sábado, 31 de março de 2007

Cozinhas do Mundo ...!


"Como devem ter notado, os blogues de culinária em língua portuguesa estão tornando-se um fenómeno de sociedade. Já podemos até falar de uma verdadeira comunidade de blogueiros e blogueiras que partilham interesses comuns pela gastronomia, as boas mesas, o vinho... Em suma a arte de bem viver.

Além de querer ser um ponto de encontro para os blogueiros e os apaixonados de comida, o site também contará num futuro próximo com entrevistas de chefes, iniciativas diversas, intercâmbios, etc. Por enquanto, convido-vos a visitar o site http://www.cozinhasdomundo.com/ e a registar/cadastrar os vossos blogues.


Cozinhas do Mundo, Uni-vos ...!

sexta-feira, 30 de março de 2007

Biscoitos do Garfo


Mais uma receita retirada do universo dos bolgues de receitas. Desta vez de um dos blogues mais bem feitos que anda por aqui (na minha modesta opinião!), A cozinha da FA.
Uns deliciosos biscoitinhos para acompanhar um chá ou café.

Ingredientes

125 g de açúcar
125 g de manteiga
250 g de farinha
1 ovo

Preparação:

Amassam-se muito bem todos os ingredientes.
Tendem-se pequenos bolos com a forma de croquetes que se enrolam em açúcar e depois se pisam por cima com um garfo.
Colocam-se num tabuleiro polvilhado de farinha e vão ao forno (200ºC) durante cerca de 15 minutos.

Bom Apetite!

quinta-feira, 29 de março de 2007

Strudel de Maça, Passas e Canela

Foi com o aniversário do M, que dei finalmente uso a umas folhas de massa filo que tinha comprado há já algum tempo!
Surgiu um strudel, não sei se verdadeiro ou não. Fiz o que me ditou o conhecimento e a inspiração do momento, sem seguir receitas.

Ingredientes:

8 folhas de massa filo
2 maçãs
sumo de limão
50 gr de passas
50 gr de amêndoa laminada
manteiga derretida
acúcar amarelo q.b.
canela em pó q.b.
Acúcar em pó

Preparação:

Descasque e corte as maçãs em laminas finas, e regue-as com sumo de limão. Misture-lhes as passas e as amêndoas e polvilhe generosamente com açúcar amarelo e canela.
Ligue o forno a 180ºC.
Antes de começar a tratar da massa filo derreta a manteiga, e junte o acúcar amarelo com a canela num "polvilhador" ou numa tacinha.
Num tabuleiro forrado com papel vegetal e untado com um pouco de manteiga coloque a primeira folha de massa filo. Com um pincel espalhe um pouco de manteiga por toda a folha de massa, polvilhe com açúcar e canela e coloque outra folha de massa filo por cima. Processa de igual modo até ter as 8 folhas de massa sobrepostas. Coloque por cima da 8ª folha a mistura de maçã, canela e amêndoa e enrole tudo como se fosse uma torta, tendo o cuidado de colocar por baixo a abertura da massa e de fechar bem as pontas.
Pincele o strudel com mais um pouco de manteiga e leve ao forno já quente durante 20 minutos aproximadamente.
Depois de ligeiramente arrefecido polvilhe abundantemente com açúcar em pó!
Sirva morno ou frio.

Bom Apetite!

quarta-feira, 28 de março de 2007

Creme de Espinafres

No aniversário do M, como não tinha muito tempo para fazer entradinhas para os 16 convidados, optei por fazer este creme de espinafres.
Visualmente resulta muito bem, pois fica de um verde muito forte que contrastam lindamente com uns simples pratos brancos de porcelana ou umas tacinhas de vidro transparente.
E, além disso estava boa!

Ingredientes:

batatas
courgete
cenouras
nabo
espinafres congelados
sal
pimenta
azeite

Preparação:

Lave e descasque as batatas, cenouras, cougettes e o nabo. (Se não gosta muito do sabor do nabo, não coloque muita quantidade)
Numa panela leve ao lume um pouco de azeite, e refogue aí os legumes cortados em rodelas finas. Junte depois água até cobrir os legumes, e tempere de sal. Deixe cozer.
Assim que estiverem bem cozidos, passe-os pela varinha mágica, junte um água e leve novamente a ferver. Assim que começar a ferver junte os espinafres congelados e deixe cozinhar cerca de 5 minutos.
Desligue, volte a passar a sopa pela varinha mágica até obter um creme homogéneo e espesso, mas não em demasia. Se necessário junte mais água e leve novamente ao lume.
Rectifique de sal, tempere com um pouco de pimenta moída na hora e um fio de azeite.
Se gostar, ao servir, junte um pouco de natas!

Bom Apetite!

terça-feira, 27 de março de 2007

Coelho no Tacho

Desde que vi esta receita publicada no blog Doces Cozinhados que sabia que a tinha de fazer. Não me arrependo. Simples e bastante saborosa!

Ingredientes:

Coelho
rodelas de chouriço
cebola
2 colher de sopa de azeite
1 lata tomate pelado
vinho tinto
sal
alho
picante
louro

Preparação:

Corte o coelho aos bocados tempere-o com com vinho tinto, o alho, o louro, o sal e o picante e deixe ficar de um dia para o outro.
No dia seguinte pique a cebolas e o tomate para um tacho de barro, junte as rodelas de chouriçoe o azeite.
Quando a cebola estiver loura deite os pedaços de coelho e mexe-se bem. Junta-se a marinada e deixa-se cozer lentamente em lume brando, mexendo de vez em quando.
Sirva no próprio tacho onde cozinhou o coelho acompanhado com arroz branco, legumes cozidos e, se desejar um pouco de pão frito!

Bom Apetite!

segunda-feira, 26 de março de 2007

Risotto(*) de vegetais

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



Ingredientes
Arroz arbório (próprio para risotto)
Legumes diversos (usei uma latinha de macedónia de legumes da Bonduelle)
Bacon
2dl de vinho branco aprox.
1 caldo de carne
1 lt. de água aprox.
Queijo parmesão
Cebola
Margarina (ou óleo ou azeite)

Preparação
Partir a cebola em cubinhos pequenos, juntar um pouco de margarina e o bacon (em pedacinhos pequenos também) e deixar alourar tudo. Junta-se o arroz e rega-se com o vinho branco, mexendo até o vinho evaporar. Desfaz-se o caldo de carne na água quente e vai-se regando o arroz de tempos a tempos para não secar no tacho. 20 minutos depois acrescentam-se os legumes e mais 5 minutos depois o arroz deverá estar cozido. Depois de retirar do lume junta-se o queijo parmesão ralado ou em tiras fininhas.


NOTA
O arroz para o risotto não deve ser lavado para não perder a goma que ajuda a compor o prato.

(*) Significa "sopa seca".

Esparguete à Bolonhesa

Cá vai mais uma receita bem simples de massa, e que certamente todos saberão fazer!

Ingredientes:

carne picada
cebola
alho
azeite
louro
tomate pelado
polpa de tomate
vinho branco
oregãos
sal
pimenta
esparguete

Preparação:

Num tacho leve ao lume o azeite. Junte a cebola e o alho picado, o louro e deixe refogar um pouco. Junte a carne, mexa e deixe cozinhar um pouco. Tempere depois com o sal,imenta, e os oregãos, junte o tomate pelado em pedacinhos, assim como um pouco de polpa de tomate e vinho branco. Mexa bem, e assim que levantar fervura reduza o lume, tape e deixe cozinhar cerca de 30 minutos.
Entretanto leve o esparguete a cozer em água temperada de sal e de um fio de aziete. Assim que o esparguete estiver "al dente" escorra e passe por água fria.
Misture o esparguete com o molho bolonhês e plvilhe de oregãos.
Sirva juntamente com uma salada verde!
Bom Apetite!

sexta-feira, 23 de março de 2007

Gelado de Manga e Framboesas


Esta foi uma das sobremesas que fiz para o aniversário do M.
Ficou um gelado delicioso e ajudou a desenjoar dos outros doces!

Ingredientes:
1 lata de polpa de manga
2 gemas
200 ml de natas
100gr de acúcar
100gr de farmboesas congeladas
1 colher de chá de extracto de baunilha

Preparação:

Leve ao lume as natas com o açúcar e o extracto de baunilha. Assim que as natas começarem a ferver, reduza o lume para o mínimo, junte a polpa de manga, as framboesas e as gemas. Vá mexendo até a mistura começar a ferver. Desligue e depois de frio leve ao frigorífico de um dia para o outro.
No dia seguinte, coloque o gelado na máquina e proceda de acordo com as instruções. No meu caso é apenas colocar a cuba da máquina dos gelados 24h antes de usar no congelador, e depois é só colocar a mistura lá dentro, ligar a máquina e passado 30 minutos, temos um delicioso gelado. Para quem não tem máquina é só colocar a mistura no congelador, e, a cada hora ir ao congelador bater a mistura com um garfo ou uma vara de arames, para quebrar os cristais de gelo . Se não fizerem isto, em vez de gelado ficam com congelado! É por baterem a mistura quebrando os cristais de gelo que fazem o gelado. E é apenas isto que a máquina dos gelados faz..só demora é menos tempo!
Servir de imediato ou guardar no congelador e comer quando apetecer...

Bom apetite!

quinta-feira, 22 de março de 2007

Carne de Porco em Crosta

Andava para experimentar esta receita há já alguns meses, e, finalmente experimentei!
Ficou bom, não posso dizer que não, mas tenho de experimentar outra vez fazendo umas pequenas alterações!

