quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Empadão de Carne com Especiarias

Continuando de volta dos restos congelados... Desta foi lombo assado que virou empadão.

Ingredientes:

batatas
restos de carne
cebola
cenoura
leite
manteiga
azeite
vinho branco
tomate pelado
sal
pimenta
noz moscada
louro
cravinho
cominhos
gengibre
oregãos
gema de ovo para pincelar
Azeitonas

Preparação:

Começe por levar as batatas a cozer em água temperada de sal.
Leve depois ao lume um tacho com um pouco de azeite e refogue aí a cebola picada juntamente com uma folhinha de louro. Junte depois a carne passada pelo robot de cozinha e deixe refogar um pouco. Adicione o vinho branco e deixe estufar até o vinho evaporar. Misture a cenoura ralada e o tomate pelado cortado em pequenos pedaços, rectifique de sal e junte o cravinho, cominhos, o gengibre e os oregãos. Deixe cozinhar um pouco em lume brando (Se vir que a carne está a ficar seca, junte um pouco mais de vinho ou água)
Quando as batatas estiverem cozidas, escorra-as e reduza-as a puré com o passe vite, e coloque-o de novo na panela onde cozeu as batatas. Adicione a manteiga e o leite quente até o puré atingir a consistência desejada. Rectifique de sal e tempere com pimenta e noz moscada.
Num prato de ir ao forno coloque metade do puré, cubra com a carne e colocar por cima o restante puré. Alise bem.
Pincele com gema de ovo e, se desejar, desenhe umas linhas com um garfo.
Leve ao forno quente até a cobertura de gema de ovo estar dourada. Retire do forno e enfeite com azeitonas.

Bom Apetite!

terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Muffins de chocolate

Adoro bolinhos individuais, acho que ficam tão charmosos para servir, cada um na sua forminha. Meu irmão é o maior fã desses muffins, uma vez fiz para o lanche e ele comeu logo uns nove (!) de uma vez. Fiquei preocupada que passasse mal com tanto chocolate. Peguei essa receita anos atrás, no site Panelinha, e já fiz até para dar de presente.

Muffins de chocolate

Ingredientes
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara (chá) de chocolate em pó
1/2 xícara (chá) de açúcar
3 colheres (sopa) de manteiga
2 ovos
150 ml de leite
1 colher (sopa) de fermento
100 g de chocolate meio amargo picado

Como fazer
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Separe as claras das gemas e bata as gemas, o açúcar e a manteiga na batedeira até a mistura estar esbranquiçada. Acrescente a farinha e o leite, alternadamente. Junte o chocolate em pó e continue batendo. Pare de bater, acrescente o chocolate picado e o fermento e misture delicadamente. Bata as claras em neve bem firme, junte à massa e misture delicadamente. Distribua a massa nas forminhas e leve ao forno por aproximadamente 25 minutos. Verifique o ponto dos muffins espetando um palito. Se sair limpo, estão prontos.

Empada de Peru com Legumes de Primavera

Ainda andava pelo meu congelador um resto de peru de Natal. A inspiração do momento ditou-me uma empada... Quem a executou foi o marido, com direito a receita explicada via telefone....
Ficou bastante boa!

Ingredientes:

2 folhas de massa folhada fresca
restos de peru desfiado (ou frango, ou qualquer outra carne)
1 lata de milho doce
1 lata de cogumelos
queijo ralado
1 embalagem de molho bechamel pronto (ou feito em casa)
1 chávena de ervilhas congeladas
1 chávena de cenouras baby congeladas
1 ovo
sal, pimenta e noz moscada

Preparação:

Numa forma redonda de mola coloque uma das folhas de massa congelada de modo a cobrir todo o fundo e paredes da forma.
Numa taça misture o queijo ralado, as ervilhas e cenouras congeladas, os cogumelos e o milho escorrido e a carne desfiada. Junte o bechamel, rectifique de temperos e coloque sobre a massa folhada presionando bem.
Coloque por cima a outra folha de massa folhada usando um pouco de clara de ovo para unir as duas folhas de massa. Feche a empada unindo das duas bordas da massa formando um rolinho.
No centro da massa faça um buraquinho para deixar sair o vapor durante a cozedura no forno.
Pincele a empada com gema de ovo e leve a forno bem quente durante 40 minutos ou até a massa estar cozinhada.
Sirva com uma salada verde!

Bom Apetite!

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Tarte de Maçã

Esta receita (e a foto) foi a nossa querida Maraffaadinha que enviou (e a sua bebé Isabel nasceu no mesmo dia e ano do Francisco!).
Obrigada pela dica! Vou experimentar :)

- 1 embalagem de massa quebrada,
- 3/4 maçãs reinetas,
- 3 ovos,
- 1 pacote de natas,
- 3/4 colheres de açúcar,
- Sumo de limão q.b.,
- Canela q.b.

Forra-se uma tarteira com a massa. Descascam-se e cortam-se as maçãs em fatias. Para não oxidar, salpicam-se as fatias com sumo de limão e adiciona-se canela a gosto.
Num copo misturador, junta-se as natas, os ovos e o açucar e passa-se com a varinha mágica.
Dispõem-se as fatias na tarteira, cobre-se com o preparado anterior e vai ao forno cerca de meia-hora (até adquirir uma coloração dourada).


Coroa delicada da Dadivosa

Experimentei duas receitas da Dadivosa e ambas foram aprovadíssimas por aqui. Uma foi o suflê de cenoura, que fica uma delícia, muito leve e delicado, exatamente como diz a receita. A outra foi a coroa delicada, que já teve direito a repeteco. No blog, a Dadivosa ensina a receita com chuchu, como não sou muito chegada, preparei com abóbora e, na última vez, com cenoura. A Silvia, do Doce Casinha, já fez com couve-flor. Ou seja, além de saboroso e leve, o prato ainda é versátil. Recomendo de olhos fechados.

Fajitas de Frango

Continuando a temática mexicana, foi a vez de experimentar umas fajitas!
Resultou num jantar informal muito engraçado, onde cada um criou a sua própria fajita misturando os diversos ingredientes que foram para a mesa.

Ingredientes:

Tortilhas ou Wraps
Peito de frango
sumo de lima
cerveja
alho
azeite
cominhos
coentros frescos
açúcar mascavo
molho inglês
sal
pimento vermelho e verde
cebola
tomate
molho tabasco
Guacamole (receita aqui)
Queijo Cheddar
Alface

Preparação:

Corte o peite de frango em tirinhas e tempere com sumo de lima, cerveja, um fio de azeite, alho, cominhos coentros picados, sal, açúcar mascavo e molho inglês. Deixe marinar durante 1 ou 2 horas.
Prepare o "Pico de Gallo": Corte o tomate aos cubinhos e junte a cebola finamente picada, os coentros frescos também picados. Tempere de sal, sumo de lima e molho tabasco q.b., mas de modo a sentir-se o picante. Reserve.
Leve um pouco de azeite ao lume numa frigideira, e aloure a cebola em meias luas. Junte o pimento vermelho e verde cortado em tirinhas, tempere de sal e deixe cozinhar.
Leve agora as tirinhas de frango escorridas da marinada a saltear numa frigideira com um pouco de azeite.
Aqueça previamente as tortilhas no forno ou microondas antes de as servir.
Para a mesa leve em taças individuais os diversos ingredientes:
o "pico de gallo"
os pimentos e cebolas
a carne salteada
o queijo cheddar ralado
a alface ripada
as tirinhas de frango
as tortilhas
o guacamole
Depois é só colocarem os ingredientes desejados nas tortilhas, enrolarem e deliciarem-se!
Melhor ainda se acompanharem com umas Margaritas!

Bom Apetite!

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

Tarte de Pastel de Nata

Para não ter trabalho (claro né) costumo comprar, no Pingo Doce, a massa já pronta a colocar na forma das tartes (pode ser a folhada ou a areada).
De qualquer forma, aqui fica uma receita para a massa:
- 150 gr de farinha,
- 60 gr de açúcar,
- 60 gr de manteiga,
- 1 gema.
Misturar os ingredientes todos amassando bem e juntar umas gotas de àgua se for necessário. Estender a massa com um rolo e forrar a tarteira com ela.
CREME:
- 6 colheres de sopa de açúcar,
- 1 1/2 colher de sopa de farinha maizena,
- 4 gemas,
- 500 ml de leite com umas gotas de baunilha.
Juntar o açúcar com as gemas e mexer. De seguida, juntar a farinha maizena e mexer tudo. Por fim, adicionar o leite frio com as gotas de baunilha e levar ao lume num tacho (antiaderente) e ir mexendo sempre com uma colher de pau até o creme engrossar.
Retirar e verter o preparado sobre a massa.
Levar ao forno a 180º durante 40 mns ou até ficar da cor dos pastéis de nata.





