameixas com um pouco da calda no liquidificador e junte ao creme reservado. Deve ficar com a espessura de um creme suave. Coloque o creme de ameixas e deixe cozinhar mais um pouco. Acerte o açúcar se achar necessário.
.
RECEITA: Internet - com algumas adaptações por Ana Anita.

Quiche de Tomate, Pesto e Mozarella

Antes de continuar com as receitas dos anos do M., vou revelar a ementa completa, já que várias pessoas referiram essa falha. Adianto também que eramos 35 pessoas.

Entradas:
Pizzas de Mozarella, Presunto e Rucula
Salada Tropical de Camarão
Feijão Frade Ensalsado
Bolinhos de Bacalhau
Salada de Rucula à Italiana
Folhadinhos de Salmão
Mini- Hamburgers com Molho Agridoce
Pãozão Recheado
Wraps de Fiambre e Maçã com Maionese de Caril
Quadrados de Courgette
Patê de Atum com Tostinhas
Folhadinhos de Salsicha com Molho de Mostarda
Pastelinhos de Camembert com Pêra e Mel
Mini-Fritatas de Cogumelos
Quiche de Tomate, Pesto e Mozarella

Pratos Quentes:
Creme de Courgette com Coentros
Empadão de Batatas e Espinafres com Bacalhau
Arroz de Pato

Sobremesas:
Bolo de Aniversário (Bolo de Profiteroles)
Morangos Balsâmicos com Gelado
Pudim de Coco
Tiramisú
Bolo de Limão com Sementes de Papoila
Torta de Laranja
Mousse de Chocolate
Natas de Céu
Tarte Rústica de Maçã
Suspiro de Framboesas
Tarte de Doce de Leite com Banana e Chocolate
Tarte de Natas com Coulis de Frutos Silvestres
Leite-Creme
Prato de Frutas

Voltando novamente atrás, continuamos com as entradas dos anos do M. Desta Vez, a Quiche de Tomate, Pesto e Mozarella, uma das minhas favoritas.

Ingredientes:

1 rolo de massa quebrada pronta
1 bolo de Mozarella fresca
2 tomates
3 colheres de sopa de Molho pesto de compra
200ml de natas magras
sal e pimenta q.b.

Preparação:
Estenda a massa numa tarteira de fundo amovível e pique-a com um garfo. Coloque 2 colheres de sopa de molho pesto no fundo da tarteira e espalhe uniformemente.
Corte o tomate e a mozarella em fatias e disponha-as sobre o fundo da tarteira alternadamente. Com o restante molho pesto, coloque pequenos montinhos sobre as fatias e mozarella e tomate.
Tempere as natas com um pouco de sal e pimenta, e deite sobre a tarte.
Leve a forno médio, 180ºC, até a tarte estar dourada e cozida, cerca de 45 minutos a 1 hora.

Bom Apetite!

domingo, 29 de março de 2009

Salada de frango com salsão


Domingão já está acabando, e é claro que na grande maioridas das casas sobrou o "frango assado". Tão tradicional e prático para almoçarmos no domingo.
Já que sobrou vamos usá-lo nessa salada muito gostosa. Geralmente eu faço o frango com erva-doce (ou fenocchio), mas às vezes é um pouco difícil de encontrar, mas o sabor é tão bom quanto o salsão.amos à receita...
INGREDIENTES:

2 xícaras (chá) de frango desfiado;
2 xícaras (chá) de salsão picado;
3 colheres (sopa) de iogurte desnatado;
1 colher (café) de Zattar;
1 colher (café) de salsinha (pode ser desidratada ou fresca, como você preferir).
PREPARO:
Basta misturar todos os ingredientes e levar à geladeira para gelar.

Note que eu não acrescentei sal, pois o frango desfiado que já é bem salgadinho. Coloque os temperos como o Zattar a salsinha se você gostar e pronto!
Rende 4 porções com aproximadamente 81 kcal cada porção.
um beijo à todos e boa semana!

Molho Béchamel

Esta receita foi-me dada por uma colega e resulta muito bem.
  • 80 gr de manteiga,
  • 60 gr farinha,
  • 1 Lt de leite,
  • Sal e Pimenta q.b.
Derrete-se a manteiga em lume brando, incorpora-se a farinha e adiciona-se o leite quente mexendo continuamente até levantar fervura. Deixa-se fervilhar durante cerca de 10 mns em lume branco para cozer a farinha, retira-se do lume e tempera-se com sal e pimenta.

NOTA: como base para outros molhos deita-se mais leite para ficar fluído e como base para recheios leva pouco leite para ficar mais espesso.

Pescada com cerveja

Pescada com cerveja

Chegar a casa, arrumar as coisas, dar banhos, fazer jantar, tratar das roupas... aquele sem fim de tarefas do dia a dia. Então há que poupar tempo em todas as frentes!! Fica aqui a sugestão de um jantar que se faz sózinho, enquanto damos o banhito à criançada...

4 postas de pescada
3 pés de salsa
2 cenouras
1 cebola
3 dentes de alho
1 cerveja pequena - mini

Num tacho colocar a cebola e os dentes de alho cortados em rodelas finas. Juntar a salsa e regar com azeite. Ligar o lume e refogar. Enquanto isso descascar as cenouras e fatiá-las para o tacho (usei o descascador que é muito mais rápido!). Colocar as postas por cima e temperar com sal e uma colher de sobremesa de polpa de tomate. Regar com a cerveja, tapar o tacho e virar costas!!!. Fica pronto em 20 minutos. Manter o lume baichinho depois de começar a ferver - para não ficar pronto antes do fim dos banhos!! Acompanhei com puré de batata, daquele que também se vai cozinhando sózinho.