Ingredientes:

100gr de farinha
50gr de margarina
água
sal e pimenta
lombo de porco
rum ou aguardente
passas
amêndoas laminadas
bacon em fatias
mostarda
cebola
azeite
ovo

Preparação:

Começe por preparar a massa para a crosta: junte a farinha com o sal, junte a margarina e se necessário junte um pouco de água morna até conseguir formar uma massa que se desprenda das paredes da taça. Forme uma bola e reserve.
Entretanto tempere a carne com sal e pimenta e esfregue bem.
Coloque as passas numa tacinha e deixe macerar juntamente com um pouco de rum.
Leve um tachinho ao lume com um pouco de azeite, e aloure aí a cebola picada. Junte as passas escorridas e as amêndoas laminadas e deixe cozinhar um pouco.
Recheie a carne com esta mistura, enrole como se fosse uma torta, barre com mostarde e cubra com fatias de bacon. Ate com fio de cozinha ou prenda com espetos de espetada.
Leve um tacho ao lume com azeite e aloure a carne de todos os lados. Junte o rum onde maceraram as passas, tape e deixe cozinhar até a carne estar macia.
Depois de cozinhada retire a carne do tacho e coloque-a num tabuleiro que vá ao forno. Cubra com a massa estendida com o rolo, e pincele com gema de ovo.
Leve ao forno a assar até a massa estar cozida e douradinha!
Sirva às fatias com arroz árabe e salada verde!

Bom Apetite!

quarta-feira, 21 de março de 2007

Creme de Tangerinas

800 ml de sumo de tangerina
3 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de amido de milho
1/2 dose de licor de laranja
1 iogurte natural

Numa panela, coloque açúcar, o sumo de tangerina, o amido de milho e o licor.
Leve ao lume e mexa até obter um creme homogéneo.
Acrescente o iogurte e misture delicadamente.
Leve ao frigorífico.

Creme queimado com frutas

4 gema(s) de ovo
banana(s) cortada(s) em rodelas
6 dl natas
vagem de baunilha
5 c. sopa açúcar
morango(s)
ananás em pedaços
laranja em gomos


Sobre lume muito brando, aqueça as natas com a baunilha sem deixar ferver.
À parte, bata 1 c.sopa de açúcar com as gemas e junte às natas, mexendo com a vara de arames.
Deixe engrossar sem ferver, mexendo sempre até aderir às costas da colher. Coe o creme.
Deite o creme num recipiente e coloque-o num tabuleiro com água até meia altura. Leve ao forno, regulado a 150ºc., durante 15-20 minutos. Leve ao frigorífico.
Peneire o restante açúcar sobre o pudim e leve ao forno para caramelizar. Leve ao frigorífico durante 2-3 horas ou durante a noite.
Coloque o recipiente com o pudim no centro da travessa e à volta disponha frutas.

Caril de Perú

750 g peru
50 g manteiga
2 colheres de sopa de caril em pó
2 cebolas picadas
2 dentes de alho
6 dl caldo de cozedura
1 colher de sopa de polpa de tomate
1 colher de sopa de açúcar
sumo de limão
1 ramo tomilho
2 folhas de louro
Sal e pimenta q.b.

Derreta a manteiga num tacho, junte pó de caril, as cebolas e os alhos e fritar até estarem macios.
Junte o peru, o caldo, a massa de tomate, o açúcar, o sumo de limão, o tomilho, o louro, sal e pimenta a gosto.
Tape e deixe apurar, lentamente, durante 1 hora.
Se não estiver suficientemente picante, frite à parte um pouco mais de pó de caril e junte ao preparado anterior.
Tire a folha de louro antes de servir e acompanhe com arroz branco.

Perú á Brás

2 chávenas almoçadeiras de bifes de peru em tirinhas (já cozinhado)
1 cebola grande
1 dl e ½ de azeite
1 colheres de sopa de margarina
3 chávenas almoçadeiras de batata palha
5 ovos
sal e pimenta
azeitonas


Descasque e corte a cebola em meias-luas.
Leve ao lume num tacho com o azeite e a margarina até a cebola estar transparente e quase sem cor.
junte-lhes os bifes de peru em tirinhas e deixe refugar um pouco, mexendo. Adicione as batatas palha.
Mexa um pouco e tape.
Abra os ovos para uma tigela e bata-os levemente.
Tempere com sal e pimenta e junte ao peru e às batatas.
Vá mexendo para misturar bem até aos ovos ficarem coagulados e cremosos, mas não demasiado cozidos.
Enfeite com azeitonas e sirva imediatamente.

Ensopado de Lulas

2 Cebolas médias
3 Alho
Colorau e sal q.b.
2 Cravinhos
Coentros e salsa q.b.
Louro
Piripiri
1 dl.Azeite
1 Kg. Lulas
1 Kg. Batatas
6 Tomates pequenos



Deitam-se em cru, num tacho, a cebolas picadas, o alho, o colorau, o sal, o cravinho e os coentros, a salsa, o louro, o piripiri, o azeite e as lulas bem limpas.
Leva-se a ferver um pouco.
Junta-se s batatas cortadas em quadradinhos e os tomates sem peles nem grainhas.
Deixa-se apurar.
Fritam-se fatias de pão, que se colocam numa travessa.
Na altura de servir, deitam-se por cima as lulas, com o molho.

Filetes deliciosos

1 Kg de filetes (qualquer peixe)
Sal e sumo de limão q.b.
1 colher de sopa de manteiga ou margarina
1 Cebola média
1 ½ colheres de sopa de farinha de trigo
1 Cubo de peixe
0,5 l de água




Põe-se os filetes num pirex, tempera-se com sal e sumo de limão e cobrem-se com nozes de manteiga. Levam-se ao forno a cozer.
À parte, faz-se um refogado com cebola picadinha e manteiga ou margarina.
Junta-se farinha e depois de estar ligada, o caldo de peixe desfeito na água a ferver.
Obtém-se um creme grosso.
Deita-se o creme sobre os filetes e deixa-se tostar um pouco no forno.
Pode substituir-se o caldo de peixe por caldo de carne

Raia com Salteado de Couve Roxa

O que estava para ser uma receita do Jamie Oliver, passou a ser outra coisa, inspirada na receita do Jamie Oliver. Passo a explicar.
Comprei estas postas de raia para fazer a receita que tinha visto no livro dele. Andei também à procura de radiccio, pois era um dos ingredientes da receita. Não encontrei o radiccio, e optei por substituir por couve roxa. E depois esqueci-me da pancetta que a receita também pedia - substituí por chouriço alentejano, e não coloquei as alcaparras pois cá em casa não gostamos.
No final, estava um peixinho muito bom, mas acho que fiz adapatações demais para dizer que é receita do Jamie Oliver! Esta aqui fica.

Ingredientes:

Postas de aba de raia
sal
pimenta
farinha
azeite
limão
couve roxa
chouriço

Preparação:

Começe por secar bem as abas da raia. Tempere-as depois com sal e pimenta. Passe-as por farinha sacudindo o excesso e aloure-as numa frigideira com um pouco de azeite. Depois de estarem coradinhas de ambos os lados, coloque-as num pirex e leve-as a forno quente durante 10 minutos ou até estarem cozinhadas.
Entretanto prepare o salteado de couve roxa. Corte a couve roxa o mais fininho que conseguir, e leve a alourar na mesma frigideira onde alourou a raia. Junte mais um pouco de azeite se necessário. Junte o chouriço também cortado em pequenas falhas. Tempere de sal e pimenta e deixe estufar até a couve estar cozinhada mas ainda firme.
Retire a raia do lume, coloque o salteado de couve roxa por cima e regue com sumo de limão acabado de espremer.
Sirva de imediato com umas batatinhas novas cozidas!

Bom Apetite!

terça-feira, 20 de março de 2007

Arroz Doce com Morangos

1 chávena de arroz lavado e escorrido
casca de meio limão
sal
3 dl de leite
1 colher de sobremesa rasa de farinha
1/2 lata de leite condensado
Para o chantilly e decoração:
1 chávena de natas geladas;
2 colheres de sopa de açúcar;
350 g de morangos limpos e lavados


Coza o arroz com água temperada com sal e com casca de limão até ficar macio. Adicione o leite a ferver e o leite condensado e misture. Apure durante cerca de 15 minutos ou até o doce estar cremoso, mexendo várias vezes. Deite numa forma de pudim. Deixe arrefecer e leve ao frigorífico durante algumas horas.
Bata as natas com o açúcar até ficarem bem firmes. Desenforme o arroz e decore com o chantilly e com os morangos.

Baba de Moça

250 g açúcar
300 ml leite de coco
6 gemas de ovos
2 cravinhos ( especiaria )
2 paus de canela
q.b. coco ralado para polvilhar

Numa panela misture o açúcar com o leite de coco.
Leve ao lume e deixe engrossar um pouco, retire do lume, entretanto bata as gemas passe pelo passador de rede e vá juntado ao preparado anterior mexendo sempre fora do lume. Quando achar que a mistura está homogénea, ou seja todos os ingredientes estão bem misturados adicione a canela e o cravinho.
Leve ao lume novamente, mexendo sempre, quando começar a ferver, retire e encha tacinhas de vidro.
Polvilhe com um pouco de coco ralado e sirva frio.

Bife de Perú com Legumes Grelhados

700 g escalopes de perú
1 courgette(s)
1 beringela(s)
4 tomate(s) maduro(s)
1 dl azeite
1 ramo salsa
Sal Grosso q.b.
pimenta em pó q.b.


Passe a curgete e a beringela por água e corte-as em rodelas grossas. Salpique com sal grosso e deixe repousar por cerca de 30 minutos, para retirar alguma água em excesso dos legumes.
De seguida, tempere os escalopes de peru com sal e pimenta e de seguida grelhe-os de ambos os lados.
Passe as rodelas de legumes e os tomatinhos por água abundante. Seque-os com um pano de cozinha e pincele-os com o azeite.
De seguida grelhe os legumes e sirva-os a acompanhar os escalopes de peru. No final regue com um fio de azeite e decore com o raminho de salsa

Tigelada

3 ovos
6 colheres de sopa de açúcar
1 litro de leite

Bate-se tudo muito bem, coloca-se num pirex caramelizado e vai ao forno meia hora.