Guacamole

Mais um abacate enviado pelo MP, e desta vez surge algo tradicional da comida mexicana: Guacamole!
Foi a primeira vez que fiz, e devo dizer que vou repetir mais vezes. é optimo para servir como uma entrada numa festa informal, e é uma boa alternativa ao patê de atum e de delícias do mar.

Ingredientes:

1 abacate bem maduro
1 cebola pequena
molho tabasco q.b.
sal
sumo de 1/2 lima
"nachos" (triangulos de milho) ou pão pita

Preparação:

Retire a polpa ao abacate e descasque a cebola.
Coloque o abacate e a cebola no robot de cozinha, juntamente com o sal, o tabasco e o sumo de lima, e misture de modo a formar uma pasta homogénea.
Coloque numa taça e sirva com os "nachos" ou pão pita previamente tostado.

Bom Apetite!

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

Mais bolinho

Estava com duas maçãs habitando a geladeira há muito e achei por bem assar um bolo para usá-las. Procurei alguma receita que nunca tivesse feito, mas nenhuma servia à minha necessidade de apenas duas maçãs para usar. Resolvi, então, fazer um bolo bolo, também conhecido como bolo simples, a primeira receita que minha mãe e minha avó me ensinaram, e acrescentar as maçãs à massa. Há algumas semanas, preparei um bolo de iogurte e adicionei uma maçã cortada em cubinhos, mas não achei que tenha funcionado muito bem. Os cubinhos de maçã ficaram concentrados no alto do bolo e atrapalharam na hora de cortar. Desta vez, passei as frutas no ralo grosso do processador e acrescentei à massa já no fim, depois das claras em neve. Usei também uma colher de sopa de canela e dois punhados de nozes, essas últimas trituradas no ralo fino do processador. Gostei mais do resultado, mas mudaria algumas coisas, porque o sabor da maçã não ficou bem marcado, talvez tivesse sido melhor acrescentá-la raspada. O cheiro da canela perfumou a cozinha enquanto o bolo assava e isso foi bom, mas colocaria mais. Sobre as nozes, acho que poderia ter utilizado mais de dois punhados e pedaços maiores.

Bolo bolo com maçã

Ingredientes
60 g de margarina amolecida
2 xícaras de açúcar
3 gemas
3 xícaras de farinha de trigo peneirada
1 xícara de leite morno
1 colher de sopa de fermento
3 claras batidas em neve
2 maçãs raladas com casca
1 colher de sopa de canela em pó
2 punhados de nozes para triturar
Farinha de rosca para polvilhar

Como fazer
Bata a margarina com o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada. Adicione o restante dos ingredientes um a um e os incorporando bem à massa. Acrescente as claras em neve e mexa a massa delicamente. Finalize com as maçãs, a canela e as nozes trituradas. Leve para assar em uma forma untada com margarina e polvilhada com farinha de rosca.

Canja de Galinha

Se às vezes me dá para fazer coisas mais elaboradas, desta vez estou mais virada para coisas simples e tradicionais.
Tinha um frango do campo congelado que resultou numa canja bastante razoável! Nada que se compare aquela que a minha avó fazia com galinha caseira, mas, "quem não tem cão, caça com gato!".
Deixo aqui também uma sugestão: torna-se por vezes difícil aranjar galinha com ovinhos para fazer canja e, como toda a gente gosta de comer o seu ovinho, cozo sempre ovos de codorniz que depois coloco na canja de modo a dar um por pessoa.

Ingredientes:

1/2 frango do campo ou galinha caseira
1 cenoura
salsa
cebola
sal
massinhas
ovos de codorniz
hortelã

Preparação:

Leve a galinha ou o frango a cozer em água abundante temperada de sal, juntamente com 1 cebola pequena, uma cenoura inteira descascada e um raminho de salsa. Deixe cozinhar até a galinha ou o frango estarem bem cozidos.
Coe o caldo, rectifique os temperos e leve-o de novo ao lume até levantar fervura. (Se vir que o caldo está muito gorduroso, retire a gordura em excesso que se forma à superfície.)
Junte as massinhas e os ovinhos de codorniz e deixe cozinhar.
Retire depois os ovos de codorniz, descasque-os e volte a colocar na canja. Junte depois a cenoura anteriormente cozida esmagada com um garfo, a carne de frango desfiada, e um raminho de hortelã, e deixe ferver durante mais 1 minuto.
Desligue e sirva bem quentinha!

Bom Apetite!

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Máquina de pão

Ganhamos uma máquina de pão. Confesso que eu não era muito entusiasta da idéia, acho que a máquina de pão nos priva do que as receitas em que é preciso trabalhar a massa com as mãos têm de melhor: trabalhar a massa com as mãos! Mas o marido queria tanto e é verdade que o moderno eletroportátil evita sujeiras na cozinha e é bem prático, agora mesmo estamos com um pãozinho de aveia e mel programado para estar pronto na hora do café da manhã de amanhã. Na semana passada, ele estreou a máquina com a receita de pão básico que o fabricante recomenda ser a primeira a preparar. O pão ficou pronto pouco depois de eu chegar do trabalho e devo me render ao fato de que, sim, foi muito bom poder fazer um lanche com um pão fresquinho, acabado de sair do "forno" e com a manteiga derretendo, como mostram os programas de vendas da TV. Além disso, o marido garantiu que não preciso deixar de preparar meus pãezinhos manualmente (não que eu o faça com freqüência). Foi um alívio saber que poderei continuar me divertindo com as massas. Ainda é cedo para afirmar, mas arrisco dizer que a máquina de pão, apesar de suas medidas robustas, é um eletroportátil que vale a pena ter por perto.

Arroz de Espigos

Chegámos ao tempo dos espigos... Estes foram os primeiros que comi este ano. Fiz com arroz, pois é assim que mais gosto deles, e, a acompanhar, uns jaquinzinhos fritos!

Ingredientes:

Espigos (rebentos novos das couves)
Arroz
cebola
azeite
alho
cenoura
salsa
chouriço
vinho branco
sal
louro
piri-piri qb

Preparação:

Pique a cebola, o alho, a cenoura e a salsa, e leve a alourar no azeite. Junte o chouriço cortado em pedacinhos, um pouco de vinho branco e a folha de louro e deixe refogar um pouco.
Junte depois a água necessária para cozer os espigos e arroz, deixando-o um pouco caldoso mas não em demasia. Tempere com sal e piri-piri a gosto.
Assim que a água levantar fervura, junte o arroz e os espigos e deixe cozinhar até estarem cozidos.
Sirva de imediato com uns carapauzinhos fritos, ou com uma morcela da beira grelhada!

Bom Apetite!

terça-feira, 20 de fevereiro de 2007

Meia Desfeita de Bacalhau

Desta vez algo bem tradicional e português!
Como todos sabem as leguminosas fazem muito bem à saúde, e não há desculpa para não as comer visto que existem dezenas de receitas.
Aconselho a usarem grão seco, previamente demolhado e cozido. Faz toda a diferença do grão comprado em lata ou em frasco. Podem sempre cozer em quantidade e com antecedência, e guardar depois de cozido e com a calda no congelador!

Ingredientes:

Grão de bico previamente cozido
Bacalhau demolhado
Ovos
salsa
cebola
alho
azeite
vinagre

Preparação:

Pique finamente os dentes de alho, a cebola e a salsa. Reserve
Coza o bacalhau e os ovos. Assim que estiverem cozidos retire, deixe arrefecer, limpe o bacalhau de peles e espinhas e descasque os ovos e corte-os em rodelas.
Aqueça o grão com a calda, escorra e junte depois o bacalhau e os ovos cozidos. (Pode optar por não aquecer o grão, pois este prato também é bom frio!)
Tempere com a mistura de salsa, alho e cebola picada, azeite e vinagre a gosto.
Misture bem e sirva!

Bom Apetite!

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2007

Bavaroise de Café

2 pacotes de natas de 200 ml
1 lata de leite condensado
1 chávena de chá de café
12 folhas de gelatina


Demolhe a gelatina em água fria até ficar ligeiramente mole.Bata as natas até ficarem firmes e junte-lhes o leite
condensado.Derreta a gelatina no café quente e misture ao preparado anterior após arrefecer um pouco.Bata tudo
delicadamente e despeje numa forma.Leve ao frigorífico. Sirva frio.
Dica: Após solidificar pode decorá-la com grãos de café ou fazer desenhos com café em pó polvilhado.