Bom apetite!!

Filhos com problemas alimentares


Olhando meus arquivos de textos que a Kah mandou (que inclusive se tornou mamãe oficial esta semana! A Ana Carolina nasceu!!), encontrei este sobre a delicada relação entre mães e filhos. Para aproveitar a onda...

O que não se pode fazer com filhos que tem problemas alimentares

Karine Rizzardi

Seu(sua) filho(a) vive se preocupando com o corpo, chora e se desespera se engorda 100gr, sempre reclama de seus complexos e se compara até mesmo com pessoas que não tem nenhuma semelhança com seu biótipo físico? Um pouco de vaidade faz bem a todo mundo, mas atitudes desmedidas em vista de um corpo perfeito, pode ser um sinalizador inicial um possível distúrbio alimentar.
Você já procurou conversar sobre a maneira adequada de se alimentar, cobrou, exigiu, castigou, brigou, mas nada adiantou? Já viu entrevistas e sempre fica antenada quando ouve ou vê algo que ensine sobre a maneira como você deve se comportar?
Entre os inúmeros escritos sobre como proceder nessas horas difíceis, ressaltarei os aspectos que os pais devem evitar e jamais dizer para filhos que convivem com esses problemas:

1 – Evite dizer: "Ei.... parece se você ganhou peso", pois para um(a) filho(a) que tem problemas de peso, isso pode estimular compulsões alimentares escondidas, além de piorar sua auto estima, que o impede de vencer desafios.
2 – Não diga "Você acha que deveria estar comendo isso?" Controlar a alimentação do filho até certa idade é diferente de desenvolver a responsabilidade deles de suas escolhas.
3 – Algumas pesquisas ainda não finalizadas da área, estão apresentando índices maiores de compulsão dos filhos com perfis de mães controladoras e maiores registros de descontrole alimentar ou comportamental, com perfis de mães muito liberais. Isso mostra que o comportamento ideal dos pais, é aquele que consegue equilibrar a liberdade de escolha dos filhos, com o controle do que se come dos pais.
4 – Não permita que conversar durante as refeições se tornem pesadas. Refeição em família deve ser sinônimo de lazer, relaxamento e diversão.
5 – Não deixe seu(sua) filho(a) cozinhar suas comidas favoritas sempre que quiser, mas faça eles planejarem uma ou duas refeições na semana. Dividir as responsabilidades reduzirá o estresse e transmitirá segurança, valores e será um dos grandes colaboradores para sair do problema em questão.

Dentre tantas dicas do que não se deve fazer, registre um conselho essencialmente importante que deve ser executado com todos os filhos com ou sem problemas alimentares: A mais importante impressão deixada na consciência de um(a) jovem garoto(a) vem exclusivamente de como os pais se vêem. Qualquer atitude de rejeição dos pais consigos próprios ou incansáveis críticas sobre os próprio corpos, influenciará bastante na imagem corporal que seu(a) filho(a) terá de si mesmo(a).
Aposte nisto!


A autora é especialista de casais e família.

Francesinha do Amaral



2 cervejas
1 caldo de carne (knorr)
2 folhas de louro
1 colher de (sopa) de margarina
1 cálice de Porto
2 colheres de (sopa) de maizena
300 ml de polpa de tomate (fica melhor se levar menos)
1/2 copo ( +- 1dl ) de leite
1 malagueta

Dissolver bem a maizena com o leite juntar os restantes ingredientes e com a varinha mágica triturar, levar ao lume até ferver e engrossar um pouco mexendo para não pegar.
Para as Francesinhas:
2 fatias de pão de forma (de padaria e não tipo Panrico)
Fiambre q.b.
Queijo q.b.
Mortadela q.b
Salsichas q.b.
Linguiça q.b.
Bife cortado fino e frito em alho e azeite

Confecção: Fazer uma sandes com os ingredientes cobrir com queijo, colocar no centro de um prato e regar com o molho, e levar ao forno a gratinar. Colocar por cima um ovo estrelado e cobrir com o molho. Acompanhar com batatas fritas.
Nota: A receita original está aqui

Pão de aveia e sementes de girassol


Para um pão com 500g a 700g

200 ml de água morna
1 colher de chá de sal
1 colher de chá mal cheia de açúcar
1 colher de chá de azeite
320g de farinha de trigo tipo 65
20g de farinha de aveia
10g de flocos de trigo
1 colher de sopa de sementes de girassol
Coloque na cuba os ingredientes pela ordem indicada e escolha o programa "pão francês".


sábado, 28 de março de 2009

Livro de receitas Vaqueiro


Livro: Receitas União - Volume II

Livro: Receitas União - Volume I

Livro: Pães Caseiros - Dicas e Segredos

Iogurte de aveia com mel e canela




1 litro de leite
1 iogurte natural
2/3 de copo de leite em pó (o copo é o copo do iogurte)
3 colheres de sopa de flocos de aveia
1 colher de sopa cheia de mel
1 colher de chá de canela
Faça as papas de aveia, com metade do leite, os flocos de aveia, o mel e a canela. Ferva em lume brando, mexendo sempre. Apague o lume quando a mistura tiver a consistência de creme. Num recipiente bem limpo, misture a outra metade do leite (que não chegou a aquecer) com o leite em pó e o iogurte. Junte esta mistura ao creme de aveia. Coloque nos copinhos (com o cuidado de misturar bem, já que a aveia é pesada e fica no fundo). Leve à iogurteira ou siga o processo para iogurtes sem iogurteira.
Nota: estes iogurtes ficam bastante consistentes por causa da aveia. Pode reduzir a quantidade de leite em pó se quiser iogurtes mais líquidos.