Coelho com Vinho Tinto

1 coelho
2 dl de vinho tinto
1,5 dl de azeite
1 colher de sopa de mel
0,5 kg de batatinhas
óleo q.b.
Marinada:
200 g de bacon aos cubos
tomilho q.b.
salsa q.b.
1 folha de louro
4 dentes de alho
1 colher de sopa de azeite
sal e pimenta q.b.




Parta o coelho e deixe marinar durante 24 horas.
Junte o vinho tinto.
Retire o coelho da marinada e frite em azeite.
Junte as batatinhas e o mel ao coelho, deixe ferver até as batatas ficarem cozidas, rectifique de temperos e sirva.

Peito de Vitela muito bom

400 grs. de peito de vitela, cortado em cubos
1 colher de margarina
1 cebola cortada ás rodelas
1,5 dl. De caldo de galinha
2 colheres de sopa de sumo de limão
1 colheres de sopa de salsa picada
2 gemas de ovos
Sal q.b.
Pimenta q.b.



Derreta a margarina num tacho e frite os cubos de vitela durante 2/3 minutos, sem alourar.
Junte a cebola e deixe estufar 2 minutos.
Junte o caldo, 1 colher de sumo de limão, a salsa e tempere de sal.
Leve à ebulição, tape e deixe fogo brando durante 35 minutos.
Retire a carne e a cebola para uma travessa aquecida.
Entretanto, filtre o líquido da cozedura e mude-o para um tacho limpo.
Bata então as gemas e restante sumo de limão, misture-lhe um pouco de líquido da cozedura, depois deite na caçarola e mexa, ao lume, até começar a engrossar.
Verta sobre a carne e decore com salsa e sumo de limão.
Acompanhe com batatas alouradas ou salteadas.

Talharim com Salmão e Vinho

1 pacote de talharim
300 g de salmão fresco cortado em cubos de 3cm
2 colheres de sopa de manteiga
1 cebola
¼ de l de vinho branco
1/2 de natas
4 fatias de salmão defumado
Suco de meio limão
Salsa picada
Sal e pimenta q.b.




Tempere o salmão fresco com limão, sal e pimenta.
Reserve.
Numa panela aqueça a manteiga, junte a cebola ralada e deixe alourar..
Acrescente o salmão, mexendo cuidadosamente até cozinhar e mudar de cor.
Coloque o vinho e deixe evaporar o álcool.
Cozinhe o talharim al dente.
Junte as natas ao molho e deixe ferver.
Coloque o talharim numa travessa e junte o molho.
Decore com fatias de salmão defumado e salsa picada

Massa com Camarões e Gengibre

800g de camarões frescos descascados
100g de fusili multicolorido
750 ml de caldo de legumes
2 colheres de sopa de molho de soja
2 colheres de chá de gengibre fresco
1 cebola
1 alho francês
1 cenoura
2 colheres de sopa de azeite
4 dentes de alho picados




Num tacho médio aqueça o caldo de legumes e o molho de soja e quando levantar fervura junte o gengibre, a cebola, o alho francês e a cenoura, tudo cortado às rodelas finas.
Deixe cozinhar durante 10 minutos.
Num wok (ou numa frigideira larga antiaderente) aqueça o azeite e salteie levemente os alhos e os camarões, durante 2 minutos.
Adicione os camarões à base de legumes e quando levantar fervura junte a massa e deixe-a cozer o tempo especificado na embalagem

Frango à Bráz

Nunca tinha feito Frango à Bráz. Esta sugestão partiu de uma amiga, a S., depois de um jantar partilhado em que sobrou imenso frango.
A sugestão foi prontamente aceite, e é de facto, uma excelente maneira de aproveitar não só frango, mas também qualquer outras sobras de carne e, porque não, até vegetais.

Ingredientes:

restinhos de frango desfiado
cebola
louro
azeite
batata palha frita de boa qualidade
ovos (1 por pessoa)
sal e pimenta
salsa

Preparação:

Leve um tacho ao lume com um pouco de azeite e aloure aí a cebola, juntamente com a folha de louro. Junte depois o frango desfiado, tempere com um pouco de pimenta e deixe refogar.
Adicione em seguida a batata palha, mexa bem, e junte depois os ovos batidos temperados com um pouco de sal (atenção ao sal das batatas) e pimenta!
Vá mexendo até toda a mistura estar ligada e os ovos cozinhados.
Polvilhe abundantemente com salsa picada e sirva com uma salada verde!

Bom Apetite!

segunda-feira, 19 de março de 2007

Creme de côco

3 dl de natas espessas
3 dl de leite
50 grs de coco ralado
1 colher de chá de sal
3 ovos grandes (tamanho 2)
2 gemas
75 grs de açúcar refinado
50 grs de castanhas de caju, não salgadas, sem casca, picadas

Encha um tabuleiro até 1/4 com água e coloque na prateleira central do forno, que deverá ser pré-aquecido a 160ºC (T. 3).
Coloque as natas, o leite e o coco numa caçarola e mexa, sobre lume médio, até, até o coco ficar bem dissolvido.
Junte o sal, mexa e retire do lume.
Deite os ovos, as gemas e o açúcar refinado numa tigela.
Bata tudo bem e depois junte gradualmente o coco, batendo sempre.
Deite as castanhas de caju picadas no fundo de uma forma de soufflé de 1,2 l ou de um prato de ir ao forno semelhante em tamanho.
Deite a mistura de natas e ovos na forma ou prato e coloque-a dentro do tabuleiro com água colocado no forno.
Deixe cozer durante 1-11/4 horas, até o creme se mostrar cozido a um leve toque no centro, mas ainda tremer levemente quando se mover a forma.

Tortilha de Salame

6 ovos
180 g salame
2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
1 colher de sopa de natas
1 pepino
Azeite
Sal q.b.



Corte o salame aos quadradinhos.
Numa tigela, bata os ovos com pouco sal, as natas, o parmesão e depois junte o salame, mexendo cuidadosamente.
Aqueça um pouco de azeite na frigideira da tortilha, deite os ovos, mexendo rapidamente até começarem a prender.
Sacuda a frigideira, para não se pegar no fundo.
Com ajuda de uma tampa ou prato, volte a tortilha para cozer do outro lado.
Passe para um prato e enfeite com rodelas de pepino

Arroz de Camarão e Caranguejo

4 colheres de sopa de óleo
1 cebola média, picada
4 cebolos, finalmente picados
4 talos de aipo, picados
1 pimento verde médio, sem sementes e picado
3 colheres de sopa de farinha
Sal
500 g de camarão cozido
500 g de carne de caranguejo
½ colher de chá de molho de piripiri
4 colheres de chá de salsa lisa, picada
1 colher de sopa de sassafrás em pó




Numa caçarola, misture o óleo, a cebola, o cebolo, o aipo e o pimento e salteie até amaciar. Peneire a farinha sobre o preparado e deixe cozinhar durante 2-3 minutos. Gradualmente, acrescente 2 litros de água; tempere a gosto. Deixe leventar fervura, tape, e deixe assim durante 15 minutos. Adicione os camarões e a carne de caranguejo e deixe cozer. Junte o molho de piripiri e a salsa; prove e rectifique os temperos. Retire do lume e misture o pó de sassafrás, mexendo bem. Sirva com arroz branco.

Ensopado de Porco

1 kg de carne de porco
10 dentes de alho
2 folhas de louro
1 l de vinho branco
1/2 pão caseiro
4 colheres de sopa de banha
Sal e pimenta q.b.



Com uma faca afiada corte a carne de porco em pedaços e disponha-os num recipiente.
Tempere, então, com os alhos esmagados, as folhas de louro, sal e pimenta.
Regue com vinho branco e deixe tomar gosto durante 24 horas.
No dia seguinte coloque metade do líquido da marinada e a carne num tacho e leve ao lume para estufar por cerca de 45 minutos.
Corte o pão em fatias e frite-as em lume brando na banha.
Disponha-as, depois, sobre o preparado da carne para amolecerem um pouco.
Transfira as fatias de pão para um prato de servir e sobre elas distribua a carne de porco estufada.

Bolinho de Morango

250gr farinha
125gr manteiga ou banha
65gr açúcar
1 ovo
1 pitada de sals
casca de limão
chantily
morango




Deita-se a farinha num alguidar e depois deita-se os outros ingredientes e mexendo tudo ligeiramente com os dedos.
Tira-se os pedaços que se moldam com os dedos para forrar pequenas formas de queques que se cozem em formas bem quentes.
Depois de cozidas deixam-se arrefecer, deita-se o chantily e põem-se um morango por cima.

Lombos de Pescada com Pesto e Molho de Vegetais

A inspiração para este prato chegou-me através deste blog e desta receita.
Fiz as minhas alterações, mediante o que havia em casa eno frigorífico. O resultado foi tão bom que é certamente uma receita a repetir!

Ingredientes:

Lombos de pescada
limão
leite
sal e pimenta
pimento
linguiça
cenoura
molho pesto
pão ralado

Preparação:

Começe por temperar os lombos de pescada ainda congelados com sal, pimenta, sumo de limão e leite e deixe descongelar.
Depois começe a preparar o molho de legumes. Corte a cenoura em cubinhos, bem como o pimento. Corte também a linguiça em rodelas finas.
Numa frigideira anti aderente leve a linguiça ao lume para libertar a gordura, e saltei-e aí a cenoura e o pimento. Deixe cozinhar até os legumes estarem macios, mas firmes. Coloque os legumes num prato que possa ir ao forno, e reque-os com a marinada dos filetes.
Entretanto escorra os lombos e esprema-os. Coloque em cima de cada lombo uma colher de chá de molho pesto de modo a ficarem bem cobertos e passe-os depois por pão ralado.
Coloque os lombos sobre o molho de legumes com a parte recheada com pesto virada para cima e leve a assar em forno quente durante 20 minutos, ou até os lombos estarem cozinhados.Sirva com arroz e bróculos cozidos!