Baba de Camelo

1 lata de leite condensado
6 gemas
6 claras


Coloque uma lata de leite condensado na panela de pressão, coberta com água e coza-a durante uma hora. Deixe
arrefecer e abra a lata.Bata muito bem o conteúdo com 6 gemas e envolva as 6 claras batidas em castelo.Leve ao
frigorifico até a hora de servir. Se quiser enfeite com amêndoa picada.

Frango com ameijoas e piri - piri

1 frango
1 kg de amêijoas
75 g de margarina
1 dl de vinho branco
3 ou 4 colheres (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de polpa de tomate
1 cebola
2 dentes de alho
1 pimento
Bacon
Colorau
Salsa, sal e piripiri



Retire a pele do frango, parta em pedaços e tempere com sal, colorau e vinho branco. Aloure o frango na margarina.
Noutro tacho aloure a cebola às rodelas e os alhos esmagados em azeite. Adicione mais vinho branco e a polpa de tomate. Mexa bem e deixe levantar fervura. Junte depois o frango, as amêijoas (não se esqueça de retirar as areias) e o louro. Tempere com sal e piripiri.
Corte o bacon aos pedacinhos, o pimento. Coloque no preparado. Deixe cozinhar em lume brando. Sirva o frango com amêijoas e, se preferir, polvilhe com um pouco de salsa picada.

Espetada de Frango com Cogumelos

2 peitos de frango
200 g de cogumelos pequenos
8 fatias de bacon
2 pimentos vermelhos assados
Sumo de limão
Azeite
Sal e pimenta q.b.


Comece por cortar a carne de frango aos cubos, tanto quanto possível do mesmo tamanho. Depois, limpe bem os cogumelos, pelando-os com a ajuda de uma faca. Não se esqueça de passar os cogumelos por sumo de limão para não oxidarem. Enfie alternadamente, em espetos, os pedaços de carne, os cogumelos e as fatias de bacon enroladas. De seguida, unte as espetada com azeite. Aqueça uma frigideira grelhadora e doure nela as espetadas de carne de frango e cogumelos depois de polvilhadas com sal e pimenta, a seu gosto. Depois de assadas, coloque as espetadas nos pratos respectivos e sirva com tiras de pimentos assados.

Frango com Cerveja Preta

1 frango em pedaços
1 cebola ralada
2 colheres (sopa) de alho amassado
Sal a gosto
2 folhas de louro
2 colheres (sopa) de óleo
½ xícara (chá) de bacon picado
1 garrafa de cerveja preta (600 ml)
2 cubos de caldo de galinha


Tempere o frango com alho, cebola, o louro, o sal e reserve. Numa panela coloque o óleo e frite o bacon. Quando estiver bem dourado, junte os pedaços de frango e deixe dourar bem. Coloque depois a cerveja preta e o caldo de galinha. Deixe cozinhar até formar um molho grosso e cremoso (mais ou menos 20 minutos).

Frango com Natas em Massa Folhada

1 frango
3 dl de natas frescas
Massa folhada q.b.


Faz-se uma receita de massa folhada, forra-se com ela um tabuleiro de ir ao forno.
Leva-se ao forno para a massa cozer. Quando estiver a meia cozedura, deita-se-lhe o frango temperado, desossado, cortado aos pedaços e leva-se de novo ao forno para acabar de cozer e corar.
Quando se vai servir cobre-se o frango com natas e serve-se sem demora.

Frango a Provençal

4 sobrecoxas de frango
1 cebola pequena cortada em cubos
1 talo de aipo cortado em juliana
1 colher (sopa) de salsa picadinha
50 ml de vinho branco seco
8 dentes de alho inteiro
Tempero a gosto (estragão, noz moscada, pimenta branca, sal marinho)


Temperar o frango com sal, pimenta, noz moscada e o estragão. Juntar a cebola, o aipo e a salsa. Colocar as sobrecoxas numa assadeira , regar com o vinho e colocar os dentes de alho entre os pedaços. Cobrir com papel alumínio e levar ao forno até ficar macio. Retirar o papel e deixar dourar.

Frango Sputnik

1 frango
1 caldo de galinha
1 limão
Margarina
Sal q.b.


Limpe um frango e barre-o, por dentro e por fora, com um caldo de galinha e sal a gosto. No fim, meta-lhe um limão, inteiro, previamente picado com um garfo e de modo a tapar a 2ªextremidade do galináceo. Disponha a ave numa assadeira, ponha-lhe por cima umas nozinhas de margarina e leve ao forno a assar, de 45 a 60 minutos.

Petiscos de Frango

2 xícaras (chá) biscoito água e sal
1/2 xícara (chá) queijo parmesão ralado
1 pcte. sopa de cebola
1 lata de creme de leite
500 g de filé de frango picado em cubos


Aqueça o forno, forre uma assadeira com papel alumínio. Bata os biscoitos no liquidificador até que se transformem em uma farinha. Misture a farinha do biscoito com o queijo ralado. À parte, misture a sopa de cebola e o creme de leite e passe os pedaços de frango, envolvendo-os bem. A seguir passe cada pedaço de frango pela mistura de farinha de biscoito e queijo. Disponha-os na assadeira. Leve ao forno por 45 minutos ou até dourar.

Frango ao Creme

1 kg de frango em pedaços
1 colher (sopa) de mostarda
2 colheres (sopa) manteiga
1 cebola ralada
1 cenoura ralada
1 xícara (chá) água fervente
1 lata creme de leite
sal e pimenta a gosto


Tempere o frango com sal, pimenta e mostarda. Leve ao fogo com a manteiga, a cebola e a cenoura, deixando refogar até dourar. Acrescente a água e cozinhe em fogo baixo até o frango ficar macio. Junte o creme de leite mexendo bem, apague o fogo e sirva a seguir.

Frango Rápido

1 frango
sal a gosto
1 colher (chá) mostarda
4 fatias de toucinho
2 colheres (sopa) molho de tomate
4 tomates


Corte o frango eviscerado e tire o espinhaço. Achate a carne, golpeando-a. Salgue e pincele com mostarda. Disponha em uma grelha as fatias de toucinho. Coloque os pedaços de frango sobre 2 dessas fatias e cubra com as outras duas. Asse na grelha durante 20 minutos. Transcorridos os 8 minutos iniciais, junte os tomates já salgados para que assem junto. No momento de servir, regue o frango com o molho de tomate ou ketchup.

Frango Arlequim

1 frango
1 cebola média
2 talos de aipo
30 g toucinho fresco
1 kg ervilhas cozidas
3 cenouras médias cozidas
água, azeitonas, sal e grãos de pimenta, q. b.


Coze-se o frango em pouca água temperada com sal, a cebola, o aipo, 6 grãos de pimenta e o toucinho. Côa-se o caldo, com o qual se faz o molho suprême, dispõe-se o frango trinchado em travessa aquecida e cobre-se com molho. Enfeita-se a travessa em volta, alternando as cores, as cenouras cortadas em rodelinhas e as ervilhas. Guarnece-se com azeitonas pretas e verdes.

Bifes de Frango com Natas

4 bifes de frango
1 sopa de cebola (pacote)
1 emb. natas light
manteiga


Ligue o forno a 220ºc.
Unte uma travessa de ir ao forno com manteiga.
Coloque os bifes na travessa e sobre estes espalhe a sopa de cebola q.b.
Por fim, regue as natas e coloque no forno durante 15-20 minutos.
Acompanhe com arroz branco ou puré de batata.

Moelas

1kg de moelas
2 cebolas
2 dentes de alho
3 colheres/sopa de azeite
3 tomates maduros
1 colher/sobremesa de salsa picada
Sal e Pimenta q.b.


Lave bem as moelas e corte-as em pedaços. À parte refogue as cebolas e os dentes de alho picados, no azeite. Junte depois as moelas, o tomate picado e metade da salsa. Tempere de sal e pimenta, regue com um pouco de água e deixe cozer. Sirva-as, polvilhando com a restante salsa picada.

Strogonoff de Frango

1 colher de sopa de manteiga
1 cebola picada
2 peitos de frango, cortados em tirinhas finas
4 colheres de sopa de conhaque
100 g de cogumelos frescos
2 tomates maduros
1 colher de sopa de mostarda
1 pacote de natas
Sal



Numa frigideira, derreta a manteiga e aloure a cebola
Junte o frango picado e mexa bem, até ficarem dourados.
Tempere com o sal e reserve
Despeje o conhaque e incline levemente a frigideira para que o conhaque se incendeie. Junte os cogumelos, os tomates, a mostarda, misture e deixe ferver por cerca de 5 minutos.
Incorpore as natas e retire do fogo sem deixar ferver.
Junte e frango e sirva de seguida.