Pudim dos Namorados


Ingredientes para a calda caramelada

250g de açúcar granulado
2 xícaras de chá de água

Modo de Preparo

1 Ferva o açúcar com a água até formar ponto de caramelo.
2 Despeje na forma e reserve.

Ingredientes para o pudim

1/2 xícara de chá de açúcar granulado
1/2 xícara de chá de água
1 colher de sopa rasa de manteiga ou margarina
5 ovos
1 colher de sopa de farinha de trigo
1 lata de leite condensado
1 coco ralado

Modo de Preparo

1 Ferva o açúcar com a água até obter uma calda grossa.
2 Retire do fogo, junte a manteiga ou margarina e deixe esfriar.
3 Bata ligeiramente os ovos, junte a calda e passe pela peneira.
4 Adicione os ingredientes restantes pela ordem indicada, coloque na forma reservada e asse em banho-Maria, no forno quente.
5 Desenforme depois de frio.


Frango Caipira à Moda da Jani - Maria Almeida

Uma dica da Maria Almeida, baseada na Receita da Jani Assumpção. Colocarei aqui tal e qual a Maria própria escreveu e comentou...
.
"Faz muito tempo que eu não conseguia comer frango caipira..achava o cheiro forte e não ficava igual ao da minha mãe..Daí conversando essa semana com a Jani ela me passou pelo msn essa maravilhosa receita...amiga OBRIGADA ficou MARA!!Só acrescentei milho...pra lembrar da minha mãe hehe..e tambem não coloquei coentro que o povo aquii não gosta..."

01 frango caipira
Alho, cebola, sal, pimenta calabreza, tempero verde e óregano (a gosto)
01 colher de sopa de colorau
01 tomate picado
01 lata de milho ou milho verde em espigas
1/2 kg de batata, descascadas, pré-cozidas com sal
.
Lave bem o frango com vinagre ou limão e água quente..retire a pele e tempere com todos os temperos a gosto. Dexe umas 15 horas no tempero.
.
Frite alho e cebola, acrescente o frango e o colorau e vá fritando devagar. Coloque o tomate e a água aos poucos até cozinhar bem... leva uns 40 minutos.
.
Acrescente o milho e a batatas e deixe mais um pouco até acabar de cozinhar tudo..Depois coloque tempero verde a gosto.
.
RECEITA E FOTO: Maria Almeida.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Bolo de Chocolate com Farinha Láctea


Estava com um pouco de farinha láctea que já estava por vencer, já tinha visto na net um bolo que usava a farinha, procurei e achei essa Aqui!
Comi quente e senti o sabor da farinha láctea bem acentuado, mas frio quase não é percebido.
O bolo fica muito fofo! Não sei onde errei na cobertura, pois a minha ficou cheia de pelotas brancas.
Bolo de Chocolate com Farinha Láctea

  • 2 1/2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de achocolatado
  • 1 colher de sopa de chocolate em pó
  • 1 xícara de farinha láctea
  • 1 pitada de sal
  • 2 xícaras de açúcar
  • 3 ovos
  • 1 xícara de óleo
  • 1 xícara de água morna
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó

Cobertura

  • 1 lata de leite condensado
  • 1/2 colher de sopa de margarina/manteiga
  • 150 gr de chocolate meio amargo picado
  1. Misture a farinha, achocolatado, chocolate em pó, farinha láctea e o sal. Reserve.
  2. Bata bem o açúcar com os ovos.
  3. Junte o oléo.
  4. Vá colocando alternadamente a mistura de farinha com a água. Bata bem até ficar homogêneo.
  5. Por ultimo coloque o fermento.
  6. Leve para assar em forno pré aquecido, por 40~45 minutos, 180 graus.
  7. Faça a cobertura: Cozinhe o leite condensado com a manteiga, quando começar a desprender da panela desligue o fogo e junte o chocolate meio amargo picado, misture até o chocolate derreter.


1, 2, Feijão com Arroz


Almoço na vovó. Feijão, arroz, couve refogado com bacon e muuuuuito carinho! Essa minha vó é uma fofa!!

Pesquisei alguns benefícios do feijão:
- Não contém glúten
- O feijão é uma semente com alto valor nutritivo, principalmente ferro.
- Existem vários tipos de feijão, sendo que os mais comuns no Brasil são: carioquinha, preto, de corda, jalo, branco, rosado, fradinho, rajado e bolinha.
- É um alimento rico em proteínas vegetais.
- Possui também um alto valor calórico, sendo que 100 gramas de feijão apresenta 330 calorias.
- No Brasil, é muito consumido em combinação com o arroz e também para fazer a feijoada.
- Possui uma boa quantidade de fibras (cada 100 gramas de feijão apresenta, em média, 19 gramas de fibras).
- Ele é produzido durante todos os meses do ano.
- Além do ferro, possui os seguintes sais minerais (potássio, fósforo e cálcio).


Além de ser um alimento tradicional da cozinha brasileira, o feijão, especialmente em sua combinação com o arroz, tem alto valor nutricional. Porém, segundo pesquisa realizada pelo IBGE entre 2002 e 2003, seu consumo vem diminuindo no país. Essa mudança, que se deve, por um lado, ao encarecimento do produto e, por outro, a transformações culturais, tem preocupado nutricionistas e outros profissionais da saúde. Por isso, comer feijão pelo menos uma vez por dia se tornou um dos 12 passos para uma alimentação saudável nas campanhas do Ministério da Saúde e do Instituto de Nutrição Annes Dias, no Rio de Janeiro. E mesmo para quem não aprecia o produto preparado em sua forma usual, há receitas e opções que ajudam a variar o cardápio sem abrir mão dos benefícios que esse alimento proporciona.