Bom Apetite!

sexta-feira, 16 de março de 2007

Creme de papaya da Dadivosa

É sempre bom alertar: não experimente se não quiser ficar viciada nessa delícia! Simplesmente amei esse creme de papaya que a Dadivosa batizou de peso-pluma, ele já foi feito e refeito aqui em casa e já estou planejando comprar mais mamão para o fim de semana. Aliás, mamão, definitivamente, não está entre as minhas frutas favoritas, mas creme de papaya é tão bom, ainda mais nesse calor, e essa versão não fica nada a dever para a original.

Na primeira vez em que preparei, meu mamão só rendeu duas xícaras, mas, mesmo assim, segui as demais quantidades indicadas pela Dadivosa. Ficou bem gostoso, então tenho repetido a receita usando só duas xícaras de fruta mesmo. A Dadi recomendou deixar o mamão no freezer por um tempo para que a sobremesa fique geladinha. Tenho deixado a fruta já picada por quase 1h30 no congelador porque acho que deve ficar melhor do que levar para o friozinho o creme já pronto. E eis aqui o link para a perdição.

Bitoque

Até estou com vergonha de postar isto aqui como se fosse uma receita. É mais uma sugestão de uma refeição rápida, quando nem sempre temos muito tempo ou paciência paa pensar no que fazer!

Ingredientes:

Ovos
Febra de porco
alho
sal
pimenta
piri-piri
louro
vinho branco
molho inglês

Preparação:

Começe por temperar as febras de porco com sal, pimenta, alho picadinho, piri-piri, louro e vinho branco, e deixe ficar assim durante algum tempo.
Depois coloque um pouco de margarina ou manteiga ou óleo ou azeite numa frigideira, deixe aquecer e frite as febras reservando a marinada. No meu caso, eu apenas coloco as febras na frigideira anti aderente sem adicionar gordura, o que acaba por se tornar mais saudável!
Quando estiverem lourinhas, mas não completamente cozinhadas, coloque o líquido da marinada , junte um pouco de molho inglês a gosto e deixe acabar de cozinhar fervendo em lume brando.
Entretanto estrele os ovos (os da foto foram "estrelados" em água!)
Para um verdadeiro bitoque, sirva a bifana com um pouco de molho e com o ovo "a cavalo", arroz branco, batatas fritas aos palitos, salada de alface e uns pickles!

Bom Apetite!

quinta-feira, 15 de março de 2007

Almôndegas de peixe

Precisava encontrar uma maneira diferente de usar o pacote de filés de pescada congelada que ainda tinha em casa, o marido faz restrições a alguns tipos de peixe e, não, ele não é fã do escamoso em questão e claro que não pretendo traumatizá-lo obrigando a comer algo de que não gosta, isso é muito chato. Por isso, tinha de encontrar uma receita que disfarçasse o gosto da pescada e achei essas almôndegas nesse site de onde já tirei inúmeras coisinhas gostosas. Essas delicadas bolinhas de peixe são muito fáceis de preparar e o marido aprovou o resultado, disse que quase não se notava o gosto da pescada. Bingo! Para completar, essas almôndegas são assadas e não fritas, portanto, mais saudáveis. Bingo mais uma vez!

A receita pede 500 g de linguado ou de pescada limpos, usei 300 g de filés de pescada e foi suficiente, mas pode ser que com mais fique ainda melhor. Substituí as raspas por gotas de limão e não usei pimenta. Não gostei muito foi do molho de limão que preparei. Substituí o creme de leite por dois copos de iogurte natural desnatado, mas achei que não funcionou muito bem. Além disso, só depois que já tinha dado início à preparação do molho, notei um pequeno erro na receita, que diz para adicionar leite, mas não menciona a quantidade. Escrevi um e-mail para o site, vamos ver o que acontece. (Update: Rita Lobo gentilmente respondeu informando que são 2 xícaras de chá de leite) Também achei que o molho rendeu demais em relação ao número de bolinhas, acho que na próxima vez vou de tomates mesmo ou sigo a receita do molho à risca.

Sem fotinho dessa vez.

Almôndegas de peixe ao molho de limão

Ingredientes
500 g de linguado ou de pescada limpos
1/2 cebola picada
1 dente de alho picado
raspas de 1 limão (usei gotas de limão no lugar)
3 colheres (sopa) de hortelã picada em tirinhas
1 colher (chá) de sal
1 pitada de pimenta-do-reino moída na hora (não usei)
azeite de oliva para untar

Como fazer
1. Preaqueça o forno a 180°C (temperatura média). Com o auxílio de um pedaço de papel-toalha, unte uma assadeira grande com azeite.
2. No processador de alimentos, bata todos os ingredientes por cerca de 2 minutos ou até obter uma pasta homogênea.
3. Para fazer as almôndegas, meça 1/2 colher (sopa) da pasta, enrole uma bolinha com as mãos e coloque na assadeira untada com azeite. Repita o procedimento com toda a pasta.
4. Leve ao forno preaquecido para assar por 20 minutos. A cada 5 minutos, chacoalhe a assadeira para que as almôndegas assem por igual. Reserve.

Molho de limão

Ingredientes
1 colher (sopa) de manteiga
1 cebola pequena picada
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de leite
2 xícaras (chá) de creme de leite fresco
suco de 1 limão grande
raspas de 1 limão grande (não usei)
1 pitada de sal

Como fazer
1. Leve uma panela com a manteiga ao fogo médio. Quando derreter, acrescente a cebola e mexa com uma colher de pau por 5 minutos. Junte a farinha de trigo e continue mexendo por mais 2 minutos.
2. Retire a panela do fogo e acrescente o leite, o creme de leite e misture bem com um batedor de arame (fouet) ou com uma colher de pau. Leve a panela ao fogo baixo e deixe cozinhar por 10 minutos, mexendo de vez em quando. Junte o suco e as raspas de limão. Tempere com sal.
3. Transfira as almôndegas para a panela do molho e deixe cozinhar por 5 minutos. Sirva com macarrão, arroz ou cuscuz marroquino.

Petingas Albardadas

Há quanto tempo que não comia isto! Quando vi as sardinhas à venda no mercado, não fui capaz de resistir, e toca de comprar umas quantas! A peixeira foi muito simpática e arranjou-as tirando-lhes a tripa, o que me poupou um trabalho que eu não gosto muito!
Depois foi só fazer a polme, fritar e matar saudades deste petisco!

Ingredientes:

Sardinhas limpas de tripas
Farinha de trigo
sal
pimenta
sumo de limão
cebola
salsa
azeite
àgua
ovos
óleo para fritar

Preparação:

Depois das sardinhas amanhadas e passadas por água seque-as bem e tempere-as com um pouco de sal, pimenta e sumo de limão.
Entretanto prepare a polme: junte os à farinha 2 ovos, tempere de sal e pimenta, junte a cebola e a salsa picadinhas e misture. Se a mistura estiver muito grossa, junte um pouco de água, mas não em demasia, para não acabar com uma mistura demasiado líquida. A consistência ideal deverá parecer massa de bolo!
Aqueça o óleo numa frigideira e vá fritando as sardinhas, passando-as primeiro por farinha e sacudindo o excesso e, depois, pegando-as pelo rabo, passe-as no polme até ficarem bem cobertas e coloque-as no óleo quente. Escorra sobre papel absorvente.
Sirva com um arroz de espigos!

Bom Apetite!

quarta-feira, 14 de março de 2007

Tarte "Martin"

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



Ingredientes
1 placa de massa areada
1 maçã reineta grande
1 requeijão
3 ovos
2 colheres de sopa de açucar amarelo (de preferência)
Canela
Sultanas
Caramelo liquído

Preparação
Forra-se uma forma de tarte com a massa. Por cima dispõe-se a maçã cortada em rodelas muito finas. Batem-se os ovos com o requeijão a canela e o açucar e deita-se por cima das maçãs. Salpica-se com sultanas e vai ao forno durante cerca de 25 minutos. Ao fim dos 25 minutos retira-se do forno e deita-se um pouco de caramelo liquído por cima, colocando novamente no forno por mais 5 minutos e voilá, está pronta. Fica uma delicia ainda morna e acompanhada com uma bola de gelado.


NOTA
Esta foi uma receita inventada este fim de semana, em que me apetecia algo doce que não desse muito trabalho a fazer. Fui juntando os ingredientes que tinha em casa e o resultado final foi este. Baptizei-a de Tarte Martin como sendo um trocadilho entre a famosa Tarte Tatin e a chegada do "nosso" Martim.
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Frango á Moda da Ligia ...


Ingredientes:

1 Frango
Batatas novas
Cenouras
Bacon
Cebolas
Margarina
Sal
Pimenta
Salsa

Preparação:

Prepara-se e corta-se o frango aos bocados.
Faz-se um refogado com uma cebola muito bem picada e margarina.

Nesta gordura aloura-se o frango e o bacon, em seguida junta-se-lhe um pouco de agua ou caldo, sal, pimenta, um ramo de salsa e deixa-se ferver.

Tira-se-lhe a salsa e deitam-se-lhe as batatinhas novas pequenas e inteiras e rodelas de cenoura. Vai á mesa num prato coberto.

Lombinho de Porco Assado com Serpão

Da ultima vez que fui a casa da minha avó, dei com um monte de serpão fresco, acabado de apanhar. O cheiro inundava a cozinha, e começei logo a imaginar uma carne assada temperada com aquela erva aromática.
Obviamente que uns raminhos de serpão vieram cá parar a casa, e resultaram lindamente com este assado muito simples, mas cheio de sabor.
Ás vezes, quanto mais simples melhor. Foi o caso!