Caldeirada de Frango e Lulas

1 frango
800 grs. de lulas frescas
1 pimento verde
4 cebolas grandes
5 tomates grandes maduros
2 dl. de azeite
piripiri q.b.
4 dentes de alho
2,5 dl. de vinho branco
1 raminho de coentros
1 raminho de salsa
1 kg. de batatas
1 folha de louro


Depois do frango arranjado e lavado corte-o em bocados e tempere de sal.
Arranje as lulas lave-as e corte-as em rodelas.
Limpe o pimento e corte-o em tiras não muito grossas.
Descasque as cebolas e corte em rodelas.
Pique os dentes de alho depois de descascados.
Limpe o tomate de peles e sementes e corte-o aos bocados.
Depois das batatas descascadas e lavadas corte em rodelas de 1 cm de espessura.
Num tacho deite primeiro o azeite, por cima 1/3 das cebolas do tomate dos alhos dos pimentos.
Espalhe metade das lulas do frango e de batatas, um pouco de salsa e coentros a folha de louro o piripri.
Repita as camadas até acabar os ingredientes.
Regue com o vinho branco e leve a cozer em lume médio por 45 minutos.
Verifique se está tudo cozido, rectifique os temperos e sirva.

Massa com Frango

500 g de esparguete
350 g de natas
100 g de polpa de tomate
100 g de maionese
100 g de manteiga
1 colher de sobremesa de mostarda
800 g de peito de frango
1/2 chávena de queijo ralado



Coza a massa com água e sal.
Numa frigideira faça um refogado com a manteiga, a polpa de tomate, sal, o frango desfiado, natas e a maionese.
Junte este molho à massa, quando esta estiver cozida.
Sirva numa terrina com queijo ralado por cima.

Frango com Tomates

1 frango
1 cebola
3 dentes de alho
5 tomates maduros
Azeite
Louro
Sal

Corta-se o frango aos bocados e coloca-se num tacho com azeite, cebola, alho, louro. Junta-se-lhe os tomates, que devem estar bem maduros e limpos de grainhas.
Vai ao lume até apurar.
Serve-se sobre fatias de pão frito e acompanhado de arroz branco e salada.

Frango com Molho da Madeira

1 frango
100 grs. de presunto/toucinho
1 cebola
1 cenoura
salsa q.b.
1 cálice de vinho Madeira/Porto


Aloura-se o frango cortados aos bocados com bastante manteiga e bocadinhos de presunto ou toucinho. Quando alourado acrescenta-se uma cebola ás rodelas, uma cenoura aos bocados e um ramo de salsa (um pouco de sal, pimenta e agua se necessário a gosto).
Quando o frango estiver pronto junta-se o cálice de vinho da madeira ou do porto.
Serve-se num pirex do qual se cobre o fundo com fatias de pão torrado.

Bifinhos no Forno

Bifinhos de frango ou perú
Queijo Mozarella
Fiambre
Natas


Prepare e frite os bifes normalmente.
Depois de fritos, coloque-os num recipiente de ir ao forno mas sem o molho.
De seguida, coloque uma camada de queijo, outra de fiambre e novamente uma camada de queijo.
No fim cubra com natas e leve ao forno a gratinar.
Caso queira poderá colocar entre as camadas cogumelos

Pudim de Nozes

200 gr de miolo de noz
250 gr açúcar
6 dl natas
10 gr gelatina branca
6 dl leite
6 gemas de ovo




Leve o leite ao lume até ferver.
Bata as gemas com o açúcar, e logo que o leite estiver morno, adicione-o ao preparado de gemas e açúcar.
Leve este preparado ao lume até engrossar, tendo o cuidado de mexer continuamente, junte o miolo de noz.
Retire do lume e adicione a gelatina amolecida, e em seguida as natas batidas.
Deite este preparado numa forma passada por água fria.
Leve ao frigorífico a gelar.

Açorda de Camarões

500 g de camarões
6 pães de véspera
1 cebola grande picada
2 colheres de sopa de azeite.
1 colher de sopa de óleo.
1 dente de alho.
Sal e pimenta q.b.



Cozem-se e descascam-se os camarões. Faz-se um refogado com a cebola, o azeite e o óleo e, quando a cebola estiver loira, deitam-se-lhe as cascas e cabeças dos camarões, esmagando tudo bem.
Deixa-se refogar algum tempo e vai-se-lhe juntando pouco a pouco metade da água de cozer os camarões e, se for necessário, mais um pouquinho de água sem tempero, e o dente de alho.
Coa-se o refogado calcando bem as cascas para lhes extrair todo o suco.
Umas 2 ou 3 horas antes de se começar a fazer a açorda, põe-se o pão de molho em água fria; passado este tempo, e estando o pão bem demolhado, espreme-se com as mãos tirando-se-lhe o máximo da água, e vai-se esfarelando para uma vasilha.
Verificam-se os temperos da calda, deixando ficar esta levemente apimentada, e retira-se o alho.
Junta-se o pão à calda, mexe-se bem e deixa-se ao lume para ferver, mexendo sempre com colher de pau até o pão ficar como um creme muito grosso.
Incorporam-se então os camarões previamente salteados num pouco de margarina e serve-se numa terrina de guisados, com alguns camarões por descascar formando uma coroa ao centro. Serve-se bem quente.

Mousse de Laranja

Sumo de 4 laranjas
8 gemas
3 colheres (sopa) de açúcar
3 folhas de gelatina




Bata as gemas até duplicarem de volume.
Aqueça o sumo de laranja.
Dissolva nele a gelatina, depois de bem demolhada em água fria. Junte o sumo de laranja às gemas, misturando bem.
Bata as claras em castelo firme.
Junte-lhes o açúcar.
Incorpore as claras no creme de laranja.
Leve a gelar numa taça de vidro.

Suspiros

4 claras
500 grs. de açúcar


Batem-se as claras em castelo e mistura-se o açúcar muito bem. Vai ao forno num tabuleiro previamente untado com margarina e polvilhado.

Batatinhas Assadas com Alecrim

Umas batatinhas tão simples de fazer e que são um excelente acompanhamento de carne ou peixe!

Ingredientes:

Batatinhas novas
alho
sal
azeite
pimenta
alecrim fresco

Preparação:

Começe por lavar e secar muito bem as batatinhas.
Numa taça larga misture muito bem o alho picado, o azeite, o sal, a pimenta e as folhas de alecrim ligeiramente esmagadas com os dedos para libertarem os óleos e os odores.
Junte as batatinhas e envolva bem toda a mistura.
Coloque as batatas e a mistura num recipiente próprio para ir ao forno, e leve a assar em forno moderado até as batatinhas estarem macias e cozidas.
Acompanham carne ou peixe!

Bom Apetite!

sábado, 17 de fevereiro de 2007

Souflés de Chocolate

- 4 ovos,
- 200 gr de açúcar,
- 200 gr de chocolate culinário,
- 1 colher de sopa de farinha,
- 200 gr de manteiga.

Derrete-se o chocolate com a manteiga (ao lume ou no micro-ondas). À parte, com uma batedeira, bate-se o ovos e o açúcar. Junta-se o chocolate derretido e por fim a colher de farinha.
Vai ao forno, pré-aquecido a uma temperatura alta, em forminhas previamente untadas com manteiga e deixar cozer 7 ou 8 minutos. Ao longo da cozedura vai-se diminuindo a temperatura do forno.

Bolinhos de Batata

Fazer puré de batata 'normal' (com manteiga, limão e pimenta) mas sem o leite.
Fazer bolinhas deste puré e passá-las em farinha de trigo. Na hora de servir passam-se por ovo e fritam-se num tachinho com óleo bem quente.
Pode enfeitar-se com um raminho de salsa.

Acompanhamento para Massas

Fazer a massa que se gosta conforme as indicações no pacote.
Cortar às tiras fininhas cenoura, courgette, alho francês e couves. Cozer tudo.
Quando os legumes estiverem cozidos, salteá-los em alho e azeite e depois misturar tudo com a massa, previamente cozida.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

Bolo de Paposecos ...

Ingredientes:
• 8 Ovos
•1/2 Kg de açúcar
•1/2 Lt de leite morno
• 250 grs. de côco
• 4 Paposecos duros
• 1 Colher de sopa de pó Royal
• Raspa de 1 limão

Preparação:

Batem-se as gemas com o açúcar, e juntam-se os paposecos já desfeitos no leite morno, de seguida junta-se o côco e os restantes ingredientes. Por fim juntam-se as claras em castelo ao preparado. Barra-se uma forma sem buraco com manteiga, forra-se com papel vegetal e volta-se a barrar com manteiga. Despeja-se o preparado e vai ao forno.


Nota: Os paposecos são amolecidos no leite morno, deixando arrefecer antes de pôr no preparado do bolo.