Os grãos de arroz contêm metionina, e os feijões, lisina. Ou seja, aminoácidos. Quando estão juntos, são muito mais eficientes na reparação de tecidos do organismo inteiro. Tal performance é rara de ver entre os vegetais. Geralmente são alimentos de origem animal, como as carnes, que apresentam esse perfil protéico. A união também equilibra o índice glicêmico. Enquanto o arroz sozinho, principalmente o polido, pode disparar as taxas de açúcar e insulina na circulação, o feijão tem o poder de reduzir esse efeito, o que mantém a glicose estabilizada. A mistura é importante para manter a glicemia em níveis adequados e diminuir o risco de diabete. Sem falar que, por não mandar o açúcar às alturas de uma hora para outra, proporciona saciedade. Outro benefício foi a descoberta na Faculdade de Odontologia em Piracicaba. Cientistas dosaram a retenção de flúor no arroz e no feijão preparados em casa e observaram que eles seguram excelentes teores do mineral após o cozimento. Segundo o dentista Jaime Cury, líder da pesquisa, um bom prato de arroz e feijão aumenta a concentração da substância na saliva, o que diminui a desmineralização dos dentes e protege contra as cáries.

[Fontes: Suapesquisa.Com, Portal MultiRio, CFAP]


*Como preparo meu feijãozinho carioca? Deixo de molho da noite pro dia e de manhã troco a água. Frito uns pedaços de bacon picados e umas fatias de calabresa, colo folhinhas de louro + temperos + pimentinha e cubro com água. Deixo na pressão por uns 30 min, depois abro a panela pro caldo dar uma engrossada. É isso. Ah, da última vez coloquei uns pedaços de costelinha suína que tinha pronta mas estavam congeladas. Pensa num sabor... Pensou?

Como congelar pão


Se fizer um pão, comer umas fatias e pretender guardar o resto para ir comendo ao longo da semana, pode recorrer ao congelador para ter pão sempre fresco.
E como se congela o pão?
É simples: depois de fazer o pãozinho e de deixar arrefecer, deve-se fatiar o pão, colocar dentro de sacos de plástico individuais e colocar no congelador.
Quando quiser comer umas fatias de pão, basta ir ao congelador buscar as fatias que se quiserem, deixa-se descongelar e estão prontas a comer.

Se quiser guardar apenas de um dia para o outro, não é preciso congelar, basta deixar o pão dentro de um saco de plástico para se manter fofo.

Congelar é uma forma simples de ter sempre pão fresco ou ir variando a qualidade/tipo de pão, para não se estar a comer sempre do mesmo até este acabar.

Pão com Soja


Fui fazer o pão de queijo "sem queijo" mas só tinha meio copo de polvilho. O meu óleo também tinha acabado e coloquei azeite de oliva, mas você pode usar óleo se quiser. Então eu adaptei! A massa ficou fofa e ficou bem saborosa.
A receita está abaixo.

Ingredientes:
- 3 ovos
- 1/2 copo de óleo (ou azeite de oliva)
- 1/2 copo de água
- 1 colh. (sopa) rasas de açúcar
- 1 colh. (chá) de sal
- 1/2 copo de polvilho doce
- 1/2 copo farinha de soja
- 1 copo de farinha de arroz
- 1 colh. (sopa) fermento em pó

Preparo:

Pré-aqueça o forno em 180º e untar a forma de pão com margarina e farinha de arroz. Bater na batedeira os líquidos e acrescentar as farinhas aos poucos. Por último o fermento. Colocar a mistura na forma e assar por 35 minutos.

*Acrescentei orégano e manjericão na massa pra ficar mais temperado. No outro dia você pode fazer torradinhas com fatias de tomate e orégano por cima. Fico bem gostoso!

Tarte Rustica de Maçã

Apesar de ainda não terem acabado as entradas que desfilaram cá em casa nos anos do M., e como hoje é sexta feira, deixo como sugestão esta Tarte de Maçã que fez parte da mesa dos doces da dita festa.
Pode ser servida simples, mas é igualmente deliciosa servida ainda morna com gelado ou natas batidas.
Bom fim de semana!

Ingredientes:

1 placa de massa folhada rectangular
1 gema batida com 1 colher de sopa de água
1/2 chávena de açúcar
6 maçãs Granny Smith
Geleia de Marmelo para pincelar

Preparação:

Estenda a massa folhada e, com uma faca afiada faça um rebordo a toda a volta da massa com cerca de 1.5cm, mas sem cortar a massa até ao fim.
Pincele depois toda a massa com a gema de ovo batida com a água.
Descasque e tire o coração às maçãs, cortando-as depois em gomos não muito finos. Misture o açúcar às maçãs e disponha-as sobre a massa folhada, sem cobrir o rebordo previamente feito.
Leve a assar em forno quente (180ºC) durante cerca de 45 minutos.
Ao tirar a tarte do forno pincele-a com geleia de marmelo previamente derretida no microondas.
Sirva morna ou fria.

Bom Apetite!

quinta-feira, 26 de março de 2009

Peixe e legumes no vapor, molho de alho

Este é um almoço despretensioso que fiz hoje... Totalmente simples, totalmente saudável e totalmente gostoso... Você precisará daquele prato metálico furado que se encaixe numa panela e que serve para cozinhar coisas no vapor, e não para escorrer macarrão... 

Pegue algumas batatas, cenouras e vagens, ou outros legumes da sua preferência,  corte em pedaços bem grandes, e coloque na cesta metálica, numa panela com um terço de água. Tampe e deixe cozinhar por 25 minutos, ou até que os legumes estejam no ponto que você acha bom quando enfia uma faca dentro. Polvilhe com salsa e cebolinha.