Ingredientes:

lombinho de porco (lombinho não é lombo!)
sal
pimenta em grão
serpão fresco
alho
colorau
azeite
vinho branco

Preparação:

Num almofariz pisar o sal com o alho, o serpão, uns grãos de pimenta, um fio de azeite e o colorau até formar uma pasta.
Barrar o lombinho ou lombinhos com esta pasta, regar com um pouco de vinho branco e deixar repousar tapado, no frigorífico, de um dia para o outro ou algumas horas (pois fica mais saboroso!)
Levar a assar em forno previamente aquecido cerca de 30 minutos!
Servir fatiado.
Eu acompanhei com umas batatinhas Noissete e uma migas!

Bom Apetite!

terça-feira, 13 de março de 2007

Migas de Broa de Milho com Grelos e Feijão Frade

Haverá muita gente a fazer estas migas. Eu devo dizer que são o meu acompanhamento favorito. Acho que podia comer isto todos os dias a todas as refeições e não enjoaria. Infelizmente não há grelos (de nabo) todo o ano, e sem os grelinhos não são a mesma coisa.
Ás vezes faço com couve cortada para caldo verde. Também fica bom, mas não é a mesma coisa!
Eu sirvo este acompanhamente com quase tudo: a acompanhar um churrasco, com bacalhau assado, com polvo à lagareiro, com febras ou costeletas, ou entrecosto na brasa, ou carne assada... enfim, o que acharem que vai bem!
Aprendi com a minha mãe e avó, e há muito que se fazem em nossa casa. Hoje partilho-a com voçês.

Ingredientes:

Grelos de nabo (se não encontrarem ou não for altura, couve de caldo verde resolve)
Feijão frade previamente demolhado (se quiserem usem de lata!)
broa de milho (eu uso broa do Museu do Pão, de Seia, que se encontra à venda nos hipermercados)
Azeite
alho

Preparação:

Começe por cozer os grelos e o feijão frade, separadamente em água temperada de sal.
Entretanto esfarele a broa com ou sem a côdea (eu gosto de sentir a textura mais dura da broa, mas deixo ao critério de cada um) e reserve.
Pique os dentes de alho bem miúdos e leve a aquecer juntamente com o azeite no fogão ou no microondas. (Atenção: é só para aquecer o azeite com o alho para este libertar o seu aroma, não é para o alho fritar)
Assim que os grelos e o feijão estiverem cozidos escorra-os separadamente, guardando um pouco da água de cozedura dos grelos.
Pique os grelos grosseiramente e junte-os à mistura de azeite e alho. Misture a broa esfarelada e o feijão frade escorrido. Misture bem.
Junte agora um pouco da água de cozer os grelos, de modo a que as migas fiquem ligadas, e mais ou menos secas conforme o gosto. (Eu gosto das minhas mais para o secas).
Sirva como acompanhamento com carne ou peixe!

Bom Apetite!

segunda-feira, 12 de março de 2007

Bacalhau em Crosta de Broa


Vi, ou li esta receita em algum lado, não sei bem onde, e pareceu-me deliciosa. Resolvi pô-la em pratica, fazendo-a de cor.
Coloco-a aqui tal qual a fiz e posso dizer que aconselho a experimentarem!

Ingredientes:

Postas de bacalhau altas do lombo previamente demolhadas
Broa de milho (usei do Museu do Pão, de Seia, que se vende nos hipermercados por todo o lado!)
Cebola
louro
salsa
alho
azeite
pimenta de moínho

Preparação:

Num tabuleiro que possa ir ao forno colocar uma camada de cebola em meias luas e o louro, por cima dispor as postas de bacalhau e regar generosamente com azeite.
Levar ao forno quente.
Entretanto esfarelar a broa aproveitando apenas o miolo, juntar a cebola, o alho e a salsa bem picadinhos. Temperar com um pouco de sal e pimenta.
Quando o bacalhau estiver quase cozinhado, retirar do forno e juntar o azeite em que o bacalhau esteve a assar à mistura da broa, de modo a formar uma pasta.
Dispôr por cima do bacalhau cobrindo-o na totalidade, e levar ao forno até ficar com uma crosta douradinha.
Servir acompanhado com umas batatas assadas a murro e umas migas ou grelos salteados!

Bom Apetite!

sexta-feira, 9 de março de 2007

Madeleine de canela


Aos 45 do segundo tempo, consegui (finalmente) fazer e postar a receita com canela que eu tinha escolhido para participar do rei da quinzena do Colher de Tacho, agora é cruzar os dedos e ver se vai dar tempo. Folheei meu caderno e vários dos meus livros atrás de uma receita com canela, escolhi essa, desisti dela por causa da quantidade de manteiga, peguei outra, percebi que levava praticamente a mesma quantidade de manteiga, e voltei para a opção anterior, porque há anos tenho vontade de preparar madeleines e parece que eu já estava adivinhando o motivo. Os bolinhos espalharam no ar um cheiro muito bom enquanto eram assados e ficaram muito macios e saborosos, experimentei ainda quentinhos e foi difícil parar de comer. Na minha opinião, os que ficaram mais moreninhos foram os melhores.

A receita dessas madelines saiu da nova edição do Livro de Receitas de Claudia e foi a primeira vez que fiz. Não tenho forminhas próprias para madeleine, então aceitei a sugestão do livro e fui de forminhas de empada. Recusei, entretanto, a sugestão de servir os bolinhos com sorvete de canela, mas deixo a receita abaixo, para quem quiser experimentar. Não tinha sorvete em casa e acho que madeleines combinam com chá, então, apesar do calor, meu lanchinho foi acompanhado de um saboroso chá de maracujá, manga e laranja e foi tudo de bom.

Madeleine de canela

Ingredientes
Manteiga para untar
1 3/4 xícara de farinha de trigo
2 1/2 colheres (chá) de fermento químico em pó
1 colher (chá) de canela em pó
3 ovos
3/4 de xícara de açúcar e mais 3 colheres (sopa)
1/3 de xícara de leite
9 colheres (sopa) de manteiga amolecida

Como fazer
Aqueça o forno em temperatura média. Unte com manteiga as forminhas próprias para madeleine ou empadinha e polvilhe com farinha sem deixar excessos. Numa tigela média, misture a fainha, o fermento e a canela. Reserve. Bata os ovos e o açúcar na batedeira até que fique bem cremoso. Adicione aos poucos a mistura de farinha e o leite, alternando as adições. Mexa até ficar homogêneo. Junte a manteiga e bata até ficar cremoso. Cubra com um plástico. Deixe descansar por 20 minutos em temperatura ambiente. Coloque a mistura nas forminhas, sem encher demais. Leve ao forno e asse por dez minutos ou até dourar. Retire do forno e desenforme em seguida. Deixe esfriar sobre uma grade para eliminar toda a umidade e não amolecer o bolinho.

******
Observações: em lugar de untar e enfarinhar as forminhas, cortei quadradinhos de papel "assa tudo" e as forrei, foi muito mais fácil. Na hora de desenformar, não tinha uma grade pequena o suficiente onde deixar as madeleines esfriando e as arrumei em um prato sem tirá-las do papel assa tudo, apenas o soltei em volta. Os meus bolinhos demoraram muito mais de dez minutos para ficar dourados, aos dez, ainda estavam crus.

Sorvete

Ingredientes
1 litro de sorvete de creme
2 colheres (sopa) de canela em pó

Como fazer
Retire o sorvete do freezer e deixe amolecer um pouco. Junte a canela e misture. Leve de volta ao freezer até ficar bem firme.

Arroz Pulau

Acho que já disse aqui que a minha sogra é goesa e, portanto, a cozinha indiana faz também parte da minha cozinha. Hoje deixo aqui uma das especialidades dela, este Arroz Pulau, que me atrevi a fazer pela primeira vez. E até não ficou mau!

Ingredientes:

1 frango cortado aos pedaços
alho
gengibre
pimenta
coentros em pó
coentros frescos
açafrão
2 iogurtes naturais
sal
azeite
pau de canela
arroz
cebola

Preparação:

Tempera-se o frango com o alho, gengibre, pimenta, coentros em pó e coentros frescos, açafrão, sal e os iogurtes e deixa-se repousar no mínimo 1 hora.
Entretanto ferve-se o azeite com um pau de canela e os cravinhos e põe-se sobre a carne deixando repousar mais ½ hora.
Corta-se a cebola e leva-se a refogar com azeite (Aqui eu juntei 1 pitada de canela em pó e de cravinho em pó). Junta-se depois a carne e todos os temperos, o arroz e a água suficiente para a cozedura de modo a que o arroz fique soltinho. Rectificam-se os temperos. Põe-se a cozer.
Depois de pronto leva-se ao forno só para secar mais um pouco e serve-se quente.

Bom Apetite!

quinta-feira, 8 de março de 2007

Caçarola de atum

Murphy anda meio gamado em mim por esses dias. Desde o fim de semana estou tentando preparar a minha receita para o rei da quinzena do Colher de Tacho e sempre acontece algo para atrapalhar. Tinha prometido a mim mesma que de ontem não passaria, mas fiquei presa em um engarrafamento monstro na volta do trabalho e lá se foi a minha programação. Justo ontem que eu não tinha nadica de nada pronto para o jantar... O que me salvou é que eu já estava com a intenção de preparar esse prato, que, assim como os filés de peixe ao forno, também tirei do livro de cozinha saudável comprado recentemente.