O Bolo está colocado numa Fonte Diamante da

Atum à "fui eu que inventei"...

Para 4 pessoas:

- 4 latas de atum,
- 2 dentes de alho,
- 1 cebola pequena,
- 1 pacote de polpa de tomate,
- oregãos q.b.
- 1 pacote de "fusilli tricolore",
- queijo ralado,

OPCIONAL:

- 1 lata de cogumelos laminados,
- ananás às tirinhas (natural ou de lata),
- piri-piri q.b.

Num tacho médio/grande fazer um refogado com a cebola, o alho e com o atum e o óleo que vem nas latas até a cebola 'alourar'. Colocar os cogumelos e/ou o ananás e deixar 'fritar' um pouco. Juntar a polpa de tomate e o piri-piri (se se gostar), mexer tudo muito bem e adicionar oregãos a gosto.
Noutro tacho coze-se a massa de acordo com as instruções no pacote. Quando a massa estiver cozida, deitá-la no tacho onde está o atum e misturar tudo calmamente, sem 'partir' os fusillis.
Deitar tudo numa travessa de ir ao forno e colocar o queijo ralado por cima. Deixar o queijo derreter/alourar e já está pronto a servir.


Pudim de Ovos

- 0,5 lt de ovos,
- 0,5 lt de leite meio-gordo,
- 0,5 lt de açúcar.

Misturar os ovos com o açúcar (com uma colher ou com a varinha 'mágica') e depois deitar o leite e misturar tudo.
Forrar bem uma forma de pudim com caramelo e deitar o preparado.
Cozer em banho-maria durante 15 ou 20 minutos.

Porquê este blog?...

Porque tenho as receitas de que gosto num caderninho. Vou anotando os pratos de que mais gosto e agora apeteceu-me partilhá-las e deixá-las aqui para não as perder...
Antes do Francisco nascer, passava imenso tempo a dedicar-me a descobrir e a 'inventar' pratos. Com um bebé o tempo escasseia e cada vez mais tenho menos tempo e 'paciência' para cozinhar... Assim, procuro sempre pratos fáceis de confeccionar e que sejam agradáveis...
Tenho imensos livros, revistas e afins sobre culinária. Acho que aqui é o local ideal para as ir 'escrevendo' e 'resumindo'...
Também espero que quem visite este cantinho deixe as suas dicas, receitas e opiniões sinceras.
Bem vindos! Bons sabores!

Francesinhas

Depois de muita pesquisa lá encontrei uma receita de francesinha que me pareceu mais tradicional e sem ingredientes em excesso. O mais difícil foi encontrar a receita de molho. Parece-me que molho de francesinha com sopa de marisco não será a mais tradicional!
Tentei descobrir uma o mais parecido possível com as originais e acho que atingi o objectivo!

Ingredientes (para 2 francesinhas):

4 fatias de Pão de forma (eu usei sem côdea)
2 Bifanas de porco
2 salsichas de frasco
2 linguiças
2 fatias de queijo
2 fatias de fiambre

Molho Francesinha:
1 cerveja
1 cálice de vinho do porto
1 caldo knorr de carne
2 folhas de louro
1 dl de leite com 1 colher de sopa de maisena desfeita
2 colheres de sopa de polpa de tomate
1 colher de sopa de azeite
piri piri a gosto

Preparação:

Começe por fazer o molho: junte todos os ingredientes e leve a lume brando até reduzir para metade e ficar um molho espesso, o que demora cerca de 30 minutos!
Entretanto tempere as bifanas de sal e grelhe-as. Torre ligeiramente as fatias de pão de forma.
Num prato que possa ir ao forno coloque 1 fatia de pão de forma, a bifana grelhada, sobre esta a salsicha ao meio no comprimento e na largura, a fatia de fiambre e a linguiça cortada como a salsicha. Tape com a outra fatia de pão de forma e coloque sobre esta 1 fatia de queijo.
Depois de montadas as francesinhas, coloque sobre elas o molho bem quente e leve ao forno previamente aquecido para derreter o queijo.
Sirva de imediato!
Pode acompanhar com umas batatas fritas!

Bom Apetite!

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

Strogonoff de atum

Esse é um dos meus pratos para horas de sufoco favoritos, ensinado a mim pela minha tia-madrinha. O strogonoff não é uma comida bem vista por todos, mas habita o alto do meu top 10. Engraçado que só fui descobrir o strogonoff na adolescência, antes disso, não tinha experimentado. Desde então, aprovei todos os que provei: carne, frango, camarão, atum e queijo. Hummm... Se alguém souber de mais algum, não deixe de me avisar.

Puxando pela memória, só lembro de um lugar onde o strogonoff me decepcionou, foi em um restaurante, mas sou mesmo chata em relação a comer fora. Gosto de uma boa comidinha preparada em casa.

Essa não é uma receita tradicional de strogonoff, é vapt vupt, para os momentos de pressa mesmo, em que só dá tempo de preparar o arroz e completar a refeição com batata palha. Apesar da simplicidade, até hoje, todo mundo que experimentou quis repetir. Desta vez, usei creme de leite light e ficou bom do mesmo jeito. Uso pouco catchup, só para dar uma corzinha, e não costumo usar a mostarda nem a pimenta. Essa última, substituo por algum temperinho que tenha à mão, mas a receita está postada como a recebi.

Strogonoff de atum

Ingredientes
1 colher de sopa de margarina
1 cebola picada
2 latas de atum ao molho rosé
1 lata de creme de leite
Catchup
Mostarda
Champignon picado
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Como fazer
Doure a cebola na margarina e depois refogue o champignon. Acrescente o atum ao molho rosé e o creme de leite. Tempere a gosto.

Bifes de Peru Recheados

A carne de peru tem, para mim, a particularidade de ser bastante versátil. Desta vez, fiz uns bifinhos recheados, e estufados que ficaram muito saborosos e que são uma altenativa ao afamado "Cordon Bleu" que apesar de ser muito bom, tem o inconveniente (para a saúde!) de ser frito.

Ingredientes:

Bifes de peru finos,grandes e inteiros
mozarela fresca em bola
espinagres congelados
sal e pimenta
sumo de limão
azeite
cogumelos frescos ou de lata
Leite

Preparação:

Começe por bater ligueiramente os bifes de modo a ficarem bem espalmados, e tempere-os de sal, pimenta e sumo de limão.
Entretanto coza os espinafres em água temperada com sal. Assim que estiverem cozidos, escorra e esprema-os bem. Reserve.
Escorra bem os bifes de peru e retire o excesso de líquido sobre papel absorvente. Sobre cada metade de bife de peru coloque os espinafres bem escorridos e por cima destes fatias de queijo mozarela. Dobre a outra parte da carne sobre o recheio e feche com palitos.
Leve ao lume uma frigideira e coloque-lhe um fio de azeite, apenas o suficiente para dourar a carne de ambos os lados. Junte depois os cogumelos laminados e 1 dl de leite, rectifique de sal e pimenta e deixe estufar em lume brando, tapado, durante 15 minutos.
Sirva com uma salada e arroz branco ou esparguete.

Bom Apetite!

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

Fetuccini de Salmão

Não quero que pareça que só me inspiro em comida italiana, mas devo confessar que cá em casa gostamos muito de "pasta"!
Desta vez resolvi fazer este prato com salmão, inspirada por um jantar, há já algum tempo, em casa de uma amiga que está a fazer um doutoramento em Itália! Não ficou igual, mas mesmo assim estava bom. Acabei por usar natas, coisa que muito raramente faço e normalmente até evito, mas dias não são dias. Aqui fica a receita!

Ingredientes:

Salmão fresco
fetuccini
cebola
azeite
sal
pimenta
puré de tomate
pimentão doce
vinho branco
natas (eu usei light)

Preparação:

Coza o salmão em água temperada com sal, e depois de cozido limpe-o de peles e espinhas e faça-o em lascas grandes.
Ponha uma panela ao lume com água abundante e assim que estiver a ferver em cacho, junte a massa e deixe-a cozer até ficar "al dente".
Entretanto leve um tachino ao lume com um pouco de azeite e a cebola picadinha. Deixe alourar um pouco, tempere de sal, pimenta, pimentão e 1 colher de puré de tomate. Junte o peixe e 1/2 copo de vinho branco e deixe estufar. Junte depois as natas, mexa, e desligue assim que começar a ferver.
Depois de cozida, passe a massa por água fria, para parar a cozedura, e misture o molho.
Salpique com pimenta moida na ocasião e sirva de imediato!

Bom Apetite!