Enrole alguns filés de pescada branca ou de linguado em volta de um pedaçinho de pimentão, enrole numa folha de alho-porro ou de cebolinha, e atravessa com um palito para que não se desfaça. Cozinhe na mesma cesta, depois de retirar os legumes, por 5 a 10 minutos.

Você reparou que não vai nem sal nem gordura? O cozimento no vapor deixa tudo com um sabor fantástico.

Para o molho, bate 3 colheres de sopa de coalhada, uma colher de chá de alho picado, uma pitadade sal (aqui sim...) e o suco de um meio limão no liquidificador.

Pudim com natas

Para sobremesa rápida de domingo...

Há vários motivos para se gostar dos domingos... pelo menos até ás 6 da tarde, hora em que pensamos no dia seguinte... mas isso agora não vem para o caso!!! O domingo serve para tudo. Lá por casa os meus domingos começam muito cedo. A minha filha mais nova acorda sempre por volta das 6:30, o que me permite ter uma manhã longa e aproveitar bem o tempo enquanto o resto da família ainda vai dormitando. Uma das coisas fantásticas de domingo são os almoços. Sempre com tempo, mais elaborados com família alargada ou sem ela. E claro está que almoço elaborado não dispensa sobremesa. Abri os armários e sem grande imaginação lá saíu um daqueles docinhos tipo "doce da casa" que toda a gente faz para qualquer altura. Fica a sugestão...

1 pacote de palitos la reine (ou os suficientes para forrar o recipiente do doce)
2 dl + 1 l de leite
caramelo líquido
2 pudins boca doce de chocolate
12 colheres de sopa de açucar
2 pacotes de natas
2 quadrados de chocolate preto

Barra-se o fundo de um tabuleiro com caramelo líquido. Por cima colocam-se os palitos la reine passados pelo leite. Entretanto fazem-se os pudins de acordo com as instruções (é aqui que entra o litro de leite e as 8 colheres de sopa de açucar). Depois de pronto cobrir os palitos com o pudim. Deixar arrefecer e levar ao frigorífico. Quando estiver bem fresco, bater as natas com colheres de açucar até ficarem sólidas. Cobrir o pudim com as natas. Por cima raspar os dois quadrados de chocolate preto.

Bom apetite!

Trigo Sarraceno

Como acabei de postar uma lista de substitutos para o glúten e nessa lista contém o "trigo" sarraceno, vou postar uma notícia que achei na Folha Online sobre ele:


Notícia da Folha Online sobre o Trigo Sarraceno
28/03/2008 - 07h59

Trigo sarraceno não contém glúten
da Folha de S.Paulo

As aparências enganam também no mundo da culinária: apesar do nome e do aspecto de suas sementes, o trigo sarraceno não guarda parentesco algum com o trigo ou com outros cereais. Da mesma família do ruibarbo e da bardana, essa planta rústica é cultivada há tempos como substituta do arroz e do trigo verdadeiro. "Crescendo rapidamente mesmo em condições desfavoráveis, é mais usada em regiões de clima frio ou solo pobre", explica Alan Davidson, na enciclopédia "The Oxford Companion to Food".
Nativo da Ásia, o trigo mouro ou preto, como também é conhecido, foi por séculos alimento para os japoneses que moram em regiões montanhosas do país. Hoje, a Rússia é o maior produtor e consumidor. Seu uso na culinária internacional é amplo, tanto na forma de grãos descascados quanto como farinha.
Após lavado, o grão inteiro pode ser cozido da mesma forma que o arroz e consumido puro, em saladas ou como mingau, com frutas. Triturado, é usado em sobremesas que vão ao forno e em tortas e biscoitos. Essa farinha, entretanto, não pode ser usada sozinha para fabricar pães, pois não contém glúten - pelo mesmo motivo, está liberada para portadores de doença celíaca.
Com ela, é produzida uma massa chamada "soba", consumida no Japão há mais tempo do que o macarrão de trigo comum. Geralmente servido frio, acompanhado de legumes e ervas, chega à mesa com um molho à base de shoyu e peixe seco.
Voltando ao início, o trigo sarraceno também se assemelha aos cereais verdadeiros em termos nutricionais. Assim como o trigo e a cevada, tem flavonóides, que são antioxidantes. "Eles diminuem o enrijecimento das artérias e ajudam a elevar o colesterol HDL (o "bom") e a abaixar o LDL (o "mau")", afirma Marcos Knobel, presidente do Comitê do Selo de Aprovação da SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia) e coordenador da unidade coronária do Hospital Albert Einstein. "Por outro lado, sua utilização é dificultada pela falta de hábito do brasileiro."

[Fonte: Folha Online]

Substitutos

Consegui uma lista da nutricionista Dra. Bety que contem alguns substitutos sem glúten para produtos que contém glúten. Alguns deles:

- Tapioca
- Biscoito de polvilho sem glúten e sem açúcar
- Mandioca cozida, cará, inhame, batata doce e mandioquinha
- Pães sem glúten
- Biscoitos sem glúten
- Torradas de arroz e sem glúten
- Flocos de quinua e de milho
- Barra de quinua
- Barra de granola crocante (Nature Valley)

Para utilizar em preparações:
- Fécula de batata, arroz ou mandioca
- Farinha de mandioca, arroz ou milho
- Trigo sarraceno
- Amido de milho
- Fubá
- Araruta
- Polvilho doce e azedo
- Quinua para tabule, quiebe, saladas, sopas, etc
- Farinhas preparadas sem glúten para pães e bolos
- Flocos de arroz
- Macarrão de trigo sarraceno, de milho ou de arroz

Para adaptar as receitas normais, substitua:
- o leite por água, suco, leite de arroz ou chá (por ex. no bolo de fubá utilizar erva-doce, no pão-de-mel utilizar chá-de cravo, no bolo de laranja utilizar suco de laranja, etc)
- a farinha de trigo por metade farinha de arroz e metade fécula de batata, ou metade fécula de batata e metade amido de milho, ou 2/3 de farinha de de arroz e 1/3 de fécula de batata, etc.