Uma coisa que tem me chamado a atenção em livros que levam os adjetivos "saudável" e "vegetariano" no título é que vários trazem receitas com ingredientes que não são exatamente o que entendo por integrantes desses universos. Essa caçarola, por exemplo, leva um pacote de sopa de cogumelos (!). Fora esse porém, gostei do prato, me salvou num dia em que eu precisava de um jantar rápido e ficou gostoso. Estava tão estressada e sem tempo que nem inventei moda, segui a receita praticamente à risca, apenas substituindo a sopa de cogumelos por sopa de queijo, porque não encontrei a primeira, e usando duas xícaras de farfale no lugar de uma de talharim.

Caçarola de atum

Ingredientes
125 g de queijo fresco ou ricota (usei ricota)
1 pacote de sopa de cogumelos (usei sopa de queijo)
1/2 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de talharim cozido (usei 2 de farfale)
1 cebola picada
1 colher (chá) de mostarda
1 lata de atum ao natural
Farinha de rosca
2 colheres (sopa) de queijo ralado

Como fazer
Preaqueça o forno a 180ºC.
Misture o queijo, o pó para sopa e o leite até formar uma massa uniforme. Mexa enquanto acrescenta o talharim cozido, a cebola, a mostarda e o atum. Coloque em forma refratária (untei levemente). Cubra com farinha de rosca e salpique o queijo ralado. Asse durante 30 minutos. Sirva como entrada ou prato principal.

Para quem preferir usar o microondas: este prato pode ser preparado no microondas, levando de 10 a 12 minutos em potência máxima e depois dourado no forno antes de servir.

Salada de Cuscus com Atum

Gosto muito de cuscus, principalmente se feitos sob a forma de saladas. São muito rápidos de preparar e extremamente versáteis, pois combinam com quase todos os outros ingredientes.
São optimos para preparar uma refeição ligeira, e foi exactamente o que aconteceu com esta deliciosa salada! Experimentem!

Ingredientes:

Cuscus (água e sal)
1 lata de atum
1 tomate
salsa
cebola
azeitonas pretas
azeite
sumo de limão

Preparação:

Preparem os cuscus de acordo com as indicações da embalagem (normalmente basta deixar hidratar em água quente temperada com sal!)
Numa taça, misturem 1 lata de atum bem escorrida, 1 tomate cortado em cubinhos, cebola picada, azeitonas pretas descaroçadas e cortadas em pequenos cubos ou rodelas.
Juntem os cuscus, temperem a gosto com sumo de limão e azeite e mexam bem.
Depois é só servir.

Bom Apetite!

quarta-feira, 7 de março de 2007

Empadão de Carne

500 grs. de carne de vitela picada
1 cebola média
2 dl de vinho branco
1 dente de alho
1 dl caldo de carne
2 colheres de sopa de margarina
1 colher de sopa de azeite
2 colheres de sopa de polpa de tomate
azeitonas pretas q.b.
Puré instantaneo


Leve um tachinho ao lume com a margarina, o azeite, a cebola e alho picados e deixe refogar até alourar. Junte a carne picada, mexa bem, junte o vinho branco, a polpa de tomate e o caldo de carne, tempere com sal e pimenta, deixe estufar cerca de 15 minutos em lume médio mexendo de vez em quando, depois de estufada reserve.
Deite uma camada de puré num pirex e alise, por cima o estufado da carne, tape com o restante puré, pincele com gema de ovo e leve ao forno quente a alourar.
Caso goste, antes de pincelar pode espetar algumas azeitonas pretas.
Sirva acompanhado com uma salada verde ou mista

Costoletas de Porco de Tomatada

4 costeletas de porco
100 grs de cogumelos laminados
2 dl de caldo de carne
1 colher de sopa de manteiga
1 colher de sopa de banha
1 dente de alho
1 cebola
1 colher de sopa de concentrado de tomate
3 tomates maduros
1 pitada de açúcar


Derreta as duas gorduras e frite as costeletas de porco de ambos os lados.
Retire-as da frigideira e conserve-as num prato aquecido.
Junte à gordura a cebola e o alho ambos picados.
Deixe refogar por 2 minutos.
Adicione o tomate sem peles nem sementes e picado, o concentrado de tomate e a pitada de açúcar.
Deixe cozinhar por 5 minutos + -.
Regue com o caldo de carne.
Tempere com sal e pimenta.
Deixe ferver um pouco para que o molho apure.
Coloque de novo as costeletas na frigideira e deixa-se ganhar gosto.
Adicione os cogumelos laminados, deixe cozinhar por mais uns breves minutos.
Sirva acompanhada com batatas fritas ou arroz branco.

Carne de Porco a Alentejana

2dl e 1/2 de vinho branco
800 grs de carne de porco tenra
3 dentes de alho
2 colheres de (sopa) de massa de pimentão
sal e pimenta q.b.
1 raminho de coentros
2 folhas de louro
1 limão
125 grs de banha
800 grs de amêijoas

Confecção:

Corte a carne em cubos com cerca de 30 grs cada e tempere com massa de pimentão, o alho esmagado, as folhas de louro, sal e pimenta e o vinho branco.
Envolva tudo muito bem e deixe nesta marinada cerca de + - 4 horas.
Entretanto ponha as amêijoas em água com sal durante 2 horas para perderem a areia; findo esse tempo lave-as muito bem em água corrente.
Deite a banha numa frigideira grande e quando estiver quente, deite a carne bem escorrida e deixe fritar, mexendo de vez em quando, até ficar frita e loura; junte depois o líquido da marinada e deixe ferver cerca de 2 minutos e junte depois as amêijoas.
Vá mexendo e logo que as amêijoas estejam abertas, junte os coentros picados.
Misture bem e sirva imediatamente decorado com gomos de limão.

Caril de Frango

1,5 dl de óleo
2 Frangos Médios
2 Maçãs
2 Cebolas
1 Lata de leite de coco
300 g de quiabos frescos
sal
1 Caldo de Galinha
4 Colheres de café de caril
Manteiga/Óleo



Faz-se um refogado com as cebolas picadas finamente e as maçãs cortadas aos bocadinhos.
Seguidamente junta-se o frango aos bocados e os quiabos e vai-se mexendo para não queimar.
Assim que o frango estiver quase cozido, junta-se o leite de coco ao qual se misturou o caril e envolvemos este preparado com o frango. Temperamos com sal e o caldo de galinha.
Assim que estiver pronto serve-se acompanhado com arroz branco.

Bifes Recheados

2 bifes grandes mas finos para enrolar
4 ovos
2 cenouras
100 g de fiambre
1 chouriço de carne
1 cebola média
1 dente de alho
1,5 dl de azeite
1/2 copo de vinho branco



Coza as cenouras partidas em 4 ao comprimento e os ovos. Estenda os bifes e coloque sobre eles o fiambre, o chouriço cortado ao meio, os ovos cozidos e de cada lado deles, uma tira de cenoura cozida.
Enrole o bife de modo a tapar tudo, com a ajuda de um fio (fio de norte p. ex.).
Num tachinho, deite a cebola e o alho cortadinhos aos bocadinhos e o azeite.
Coloque sobre a cebola, os bifes, e deixe-os cozer em lume brando durante 15 minutos virando-os, aos poucos, para cozerem a toda a volta.
Regue com o vinho e deixe refogar mais um pouco até estarem cozidos.
Antes de servir, retire o fio e corte às fatias para ir à mesa acompanhado de arroz branco.

Bacalhau a Moda Algarvia

500 gr de bacalhau
2 cebolas
2 dl de azeite
2 dentes de alho
Farinha
400 gr de batatas

Confecção:

Depois de demolhado, corta-se o bacalhau aos quadrados, passando-o pela farinha, e frita-se.
A seguir deitam-se os dentes de alho picados e a cebola às rodelas no azeite em que se fritou o bacalhau, deixado apurar.
Quando estiver bem apurado, deita-se o bacalhau numa travessa com a cebolada por cima.
Servir quente, com batatas fritas a acompanhar.

Bacalhau a Gomes de sá

500 gr de bacalhau
500 gr de batatas
2 cebolas
1 dente de alho
1 folha de louro
2 ovos cozidos
1,5 dl de azeite
azeitonas pretas
Salsa, sal e pimenta q.b.



Demolhe o bacalhau, coloque-o num tacho e escalde-o com água a ferver.
Tape e abafe o recipiente com um cobertor e deixe ficar assim durante 20 minutos.
Escorra o bacalhau, retire-lhe as peles e as espinhas e desfaça-o em lascas.
Ponha estas num recipiente fundo, cubra-as com leite bem quente e deixe ficar de infusão durante 1.30 a 3 horas.
Entretanto, corte as cebolas e o dente de alho ás rodelas e leve a alourar ligeiramente com um pouco de azeite. Junte as batatas, que foram cozidas com a pele, e depois peladas e cortadas às rodelas.
Junte o bacalhau escorrido.
Mexa tudo ligeiramente, mas sem deixar refogar. Tempere com sal e pimenta.
Deite imediatamente num tabuleiro de barro e leve a forno bem quente durante 10 minutos.
Sirva no prato em que foi ao forno, polvilhado com salsa picada e enfeitado com rodelas de ovo cozido e azeitonas pretas.

Bacalhau á Espanhola

500 gramas de bacalhau
500 gramas de batatas
4 decilitros de azeite
2 pimentos doces grandes
2 tomates
4 cebolas
3 dentes de alho bem picados colorau doce ao paladar



Coze-se o bacalhau, e depois tira-se as espinhas e a pele e põe-se o bacalhau em lascas num tacho põe-se as cebolas às rodelas e tomate as rodelas, pimento doce, bacalhau as lascas sempre em camadas e polvilha-se de colorau a ultima camada são as batatas e salsa vai a cozer no fogão muito baixinho.
Este bacalhau nunca se mexe acompanha-se com broa de milho.