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Bolo capuccino

O fim de semana foi cheio de compromissos e a única coisa legal que consegui preparar foi um bolo capuccino. Finalmente, aliás, porque estava há vários dias na vontade de comer um pedacinho de bolo no café da manhã, depois outro no lanche, talvez mais um à noite... hehehe Gosto dessa receita porque faz um bolo pequeno e por isso dá tempo de devorá-lo por completo enquanto ainda está fresquinho. Não sei de onde ou com quem peguei a receita, está há tanto tempo no meu caderno, não anotei a referência e não consigo lembrar como ela chegou a mim.

Bolo capuccino

Ingredientes
3 claras em neve
1 pitada de sal
3 gemas
1 xícara (chá) de açúcar refinado
50 g de manteiga derretida
1/2 xícara (chá) de leite morno
1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1/2 xícara (chá) de capuccino em pó

Como fazer
Em uma tigela, coloque as gemas, o açúcar e a manteiga e bata até ficar cremoso. Acrescente o leite e misture bem, junte a farinha peneirada, misturada com o fermento e o capuccino em pó. Por último, as claras batidas em neve e o sal. Coloque em uma forma untada e enfarinhada e asse em forno médio, pré-aquecido, por aproximadamente 35 minutos.

Nunca experimentei colocar nenhuma cobertura nesse bolo, mas acho que uma calda de chocolate vai bem. Gosto muito da combinação de chocolate com café ou seus derivados. E o que não fica bom com chocolate, não é mesmo?

Farofa de Cenoura

Descobri esta receita neste cantinho: Tecnicolor Kitchen, e andava a ver se a experimentava rapidamente.
Foi o acompanhamento perfeito para umas costeletas grelhadas. Aconselho a experimentarem, para variar do arroz, da massa e, principalmente das batatas fritas que parece que acompanham tudo!

Ingredientes:

farinha de mandioca (farofa)
Cebola
azeite
cenoura
chouriço
sal e pimenta

Preparação:

Começe por refogar a cebola picada num pouco de azeite. Junte depois a cenoura ralada e umas rodelinhas de chouriço partidas em pedacinhos. Deixe estufar um pouco e tempere de sal e pimenta.
Junte então a farinha de mandioca e deixe tostar um pouco.
Sirva como acompanhamento de carnes assadas ou grelhadas!

Bom Apetite!

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2007

Bolachas de Aveia, Côco e Mel

Mais uma sugestão de bolachas para o chá. Esta foram encontradas neste blog: Kafka na Praia
São realmente muito bons, apesar de darem um bocadinho de trabalho!
Não segui a receita na sua totalidade. Coloque aqui a receita tal como eu fiz!

Ingredientes:

125gr de farinha
75gr de açúcar mascavado escuro
75gr de açúcar amarelo
200gr coco ralado
200gr aveia em grãos
75gr de manteiga
2 c. sopa de mel
1/2 c. chá de bicarbonato de sódio
2 c. sopa de água quente

Preparação:

Preaqueça o forno à 180C.
Misture a farinha, açúcar, aveia e coco ralado. Derreta a manteiga com o mel (levei ao microondas por alguns segundos). Dissolva o bicarbonato de sódio na água quente e adicione à mistura de manteiga.
Misture todos os ingredientes e com as mãos molde bolachas e coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Asse por 15 - 20 minutos à 180C.
(O segredo destes biscoitos é fazer com que eles fiquem finos, então, quando eles começarem a inchar, abra o forno e achate-os com as costas de uma colher. Fiz isso duas vezes, uma após uns 8 minutos e outra quase no final.)
Deixe arrefecer antes de retirar do tabuleiro, e guarde-as numa caixa hermética!

Bom Apetite!

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

Maravilhas Gastronómicas ...!

Basta clicar na imagem para votar ...!

Para não variar, deixo-vos mais uma votação neste caso nas Maravilhas da nossa Farta e Excelente Cozinha Portuguesa. Uma Iniciativa do Lágrimas - Hotels & Emotions englobada nas 7 Maravilhas de Portugal que conjuga a Gastronomia com as Maravilhas arquitectónicas Portuguesas ...! Não é necessário qualquer registo e basta votar em apenas 7 iguarias de criar água na Boca ...!

Publicado em simultâneo n`A Minha Matilde & Cª ...!

Uma Noticia desviada das Carochices

Quibe na forma

O mundo dos food blogs ou diários da comida, como brinca meu marido, ou receitóblogs, como me ensinou a Dadivosa que é o nome deles em Portugal, é muito generoso, recheado de receitas e idéias compartilhadas, tanto que mais tenho navegado por aqui do que consultado minha estimada coleção de livros de receitas. Essa daqui encontrei no blog da Silvia Arruda e preparei no fim de semana. Segui a receita quase à risca, a única diferença é que substituí o caldo de carne por tempero árabe, mas acho que deveria ter usado mais. Para o meu gosto, poderia ter ficado um pouco mais temperadinho.

Vou postar a receita exatamente como encontrei no blog da Silvia, inclusive com as observações dela.

Quibe na forma

Ingredientes
400 g de carne moída (eu uso patinho)
Uma xícara (chá) de trigo para quibe (coloque de molho um dia antes)
Um tablete de caldo de carne -------- substituí por tempero árabe, foi a única diferença
Uma cebola bem picadinha
Um pimentão verde bem picadinho
Cheiro-verde picadinho
Uma colher de sopa de margarina

Modo de fazer
Dissolva o caldo de carne em meia xícara de chá de água fervente. Deixe esfriar um pouco e misture à carne moída (já vou avisando, numa tigela grande). Espere uns dez minutos para que a carne pegue o gostinho do caldo.
Enquanto isso, você pode ir picando a cebola, o pimentão e o cheiro-verde. Reserve.
Escorra o trigo para quibe (que você deixou de molho de um dia para outro, lembra?) e misture à carne moída. Acrescente a cebola, o cheiro verde, o pimentão e a margarina.
Misture tudo com as mãos (isso mesmo, nega, tem que pôr a mão na massa!!)
Depois de tudo bem misturado, coloque o quibe em uma forma refratária untada com margarina e leve ao forno médio.
Depois de 1h de forno, dê uma olhadinha. O quibe deve estar com cor de quibe, manja? Bem moreninho.

Arroz verde

Por algum motivo que até eu desconheço, um belo dia encasquetei com a idéia de fazer arroz com brócolis bem verdinho, como aqueles que se come em restaurantes. Na primeira vez, tentei da maneira mais simples, cozinhei arroz e brócolis juntos. Nada. Nenhum verde. Tudo bem, era a primeira tentativa, ainda havia outras possibilidades.

Minha mãe me sugeriu utilizar bicarbonato de sódio durante o cozimento, mas eu queria despertar o verde no arroz por outros meios. Pedi dicas até em uma comunidade do orkut, então me sugeriram bater parte do brócolis no liquidificador junto com a água que seria utilizada para cozinhar o arroz. Pelo que me lembro, tentei com a flor do brócolis, com partes de cabos e até com as folhas, passando depois por uma peneira, não passando, ou seja, fiz a gororoba de todo jeito, mas nada de conseguir um verdinho decente.

Apelei então para esse blog de leitura diária e já tinha até me convencido de que meu e-mail não tinha chegado quando eis que um dia, inesperadamente, me deparo com um post sobre... arroz com brócolis! Ainda não era a solução para a dúvida que me atormenta, mas, nos comentários, a autora desse blog caprichado contou que consegue um arroz bem verdinho batendo cheiro verde no liquidificador com a água que irá para o arroz. Yes!, pensei, guardando a dica na minha cabecinha.

Essa semana, resolvi tentar. Usei cerca de meio maço de cheiro verde - porque a salsa já estava ficando meio nacionalista, toda verde e amarela, e não queria exagerar na cebolinha - para uma xícara de arroz. Consegui um verdinho discreto, mas foi meu melhor resultado até agora. Por causa do problema com a câmera (que vou resolver ainda hoje, oba!), não tenho foto do arroz. Bom, ainda outra vez tentarei preparar o arroz verde usando salsa e cebolinha, só que agora com um maço inteiro e novinho, antes de apelar para o bicarbonato de sódio. Depois conto aqui o resultado.

Bolo de Bolacha e Café

Foi a mãe do meu amigo ZN que me deu esta receita! É muito rápida de fazer, e pode estar preparada no congelador com muita antecedência! Assim, se surgirem visitas inesperadas, já não há que preocupar com a sobremesa.

Ingredientes:

250gr de Bolacha Maria
250gr de manteiga
250gr de açúcar amarelo
1 café bem forte
6 gemas

Preparação:

Começe por picar a bolacha Maria, de modo a que fique o mais fina possível, assim como se fosse uma farinha. Junte-lhe a manteiga à temperatura ambiente, o açúcar amarelo, o café e as gemas e mexa bem, até tudo ficar bem ligado!
Forre uma forma de bolo inglês com papel de alumínio e coloque a mistura lá dentro. Tape com mais papel de alumínio e leve ao congelador.
Quando quiser servir, é só tirar uns 10 minutos antes do congelador, desenformar e retirar o papel de alumínio.
Aguenta-se perfeitamente no congelador durante algumas semanas.