*Eu tenho substituído a farinha de trigo nas receitas de bolos por 1/2 medida de farinha de arroz e 1/2 de farinha de soja. Por ex, se pede 3 xíc. de trigo, coloco 1 e 1/2 de farinha de arroz e 1 e 1/2 farinha de soja. A consistência tem ficado boa! Inclusive fiz um pão que ficou bem gostoso... vou postar depois. Experimente!!! Mas não deixe de conversar com sua nutricionista!!! Às vezes o que dá certo para o meu organismo não dá para o seu.

Lasanha de Bacalhau e Torta de Cebola - Jani Assumpção e Um Carinho da Romy

Todos aí sabem que gosto de doces, mas minha preferência ainda são os salgados...estas duas dicas da Jani, membro da nossa Comunidade no Orkut, são perfeitas... além de um bonito visual na mesa. Confiram as receitas...
.
Lasanha de Bacalhau

Ingredientes:
500 g de lasanha (massa fresca)
500g de bacalhau aferventado e desfiado
06 colheres (sopa) de azeite
01 cebola grande ralada
03 dentes de alho amassados
700ml de molho branco
200g de mussarela ralada
Queijo parmesão ralado a gosto
Coentro em pó, noz-moscada e pimenta-do-reino a gosto
Margarina para untar o refratário
.
Numa panela aqueça o azeite e refogue o bacalhau com a cebola e o alho. Acrescente a noz-moscada, a pimenta-do-reino e o coentro em pó. Cozinhe por alguns minutos e reserve. Misture o queijo mussarela com o molho branco e reserve. Cozinhe a massa da lasanha conforme instruções da embalagem.
.
Coloque uma camada de massa num refratário untado, generosamente, com margarina, coloque uma camada de molho branco com mussarela e por cima o refogado de bacalhau. Repita as camadas até terminar em massa coberta com o molho branco e mussarela. Polvilhe queijo parmesão ralado a gosto.
.
Leve ao forno médio por cerca de 20 minutos.
.
P.S: Se usar massa pré-cozida:
Cozinhe um pouco a massa antes de usá-la. Numa frigideira larga, coloque água com sal e deixe ferver, abaixe o fogo e cozinhe as placas de massa, uma de cada vez, tirando com uma escumadeira e passando direto para refratário.
.
Rendimento: 06 porções.
.
Torta de CebolaIngredientes Massa básica
02 xícaras (chá) de farinha de trigo
01 xícara (chá) de amido de milho
01 colher (chá) de sal
01 colher (sopa) de fermento em pó
01 xícara (chá) de leite
03 colheres (sopa) de óleo
01 ovo
.
Peneire os ingredientes secos e junte o leite. Adicione o óleo e o ovo. Amasse sem sovar. Forre uma forma desmontável. Fure a superfície com um garfo e asse em forno médio(180graus),durante uns 15 minutos.
.
Recheio
05 cebolas médias
02 batatas médias
1/2 xícara de margarina
200g creme de leite
100g queijo mussarela (reservar 40g)
1 e 1/2 colher (de sopa) de amido de milho
02 ovos
Pimenta-do-reino e noz-moscada a gosto
04 fatias de bacon já fritas (pode substituir por 100g de presunto ou peito de peru, picado e frito)
Sal a gosto
.
Rale as cebolas e as batatas cruas. Numa panela,derreta a margarina e frite a cebola e a batata até obter um purê. Polvilhe com o amido de milho e cozinhe mexendo bem. Retire do fogo e junte o creme de leite e a mussarela.
.
Tempere com a pimenta-do-reino,a noz-moscada e o sal a gosto.Coloque o recheio sobre a massa. Espalhe por cima o queijo reservado, o bacon frito esmigalhado, ou presunto , ou peito de peru picado.
.
Leve ao forno quente por 5 minutos,deixando a porta do forno entreaberta. Após os 5 minutos feche o forno e asse em forno médio por mais ou menos uns 20 minutos a 30 minutos, conforme o forno.
.
Rendimento: 06 porções generosas.
.
RECEITAS E FOTOS: Jani Assumpção.

Junto a estas maravilhas de receitas.... Tenho de agradecer a Deus as amizades que conquistei no mundo virtual, depois que abri este blog e nossa Comunidade no Orkut, através destas amizades recebo muito carinho. Um destes carinhos veio da Romy do Blog Receitas da Romy. Obrigada amiga pelo gesto, fiquei muito feliz pela lembrança carinhosa. Junto ao Mimo vem esta mensagem...
"Estes blogs são extremamente charmosos e estes blogueiros têm o objetivo de achar e de serem amigos e não de se auto-promover. Nossa esperança é que quando os laços desse troféu são cortados ainda mais amizades sejam propagadas. Entregue esse troféu a oito blogueiros (as) e inclua este texto com o seu troféu."
.
Entrego a todos que costumam passar por aqui, com muito carinho também... :)
.
Besitos a todos... ;)

Pastelinhos de Camembert e Pêra com Mel

Estes pastelinhos também foram outra das entradas que preparei para os anos do M. A massa vi aqui, e chamou-me logo a atenção.
Resolvi assim rechear com camembert e pêras e servir regados com um pouco de mel. Estavam deliciosos.