Mousse de Chocolate com Iogurte

2 iogurtes naturais;
200 g de chocolate em barra;
1 colher de sopa de margarina;
3 gemas de ovo;
3 colheres de sopa de açúcar;
1dl de natas;
essência de baunilha;
raspas de chocolate

Parta o chocolate em pedacinhos e derreta-o em banho-maria com a margarina. Fora do lume, mexa o chocolate até obter um creme liso. Entretanto bata as gemas com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Junte o chocolate derretido a este creme, sem parar de bater. Bata as natas até dobrarem de volume. Bata ligeiramente os 2 iogurtes
naturais e junte-os às natas. Perfume com algumas gotas de essência de baunilha. Junte este preparado ao creme de chocolate. Deite numa taça e leve ao frigorífico até ao momento de servir. Decore com raspas de chocolate.

Mousse de Banana

6 bananas
100 grs de açúcar
1 dl de natas
2 colheres de sopa de Kirsch
2 claras de ovo
1 limao

Descascam-se as bananas, regam-se com o sumo do limão e passam-se por uma peneira de crina ou esmagam-se.Bate-se o puré de bananas com o açúcar e o Kirsch.À parte batem-se as natas com uma colher (sopa) de açúcar até terem a consistência de creme de chantilly.Batem-se também à parte as claras em castelo bem firme.Juntam-se as
duas misturas cuidadosamente e por fim adicionam-se ao puré de bananas.Põe-se a mousse de bananas numa taça grande ou em taças individuais e serve-se gelada acompanhada com palitos de champanhe.

Mousse de Café

2 claras
250 gr. de açúcar em pó
4 dl. de natas
2 dl. de café forte

Bata as claras em castelo, acrescente-lhes o açúcar em pó e bata mais um pouco. Depois de bater igualmente as natas, até ficarem firmes, envolva-as cuidadosamente com as claras. Adicione o café frio e mexa suavemente. Distribua o mousse por taças individuais de sobremesa. Salpique com gotinhas de café e leve ao frigorífico, até ao momento de servir. Pode servir acompanhado de biscoitos.

Gelado de manga e laranja

Adoro manga com todas as minhas forças, acho que Deus estava mesmo em um bom dia quando criou essa fruta. Manga in natura, suco de manga, musse de manga, molho de manga, pra mim tudo está valendo e agora descobri esse gelado de manga e laranja. A receita é de um livro de cozinha vegetariana publicado originalmente na Inglaterra e com uma versão portuguesa que comprei nessa maravilhosa livraria paulista, na única vez em que lá estive. Acho que podemos dar a esse processo o nome de globalização.

Com o calor infernal e ininterrupto que que anda fazendo por aqui, estava para fazer esse gelado há quase um mês, mas sempre acontecia alguma coisa com as frutas que comprava para essa receita e eu era obrigada a fazer o sacrifício de comer as mangas. Hihihi. No domingo, não dei chance para o azar, ataquei as frutas e preparei essa refrescante sobremesa. A receita é simplérrima e muito, muito leve, não vão açúcar nem gordura. Aliás, como não tem gordura, a textura do gelado não fica cremosa como a dos sorvetes industrializados, então é bom tirar do freezer um pouco antes de servir. Foi o que fiz, porque deixei o meu para o dia seguinte.

Gelado de manga e laranja

Ingredientes
2 mangas
Caldo de 1 laranja
1 colher (chá) de casca de laranja raspada
15 ml (1 colher de sopa) de cointreau (opcional)
1 clara de ovo batida

Como fazer
Pele as mangas e separe a polpa do caroço. Coloque a polpa da manga, o caldo,a raspa da laranja e o cointreau num liquidificador e bata até obter uma massa homogênea. Transfira para um recipiente e deixe no congelador por 1 ou 2 horas.
Retire do congelador e liquidifique até se desfazer.
Bata a clara de ovo em neve e misture com a massa de frutos. Volte a congelar durante 2 a 3 horas.

******
Observações: não uso raspa de casca de nada que não seja orgânico e a minha laranja (usei laranja lima) não era. Também não usei o cointreau, porque não o tinha em casa. Fiz o gelado sem esses dois ingredientes e gostei assim mesmo.

Salmão com Legumes no Forno

Aqui fica mais uma receitinha de salmão, muito simples, rápida, e apetitosa. E esta, ao contrário do salmão grelhado, não deixa a casa a cheirar a peixe durante dias!

Ingredientes:

salmão à posta
pimentos
1 folha de louro
1 cebola
azeite
sal
polpa de tomate
Vinho branco

Preparação:

Faz-se um refogado com o azeite, a cebola e a folha de louro, Junta-se depois a polpa de tomate, o vinho branco, a cenoura às rodelas e os pimentos às tiras. Temnpera-se de sal e quando os os legumes estiverem quase cozinhados junta-se o salmão e deixa-se cozer um bocadinho. Coloca-se depois toda esta mistura no forno, previamente aquecido para acabar de cozer e até ficar douradinho.
Sirvam acompanhado com arroz e uns legume cozidos.

Bom Apetite!

terça-feira, 6 de março de 2007

Gelatina com frutas

- Fruta variada,
- Gelatina de pêssego ou de 'tutti-fruti'.

Descasca-se a fruta e corta-se aos pedaços. Coze-se a fruta na medida de àgua que é necessária para se fazer a gelatina.
Quando a fruta estiver cozida misturam-se os pacotes de gelatina e a medida de àgua fria necessária para fazer a gelatina. Deixar arrefecer e 'solidificar' e está pronta!

Filés de peixe ao forno

Encontrei essa receita em um livro de cozinha saudável que comprei recentemente. Foi a única que testei até agora, ainda preciso estudar o livro com calma, mas se achar que foi mesmo uma boa aquisição, depois comento sobre ele aqui. Adoro tomate e cebola e gostei bastante desse molho super simples, as duas mudanças que fiz foram substituir a páprica, que eu não tinha, por alecrim e acrescentar champignon. Acho que o prato só não ficou mais saboroso porque usei filés de pescada daqueles que a gente compra congelados no supermercado e peixe fresco é sempre muito melhor.

Filés de peixe ao forno

Ingredientes
4 filés de peixe
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina
1 cebola picada
2 colheres (chá) de farinha de trigo
2 tomates picados
Sal
1 colher (sopa) de vinagre
1 pitada de páprica
Champignon
1/2 limão cortado em rodelas

Como fazer
Preaqueça o forno a 180ºC.
Enxugue o peixe em papel absorvente e coloque-o em uma forma refratária ligeiramente untada.
Derreta a manteiga ou margarina em uma frigideira e junte a cebola. Frite até amolecer. Retire do fogo, adicione a farinha, mexendo sempre, e leve de volta ao fogo. Acrescente os tomates, sal, o vinagre, os champignons e a páprica e mexa bem. Despeje essa mistura sobre o peixe. Cubra a forma com papel-alumínio e asse por 15 a 20 minutos ou até que o peixe amoleça. Sirva guarnecido com rodelas de limão.
Usei o forno convencional, mas o livro também traz instruções para quem preferir o microondas: cozinhe o peixe por 6 a 7 minutos em potência máxima ou até que amoleça.

Quiche de bacalhau com espinafres

Photobucket - Video and Image Hosting


Ingredientes
1 embalagem de massa quebrada
2 postas de bacalhau
1 embalagem de espinafres congelados
3 ovos
2 dl leite
1 colher de farinha
Alho picado
Azeite


Preparação
Coze-se o bacalhau e desfaz-se em lascas. Depois de descongelar os espinafres salteá-los com um pouco de azeite e alhos picados. Acrescenta-se o bacalhau, deixando saltear mais um pouco. Num copo misturador batem-se os 3 ovos com o leite e a farinha e junta-se ao restante preparado. Deita-se numa forma de tarte previamente forrada com a placa de massa quebrada e vai ao forno durante aproximadamente 25 minutos.

Nota 1
Se se preferir, a combinação leite/farinha pode ser substituida por um pacote de natas. Photobucket - Video and Image Hosting

Nota 2
Aquilo que se encontra espalhado por cima da tarte com aspecto de alpista são sementes de sésamo claro e escuro e, não não são essenciais, só que eu sou fanática por sésamo. Photobucket - Video and Image Hosting

Esparguete Carbonara

Mais uma receita excelente para quando temos pouco tempo ou quando nos aparecem convidados surpresa.
O uso do bacon e das natas e dos ovos faz com se torne além de calórica, um perigo para o colesterol, mas um dia não são dias, e podemos sempre tentar reduzir alguma da gordura como eu aqui fiz!

Ingredientes:

esparguete
bacon aos cubinhos
natas ( eu usei light)
queijo parmesão ralado
2 ovos
1 colher de sopa de salsa picada
sal q.b.
pimenta moída na altura q.b.

Preparação:



Coza o esparguete em bastante água com sal, e assim que estiver cozido passe-o por água fria para parar a cozedura.
Entretanto leve o bacon a alourar numa frigideira anti aderente. Assim que estiver lourinho coloque o bacon sobre papel absorvente para escorrer toda a gordura e limpe a frigideira.
Leve novamente a frigideira ao lume com o bacon e junte as natas. Deixe levantar fervura e desligue
Bata os ovos numa tigela, junte-lhes o queijo ralado, o bacon e as natas, a salsa picada, misture bem e tempere com sal e pimenta.
Num tacho junte o esparguete escorrido e a mistura dos ovos batidos, e, sempre sobre o lume, vá mexendo até mais ou menos passado, a seu gosto.
Sirva quente, acompanhado de uma salada verde.



Bom Apetite!

segunda-feira, 5 de março de 2007

Lasanha de Vegetais

Na gaveta do frigorífico andava uma beringela e na sua companhia 1 alho francês e 1 courgete. E foi assim que nasceu a ideia desta lasanha...