Bom Apetite!

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2007

Pizza de Pesto, Tomate e Mozarela

A comida italiana continua cá por casa... Andava a apetecer-me uma piza, mas nada daquelas comerciais que acabam por saber quase todas à mesma coisa.
Meti mãos à obra, e acabei com uma piza que, na minha opinião, ficou deliciosa!

Ingredientes:

Massa de Pizza feita em casa (esta receita)
Molho Pesto (eu usei do industrial que há à venda em qualquer supermercado)
Tomate
mozarella fesca
pimenta moída na ocasião

Preparação:

Começe por esticar a massa de pizza e de a colocar num tabuleiro próprio. Depois cobra a massa com uma camada de molho pesto, e sobre este rodelas finas de tomate. Coloque depois a Mozarella cortada em fatias de modo a cobrir toda a pizza.
Leve a forno quente durante cerca de 15 minutos, ou até a pizza estar cozida e o queijo derretido e tostadinho!
Sirva morna.

Bom Apetite!

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Lasanha de Bacalhau com Espinafres

Um prato de bacalhau um pouco diferente, mas igualmente saboroso. Andava-me a apetecer experimentar uma receita de lasanha de bacalhau e espinafres. Como não vi nenhuma que me agradasse particularmente parti para a invenção, com um bocadinho daqui, e um bocadito de outro lado, este foi o resutado final!

Ingredientes:

Bacalhau demolhado
Placas de Lasanha (das que não precisam de pré-cozedura)
Espinafres congelados
sal
Azeite
cebola
louro
farinha
margarina
leite
pimenta
noz moscada
sumo limão
queijo mozarella fatiado

Preparação:

Começe por cozer o bacalhau e os espinafres separadamente.
Entretanto prepare o molho bechamel: derreta a margarina, misture a farinha, junte lentamente o leite até ficar com a consistência desejada (por cada 2 colheres de sopa 250 ml de leite), e tempere de sal, pimenta, noz moscada e sumo de limão.
Limpe o bacalhau de peles e espinhas e desfaça-o em lascas. Leve a cebola cortada em meias-luas a alourar no azeite juntamente com a folha de louro, e junte depois o bacalhau lascado. Deixe apurar um pouco e tempere com um pouco de pimenta.
Num prato de ir ao forno coloque em primeiro lugar uma camada de molho bechamel e sobre este uma camada de placas de lasanha. Coloque depois uma camada de bacalhau e cubra com fatias de queijo. Cubra com bechamel e coloque nova camada de placas de lasanha, depois os espinafres, queijo, bechamel e nova camada de lasanha, e assim sucessivamente. (Eu acabei por fazer 2 camadas com bacalhau e duas com espinafres). No fim cubra tudo com o restante bechamel, e leve ao forno a cozer durante cerca de 40 minutos, até a lasanha estar cozinhada e gratinada!

Bom Apetite!

terça-feira, 6 de fevereiro de 2007

Receita do Amor ...


Ingredientes:

4 olhos
4 pernas
4 braços
2 pacotes de leite
2 ovos
1 tigela
1 banana

Preparação:

1- Olhe dentro dos olhos;
2- Com os braços, abrir as pernas;
3- Aperte e massageie os pacotes de leite delicadamente;
4- Coloque suavemente a banana na tigela, retirando-a logo em seguida.

Repita o procedimento até adquirir consistência cremosa.

Obs: Para melhores resultados, continuar massageando os pacotes de leite.

5- Ao elevar-se a temperatura, mergulhe a banana profundamente na tigela, cubra com os ovos e deixe-a humedecer preferencialmente.

(NÃO pernoitar).

O bolo estará pronto quando a banana amolecer. Caso isso não ocorra, repita os passos de 3 a 5 ou troque de tigela.

Observações:

- Se você se encontra numa cozinha que lhe é estranha, lave bem os utensílios antes e após o uso;
- Não lamba a tigela depois de usada;
- Caso o bolo cresça, fuja.


Receita desviada d´AnjoDemonio

Mousse de chocolate

Estava toda animada ontem para postar fotinhos aqui, mas não consegui nem tentar... Justo agora que comecei o blog de comidinhas minha câmera entrou em greve e não há maneira de eu conseguir ligar a dita cuja, não sei o que aconteceu. Com isso, a foto da torta de maçã, que está há meses na máquina, vai ter de continuar lá mais um tempo, assim como as fotos do que cozinhei no fim de semana. Hoje queria escrever um post dedicado à minha mãe, mas sem a colaboração da câmera vai perder a graça. Também não consegui fazer a foto que imaginei para o perfil do blog. Que balde de água fria! Mas para não ficar sem escrever no meu caderno enquanto tento fazer a câmera trabalhar, deixo aqui uma receita que minha tia-madrinha me pediu no fim do ano e ainda não passei para ela. Peguei alguns anos atrás nesse site aqui, que costumava visitar todos os dias. É uma receita simples e imagino que cada um tenha a sua. A que mais gosto de fazer é essa, por causa do café, que quebra um pouco o gosto doce da mousse.

Mousse de chocolate

Ingredientes
200 g de chocolate meio amargo
1/2 tablete de margarina
4 ovos
4 colheres (sopa) de açúcar
1/2 xícara (chá) de café
conhaque (a gosto)

Como fazer
Comece separando as claras das gemas e picando o chocolate grosseiramente.
Coloque o chocolate, a manteiga e o café em uma panela e leve ao fogo baixo, mexendo até obter uma mistura homogênea. Reserve.
Bata as gemas com o açúcar em uma batedeira até que fiquem esbranquiçados. Junte a mistura de chocolate derretido e bata bem. Acrescente o conhaque e bata mais um pouco.
Bata as claras em neve, junte 1/3 delas à mistura de chocolate e mexa bem. Incorpore o restante delicadamente e coloque em tigelas individuais ou numa grande. Deixe na geladeira por 6 horas.
Depois de pronto, acho bonitinho enfeitar com raspas de chocolate, folhas de hortelã, cereja. Agora me ocorreu que com nozes picadas também fica bom. Hummm, nozes com chocolate...

Empadão de Frango

1 Frango
Puré de batata instantâneo
1 pacote de natas
2 embalagens de espinafres congelados
0,5 kg de cenouras
1 cebola grande
2 dentes de alho
2 colher (de sopa) de azeite
1 gema de ovo
manteiga para untar
sal e pimenta q. b.

Coza o frango em água temperada com sal. Depois de frio, limpe-o e desfie-o.
Coza as cenouras em água temperada com sal. Escorra e reduza a puré, e junte ao puré instantâneo.Também à parte, coza os espinafres, escorra-os e junte-lhes 0,5 dl de natas. Reserve. Numa frigideira, faça um refugado com o azeite, a cebola
picada e os dentes de alho cortados às rodelas finas. Acrescente 1,5 dl de natas e deixe engrossar um pouco, mexendo sempre. Unte um pirex com manteiga e forme camadas com o puré,espinafres e o frango, alternando-os.Bata a gema de ovo
com uma colher das de sopa de água misturada e use para pincelar a superfície do empadão. Leve ao forno a 200º graus até dourar.

Almôndegas de Frango

2 fatias de pão de forma sem côdea
3 colheres de sopa de leite
400 gr de peito de frango
1 ovo
Sal e pimenta moída na hora q.b.
Óleo de soja para fritar

Pique o pão de forma no processador de alimentos. Regue com o leite e reserve.Lave o
frango, pique e junte-o ao pão no processador. Junte o ovo, o sal e a pimenta e bata até obter uma massa homogénea.Transfira para uma tigela e molde 20 almôndegas.Aqueça o óleo numa panela e frite as almôndegas, aos poucos, até que fiquem douradas.Retire-as com uma escumadeira e coloque-as sobre papel absorvente.
Sirva com arroz e uma salada.

Empadão de Atum

2 colheres de sopa de margarina
2 colheres de sopa de farinha
1/2 chávena de leite
1 cubo caldo de galinha
185 g de atum em lata
1 embalagem de 250 g de ervilhas congeladas, cozinhadas
Puré de batata instantâneo
Pimenta preta

Derreta a margarina, junte a farinha, mantenha ao lume durante 1 a 2 minutos sem deixar escurecer.
Adicione o leite, aos poucos, mexendo sempre até ferver. Junte o cubo de galinha desfeito, o atum e as ervilhas.
Tempere a gosto com pimenta preta. Coloque este preparado numa travessa de ir ao forno e à mesa, de tamanho
médio, cubra com o puré de batata e leve ao forno durante 20 a 30 minutos.