Ingredientes para cerca de 45 pastelinhos:

Massa:
125gr de queijo creme
50 gr de manteiga à temperatura ambiente
1 chávena de chá de farinha (cup)
1 gema para pincelar
Recheio:
1 camembert
3 pêras rochas
mel para finalizar

Preparação:

Comece por preparar a massa. Bata o queijo creme com a manteiga até a mistura ficar homogénea. Vá misturando a farinha, aos poucos e poucos até poder mexer a massa com as mãos. Amasse com as mãos até obter uma massa firme. Divida-a depois em duas bolas e forme discos. Cubra com película aderente e leve ao frigorífico 30 minutos antes de usar.
Para o recheio, corte o camembert em pequenos pedaços. Descasque as peras, tire-lhes o caroço e corte-as em fatias finas.
Para montar os pastelinhos estenta a massa e com um copo ou uma taça. corte discos de massa. Recheie cada um dos discos com 1 pedaço de queijo e outro de pêra. Dobre os discos ao meio pressionando bem para fecharem. Repita até esgotar todos os ingredientes.
Coloque os pastelinhos num tabuleiro de ir ao frono previamente untado com papel vegetal e pincele-os com a gema de ovo.
Leve a cozer durante 15 a 20 minutos em forno a 180ºC.
Sirva mornos ou à temperatura ambiente regados com um fio de mel.
(Podem-se fazer com dias de antecedência e congelar depois de frios. Depois é só deixar descongelar à temperatura ambiente e regar com o mel antes de servir)

Bom Apetite!

quarta-feira, 25 de março de 2009

Lasanha de beringela

Como muitas de vós devem saber, faz 2 Meses no dia 28 de Março que estou de dieta. Esse é um dos motivos porque não tenho colocado tanta receita engordativa eheheh
Mas esta que vos vou deixar hoje pode muito bem ser degustada por todos.
Tirei-a faz muito tempo de um Blog mas não registei o nome e agora fica dificil de identificar, agradeço que a pessoa em questão se identifique pois merece todos os créditos...
Hoje resolvi testá-la na versão mais light e adorei... fazia tempo que não me alimentava com tanta satisfação ihihi
Espero que tb gostem ;-)

Photobucket

Aqui vai;

3 Beringelas grandes
1 c. sopa de azeite (podem usar mais se preferirem)

Recheio;
500gr de carne moída (eu usei de peru)
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
250ml de puré de tomate (usei o tomate de lata triturado)
sal e orégãos

Cobertura de queijo;
2 ovos inteiros
250gr de mozarella (eu usei queijo fresco magro)
1 c. sopa de maisena
1 chávena de leite (usei do magro)
sal (se necessário)

Cortar a beringela com a casca no sentido do comprimento e deixar de molho em água e sal. Escorrer e grelhá-la com um pouco de azeite na chapa antiaderente até dourar e reserve.
Refogar a carne até perder a cor. Adicionar a cebola, o alho, o puré de tomate e temperar com sal e os orégãos. Deixe cozinhar cerca de 15 minutos.
Bater os ovos, o queijo, a farinha e o leite no liquidificador. Temperar com sal.
Num refractário fazer camadas alternadas de beringela, carne e molho de queijo. Polvilhar com parmesão ralado (este não usei) e levar ao forno médio por 30 minutos.

Nota: Esta receita tb pode ser feita no microondas por 12 minutos em potencia máxima.

Rabanada

Uma das curiosidades da rabanada é que em Portugal e claro, no Brasil é servida doce, como sobremesa. Na Hungria não embebem em leite, apenas fritam o pão depois de passar no ovo. E depois, servem com sal e páprica. Ambas as versões são deliciosas, pois pão e ovo sempre resultam em comidas deliciosas.

INGREDIENTES:
4 pãezinhos não muito corados (pão francês)
3 ovos
250 ml de leite
açúcar
canela em pó

MODO DE PREPARO:
Corte o pão em fatias de 2 dedos de espessura.
Bata os ovos (clara e gema) e coloque-as em um prato fundo.
Coloque o leite em um prato fundo e passe cada fatia no leite (não embeber demais)
Agora passe as fatias no ovo batido e frite-as as fatias na manteiga até dourar.
Misture o açúcar com a canela (duas partes de açúcar e uma de canela) e passe as fatias fritas na mistura do açúcar com canela.
Sirve em uma travessa.
Ao se servir, os convidados deverão jogar um pouco (ou nem tão pouco) de Vinho do Porto sobre cada fatia. Fica muuuuuuuito melhor!!!!

Serve 6 pessoas

"Vaca Atolada"

Sei que tá longe de ser o prato folclórico que chamamos de "Vaca Atolada", mas não deixa de ser tão saboroso quanto.

Aqui o churrasco de costela bovina é muito comum. Como a abundância de carne é um fator praticamente essencial, quase sempre sobra pedaços de costela. Eu aprendi a trazer para casa e congelar em porções já separadinhas para reaproveitar.
Desde que comecei a fazer essa versão prática de mandioca com carne, não deixo escapar nenhum pedaço de sobra que me oferecem (e quando não oferecem eu peço!).

Hoje fiz o seguinte:
- No dia anterior tirei do congelador os pedaços de carne e a mandioca.
- 1h antes do almoço cozinhei primeiro os pedaços de mandioca na panela de pressão com os temperos a gosto (um pouco de sal, pimenta, um caldo da sua preferência). Deixei uns 25 min pra ficar bem molinha.
- Abri a panela e acrescentei os pedaços de carne e deixei de novo na pressão por mais uns 15 min.
- Abri a panela, mexi e deixei mais um pouquinho no fogo, uns 5 min.
- Da panela foi direto para a mesa.