Ingredientes para 4 pessoas:

1 beringela
1 courgete
1 alho francês
200gr de cogumelos frescos
1 cenoura
1 cebola pequena
1 pimento ver,elho
1 lata de tomate pelado
sal e pimenta q.b.
oregãos
alho em pó
azeite q.b.
sumo de limão
noz moscada
placas de lasanha (de preferência lasanha fresca)
400gr de queijo mozzarela ralado
1 litro de leite
40 gr de farinha
2 colheres de sopa de margarina

Preparação:
Lave bem a cougete e a beringela e corte-as em cubos mantendo a casca. Pele a cenoura e corte-a em rodelas finas. assim como o alho francês. Corte o pimento aos cubos, a cebola em meias luas,os cogumelos ao meio ou em quatro, dependendo do tamanho, e o tomate pelado em pequenos pedaços.
Coloque todos os legumes num tabuleiro que vá ao forno e tempere com um fio de azeite, o alho em pó, sal e pimenta e os oregãos. Leve a forno quente (180ºC) durante 40 minutos.
Entretanto prepare o molho bechamel. Leve o leite ao lume até ferver. Num tacho derreta a margarina e adicione a farinha. Junte depois o leite quente e mexa bem de modo a não fazer grumos. Deixe o molho engrossar e tempere a gosto com sal, pimenta, noz moscada e sumo de limão. Junte metade do queijo e mexa até este estar derretido.
Num prato que possa ir ao forno e à mesa, coloque uma camada molho bechamel. Sobre este coloque a primeira camada de placas de lasanha. Coloque depois os vegetais e cubra-os com queijo ralado. Coloque uma camada de becamel e nova camada de placas de lasanha. Repita até esgotar todos os ingredientes e termine com uma camada de placas de lasanha cobertas com molho bechámel e queijo ralado.
Leve a forno quente tapado com papel de alumínio até a lasanha estar cozinhada, cerca de 40 minutos, retirando o papel de alumínio apenas no final para gratinar a superfície.
Sirva com uma salada verde.

Bom Apetite!

sexta-feira, 2 de março de 2007

Bolo de Noz com Doce de Ovos

Mais uma receita testada e aprovada!
Andava eu a visitar blogues em busca de inspiração quando vejo este bolo neste blogue: What about Cooking?
Não fui capaz de resistir. E é tão bom como parece nas fotos!

Ingredientes:

250gr de miolo de noz
250gr de açúcar amarelo
6 claras

6 gemas
1dl de água
250 gr de acúcar branco

Preparação:

Pre aqueça o forno a 180ºC.
Passe o miolo de noz pela picadora e junte ao açúcar amarelo. Bata as claras em castelo bem firme e incorpore as nozes e o açúcar nas claras.
Forre uma forma de mola com fundo amovível com papel vegetal untado de manteiga. Coloque a massa do bolo e leve ao forno durante 30 a 40 minutos.
Desenforme e deixe arrefecer.
Entretanto prepare o doce de ovos: leve a água e o açúcar ao lume de modo até o açúcar derreter, junte as gemas batidas e deixe cozinhar até as gemas estarem cozidas e o creme ligeiramente engrossado.
Coloque por cima do bolo e enfeite com meias-nozes!

Bom Apetite!

quinta-feira, 1 de março de 2007

10 dicas para melhorar a alimentação de seu filho

A Kátia me escreveu pedindo algumas dicas. E eu, apesar de não ser nem pediatra nem nutricionista, resolvi me aventurar a ajudar. Afinal, já sou mãe há bastante tempo... Então, vamos lá?

“Rosa,
pelo que percebi você é uma mãe muito dedicada e se preocupa bastante em dar uma alimentação saudável a seus filhos. E já que você é tão criativa também, resolvi me atrever e te pedir algumas dicas para melhorar a alimentação de meu filho, o Alexandre, que sempre me enrola e acaba comendo um monte de porcarias. (...)
Abraços, Kátia.”





Como você come?
Para mudar a alimentação de seu filho, você deve primeiro mudar a sua. Não adianta querer que seu filho coma bem se você não dá o exemplo. E isto é fácil, consiste basicamente em você optar por alimentos os mais saudáveis possíveis, com o mínimo de conservantes, corantes, acidulantes e outras coisas. Opte por grãos integrais, frutas, legumes, verduras e carnes magras.




Faça a transição gradualmente
O hábito alimentar é o mais importante, e para mudar estes hábitos, faça-o gradualmente. Não adianta inserir uma série de novos alimentos a seu filho e dizer: -Coma! A melhor maneira que encontrei foi ir inserindo estes alimentos aos poucos. Por exemplo, no caso do arroz integral. Comecei misturando 1/3 do arroz integral ao arroz branco, até meus filhos se habituarem e comerem só arroz integral. E assim por diante.




Pense na sua lista de compras
Quando vamos ao supermercado, os milhares de produtos a nossa disposição são uma tentação, e acabamos comprando mais do que o necessário. Pense na sua lista de compras, avalie o que realmente é necessário e saudável, e procure não adicionar produtos fora de sua lista. Resista as tentações!




Substitua biscoitos industrializados por bolos
Bolo quentinho, saindo do forno, ai que delícia! Principalmente se for feito com farinha de trigo integral. Já publiquei várias receitas, experimente o bolo de chocolate ou o de cenoura. O de coco também é uma delícia! A hora do lanche de seu filho vai ficar muito mais saudável e gostosa. Opte também por bater iogurte natural com frutas e mel no liquidificador, e não comprar estes iogurtes cheios de corantes. Aliás, sempre faço meu próprio iogurte aqui em casa, é facílimo e rende muuuuito...




Dê uma turbinada no seu feijão
Quando você for cozinhar o feijão, pique um inhame e coloque na panela de pressão para cozinhar junto. Vai ficar uma delícia! Ou acrescente uma cenoura picadinha, uma beterraba, em suma, o que você quiser. Dá super certo e as crianças quase nunca percebem. Para acrescentar folhas como espinafre, agrião ou bertalha, coloque só no final, na última fervura e antes de refogar.




Purê de batatas variadas
Como no feijão, você também pode turbinar o purê de batata, já que a batata inglesa é o tubérculo com menos nutrientes de todos: acrescente uma batata baroa, ou batata-doce, inhame, cará, ao purê de seu filho. Experimente, vá sentindo o que mais agrada ao paladar dele. E se ele está muito magrinho, acrescente um ovo cozido amassado com garfo ao purê.




Brinque com as frutas
Não adianta comprar um monte de frutas e colocar numa cesta em cima da bancada da cozinha. Você tem que desenvolver o hábito e o prazer de comê-las. Uma das brincadeiras preferidas aqui em casa é fazer mandalas de frutas: banana, maçã, pêra, mamão, manga, uva e gominhos de laranja viram brincadeira no prato das crianças. Dá para fazer flores, carinhas, e muito mais. Descasque, brinque e saboreie as frutas. E quando for passear, leve uma faquinha e uma cesta cheia delas. É melhor do que ficar beliscando porcarias pela rua quando chega a fome...




Ai que temperinho bom!
Seu filho tem que estar preparado para experimentar novos sabores. Acrescente temperos a sua comida, ninguém merece comer comida insossa! Uma das melhores soluções que encontrei foi ter sempre um potinho de salsa desidratada ao lado do meu fogão. Assim sempre acrescento a todos os pratos, sempre na última fervura para não perder os nutrientes, umas salpicadas de salsa. E de orégano, tomilho, manjericão...




Nem frito nem grelhado, cozido
Aqui em casa óleo tem que ser de canola, ou de preferência só azeite. E fim de papo. Acostume as crianças a gostar de azeite, e opte por alimentos cozidos. Acrescente cenoura, inhame ou abóbora ralada aos pratos cozidos, como frango, peixe ou carne. O caldinho fica sempre mais nutritivo. Milho cozido, nunca o enlatado, também faz o maior sucesso entre a criançada. Com uma faca, corte os grãos do milho cozido e misture à comida.




Besteiras só no fim-de-semana!
Não torne a alimentação mais saudável um suplício, mas sim uma conquista! Não proíba, mas também NÃO COMPRE besteiras. E exceções são normais, mas restrinja as pizzas, refrigerantes e fast foods aos finais de semana, quando a rotina fica meio bagunçada mesmo. Rapidamente as crianças vão entender as novas regras. E não tenha preguiça: descasque, corte, bata no liquidificador, cozinhe. Conquiste este hábito! Não se esqueça: filhos fortes e bem alimentados quase nunca ficam doentes!

Boa sorte Kátia. Espero ter te ajudado. Quando tiver tempo, vou publicar algumas das receitas preferidas da criançada aqui de casa!

Bjs Rosa

Cheguei às Receitas da Ligia!!!

Em primeiro lugar quero agradecer o gentil convite do Miguel e dizer que espero estar à altura Photobucket - Video and Image Hosting Em segundo lugar, apenas gostaria de explicar que cozinhar para mim é um hobby que me serve de escape para as telhas do dia a dia. Tenho pena de não ter mais tempo para experimentar coisas novas, mas quem sabe talvez um dia...
Acrescento só mais uma informação que é o facto de salvo raras excepções as quantidades utilizadas nas minhas receitas serem mais ou menos a olhómetro.


E agora chega de paleio e apresento então a receita que levou o Miguel a convidar-me para fazer parte deste blog onde já algumas vezes tinha vindo roubar uma receita ou outra Photobucket - Video and Image Hosting

Rolinhos de salmão fumado recheados com requeijão



Ingredientes
1 embalagem de salmão fumado (costumo utilizar o salmão escocês marca Pingo Doce)
Requeijão
Coentros
Mostarda

Preparação
Na picadora desfaz-se o requeijão juntamente com a mostarda e um molho generoso de coentros. Separam-se as fatias de salmão fumado, coloca-se no meio uma porção de recheio e enrolam-se, atando-se depois com um pé de coentros comprido. No caso os rolinhos foram atados com hastes de cebolinho porque tinha de sobra lá em casa e também combina bem com a mistura.