*Fica gostoso salpicar cebolinha picada por cima, mas eu não tinha. A mandioca absorve o sabor do churrasco.... a carne desmancha de um jeito que não precisa nem cortar...nham nham... Vale (MUITO) a pena experimentar!

Salada de Rucula à Italiana

Esta foi a outra salada que preparei como entrada no aniversário do M. Foi, de todas as entradas, a minha favorita. A simplicidade e combinação dos ingredientes fez realmente toda a diferença.
Ideal para uma refeição ligeira durante a primavera e o verão!

Ingredientes para um Prato Grande:

100 gr de rucula selvagem
8 ovinhos de codorniz
12 bolinhas de mozarella (das pequeninas)
12 tomatinhos cherry
8 fatias finas de presunto
5 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
flôr de sal
pimenta preta q.b.

Preparação:

Coza os ovos de codorniz e, depois de frios descasque-os cuidadosamente.
Disponha as folhas de rucula no prato de servir. Corte os ovinhos de codorniz ao meio, bem como o tomate cherry e as bolinhas de mozarella e disponha sobre as folhas de rucula de modo a ficar tudo uniformemente distribuido.
Com as mãos, rasgue as fatias de presunto em pequenos pedaços e espalhe sobre a salada.
Num frasco coloque o vinagre, o azeite, a flôr de sal e a pimenta. Feche bem o frasco e agite bem todos os ingredientes.
Verta sobre a salada e sirva de imediato!

Bom Apetite!

terça-feira, 24 de março de 2009

Pão de flocos de trigo e aveia


300ml de leite morno
1/2 colher de sopa de azeite
1 colher de chá de sal grosso
1/2 colher de chá de açucar amarelo
100gr de flocos de trigo
10g de sementes de linhaça
40g de flocos de aveia
300gr de farinha de trigo
1/4 embalagem de 25g de fermento fresco


Coloque na cuba todos os ingredientes pela ordem indicada e escolha o ciclo "pão integral".

Bolo de Fubá

Numa segunda-feira meio nublada, eis que surge.

Ingredientes:
- 1 xíc. leite de soja
- 1 xíc. óleo
- 3 ovos
- 1/2 xíc. açúcar cristal
- 1 xíc. fubá pré-cozido
- 1/2 xíc. de farinha de arroz
- 1/2 xíc. de farinha de soja
- 1 colh. (sopa) fermento em pó
- 2 colh. (sopa) de sementes de erva-doce
- margarina e farinha de arroz para untar

Preparo:
Unte e enfarinhe uma forma de buraco no meio de 26cm de diâmetro, pré-aqueça o forno em fogo médio.
Bata na batedeira o leite, óleo, ovos e açúcar até misturar. Depois acrescente aos poucos o fubá e as farinhas até ficar homogêneo, e depois o fermento. Adicione as sementes de erva-doce.
Coloque na forma e asse por aproximadamente 35 min. Espere esfriar, desenforme e sirva!

*Comer enquanto ainda estava morninho foi o máximo!

Milanesa de Porco com Batata Baroa

No balcão do açougue... o olhar do açogueiro e a pergunta: O QUE VAI SER HOJE? olhei olhei, e o que me chamaram a atenção foram as bistecas... lindas com uma cor que pareciam realmente muito frescas... não tive dúvidas e nem titubeei em escolher... respondi de pronto: BISTECAS.
.
Mas, como toda boa obra, necessita de um bom acompanhamento... saindo do açougue, fui para a sessão de legumes e verduras e vi batatas baroa(mandioquinha), frescas e amarelas, como a muito tempo não as via... E como devem saber, a combinação é perfeita entre as duas coisas, como rima e métrica para um bom soneto...
.
Bistecas a Milanesa
Tempere as Bistecas a seu gosto(alho, pimenta, sal, ervas secas)
Passe-as na farinha de trigo, em seguida em um ovo batido e finalmente na farinha de rosca. Frite em óleo quente.

Batatas Baroa
Frite uma cebola picada e um alho amassado em 1/2 colher de manteiga. Junte a batata cortada em rodelas de mais ou menos 2cm de grossura, tempere com tempero pronto em pó(ou só sal e pimenta).
.
Coloque um pouco de água, deixe cozinhar. Adicione ervas secas e pimenta calabresa se gostar. Vá adicionando água até que esteja macia e cozida. Vai saber o ponto, quando o centro dela rachar. Sirva a seguir.

Receita: Ana Anita.

Folhadinhos de Salmão

Estes folhadinhos foram uma agradável surpresa. Se não me engano a ideia veio da Blue Cooking, mas surge aqui com pequenas alterações. São muito simples de preparar e sempre são uma alternativa diferente. Foi outra entrada dos anos do M.

Ingredientes para cerca de 60 mini- folhadinhos:

3 lombinhos de salmão congelado ou fresco
1 placa de massa folhada rectangular
sal e pimenta q.b.
molho para servir ( eu usei o Gravlaxsas, comprado no Ikea, mas podem usar qualquer outro como o molho cocktail)

Preparação:

Se está a usar lombinhos de salmão congelados, deixe descongelar no rigorífico em primeiro lugar. Depois, com rolo de cozinha, seque bem os lombinhos e tempere-os com um pouco de sal e pimenta.
Corte os lombinhos em tirinhas finas. Estenda a massa folhada e corte-as em tiras da largura do salmão, de modo a poder enrolar os lombinhos.
Corte depois cada lombinho enrolado em massa folhada em 2 ou 3 pedacinhos pequenos.
Coloque-os num tabuleiro forrado com papel vegetal e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC, durante 20 minutos ou até a massa folhado ter inchado e os folhadinhos estarem dourados.
Sirva com o molho escolhido numa tacinha à parte, para que cada um coloque a quantidade desejada.

Bom Apetite!