Bifes de Perú com Sopa de Cebola e Natas

6 bifes de perú
2 pacotes de natas
1 pacote de sopa de cebola
Sal e pimenta q.b.

Comece por temperar os bifes com sal e pimenta a gosto. De seguida coloque os bifes numa travessa e cubra-os com
as natas e metade da sopa de cebola. Leve-os ao forno durante cerca de 30 minutos.Acompanhe com arroz branco e salada de alface.

Frango à Brás

Peitos de frango
Azeite
Salsa
Alho
Batata
Cebola
Azeitonas
3 ovos


Pica-se a cebola e o alho para um tacho, verte-se um fio de azeite e deixa-se refogar. Colocam-se os peitos de frango ( já cozidos em água e sal) desfiado, e mexe-se um pouco, apaga-se o lume.
Fritar as batata em palitos finos ou em quadrados finos e colocar no tacho onde está o refogado com o frango. Bater os ovos e verter sofre o preparado e deixar cozer em lume brando, mexendo sempre, cerca de 1 minuto. Picar a salsa e juntar. Colorir com azeitonas pretas. Servir de imediato.

Jardineira de Entrecosto

Não sou uma grande amante de jardineira, mas esta, assim feita com entrecosto daquele que se costuma chamar "rapado", parece que fica com outro sabor. E agora, com o tempo frio, é uma boa comida para aquecer!

Ingredientes:

entrecosto "rapado" cortado ao meio (peçam no talho para partir!)
batatas
cenouras
feijão-verde
ervilhas
vinho branco
Azeite
cebola
louro
sal
pimenta
piri-piri

Preparação:

Começe por cortar o entrecosto, entre o osso, de modo a ficar com pedaços pequenos.
Pique então a cebola e leve a refogar ligeiramente, juntamente cm o louro, num pouco de azeite.Junte depois a carne, mexa, adicione o vinho, e tempere de sal, pimenta e piri-piri. Deixe estufar em lume brando até o vinho quase ter evaporado.
Entretanto descasque as batatas e as cenouras e corte-as em pequenos cubos. Corte também o feijão verde.
Adicione ao entrecosto a água suficiente para fazer a jardineira, rectifique os temperos e deixe levantar fervura. Junte então as cenouras, batatas e feijão verde partidos em pequenos pedaços e as ervilhas.
Deixe cozinhar até tudo estar bem cozido, e sirva bem quente.

Bom Apetite!

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007

Gratinado de batatas

Sei que elas nem mesmo são consideradas legume e que não faz bem comê-las sempre, mas adoro pratos com batatas. Alguns anos atrás, encontrei em uma lata de creme de leite uma receita muito prática e rápida de batata gratinada: batatas cozidas em rodelas, creme de leite sem soro cobrindo e queijo prato ralado por cima, tudo isso em um refratário untado com margarina e alguns minutos no forno para gratinar. Perfeito para quando se está no sufoco, sem tempo para cozinhar nada mais elaborado, mas essa receita tem duas coisas que me incomodam: o creme de leite, que tenho tentado evitar, e o queijo prato, que deixa pocinhas de gordura nada simpáticas por cima desse gratinado. Tudo bem, a questão do queijo não é lá essas coisas, já substituí algumas vezes, mas, mesmo assim, resta o creme de leite. Também adoro (quase) tudo que é preparado com creme de leite, mas como tudo que é gostoso "é ilegal, é imoral ou engorda" (hehehe), é preciso maneirar. Por isso, andava à busca de um gratinado mais magro e por acaso encontrei um, há cerca de duas semanas, na edição de janeiro dessa revista.

Preparei no fim de semana, no olhômetro mesmo, porque a receita pede meio quilo de batatas e eu tinha três unidades e nenhuma balança (hehehe), portanto, não podia precisar de quanto dispunha. No lugar do queijo prato, usei parmesão e minas frescal, eram os que tinha na geladeira. Quando repetir a receita, pretendo fazer outra pequena modificação e não adicionar o alho, achei desnecessário para o meu gosto, porque o seu sabor sobressaiu mais do que eu gostaria. Tudo bem, deve ter sido porque fiz no olhômetro, mas não sou muito fã de alho mesmo, prefiro caprichar na cebola. De qualquer maneira, vou postar a receita exatamente como está na revista.

Gratinado de batatas

Ingredientes
500 g de batatas descascadas e raladas no ralo grosso
1 e 1/3 xícara (chá) de leite
1 cebola média bem picada
2 dentes de alho amassados
Sal e pimenta a gosto
1 colher (sobremesa) de salsa picadinha
Margarina para untar
1/2 xícara (chá) de queijo prato ralado

Como fazer
1. Em uma panela misture as batatas raladas, o leite, a cebola picada e os alhos.
2. Tempere com o sal e a pimenta a gosto.
3. Leve ao fogo e deixe ferver por 2 minutos.
4. Retire do fogo e misture a salsa picadinha.
5. Em um refratário untado com margarina coloque a mistura e salpique o queijo prato ralado.
6. Leve ao forno preaquecido por cerca de 30 minutos ou até que as batatas fiquem macias.

******
Vou tentar postar fotos depois.

Gratinado de Atum

Mais uma refeição que não demora mais de 20 minutos a fazer, e que fica bastante saborosa. Porque é bom variar e experimentar receitas!

Ingredientes:

3 latas de atum de conserva
400 gr de espinafres congelados
30 gr margarina
2 colheres de sopa mal cheias de farinha
300ml de leite morno
sal
pimenta
noz moscada
sumo de limão

Preparação:

Leve ao lume uma panela com água temperada de sal e assim que estiver a ferver coloque os espinafres e deixe cozer.
Entretanto prepare o molho Bechámel: num tachinho leve a derreter a margarina, junte a farinha e deixe cozer um pouco. Aos poucos e poucos vá juntando o leite morno sem parar de mexer, e até a mistura engrossar e ficar homogénea! Tempere de sal, pimenta, noz moscada e sumo de limão.
Assim que os espinafres estiverem cozidos escorra-os, e escorra também o atum de toda o óleo ou azeite.
Num pirex ou prato que possa ir ao forno, coloque primeiroos espinafres cozidos, por cima destes o atum esfarelado e cubra tudo com o molho bechámel. Leve a forno quente a gratinar!
Sirva com arroz ou puré!

Bom Apetite!

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

Frango de Especiarias com Puré de Couve-Flôr

Desta vez resolvi inventar... Andava uma couve-flôr meio perdida no frigorífico, e não me estava muito a apatacer comê-la cozida, ou com molho bechámel. O frango estava tirado desde a véspera à espera de ser feito de alguma maneira para o jantar. Isto foi o que saiu!


Ingredientes:

1 couve -flor
frango sem pele partido em pedaços
sal
pimenta
cravinho
cominhos
noz moscada
pimentão doce
vinho branco
alho
azeite
Piri-piri
vinagre de sidra
coentros
Queijo parmesão ralado

Preparação:

Comece por temperar o frango com alho picado, sal, pimenta, cominhos, cravinho, noz moscada, pimentão doce, piri-piri, vinagre de sidra, 1 fio de azeite e o vinho branco. Deixe marinar durante 30 minutos.
Grelhe o frango, pincelando-o de vez em quando com o molho da marinada. Ferva a marinada que sobrar e coloque-a sobre o frango depois de grelhado.
Entretanto coza a couve-flôr no vapor (ou em água com sal) e assim que estiver cozida reduza-a a puré com a ajuda da varinha mágica. Tempere de sal e cominhos, junte coentros picados frescos, o queijo parmesão ralado na hora e misture bem.
Sirva o puré com o frango regado com o molho da marinada!


Bom Apetite!

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

Arroz de Cabidela

Arroz de cabidela é arroz de cabidela... Dispensa apresentações!
Este estava mesmo bom, feito com um frango do campo comprado no hipermercado, mas mesmo assim bom! Claro que melhor ficaria com uma galinha daquelas criadas mesmo no campo e bem caseirinhas, mas foi o que se pode arranjar!


Ingredientes:

Galinha ou frango do campo
cebola
louro
salsa
azeite
vinho branco
piri-piri
sal
pimenta
arroz
sangue temperado com vinagre a gosto e sal


Preparação:

Lave e limpe a galinha ou e frango e corte-o em pedaços. Leve a cebola picada a refogar com o azeite e a folha de louro.
Assim que a cebola começra a querer ficar loura, junte a galinha cortada em pedaços e deixe ganhar um pouco de cor. Junte a salsa picada, um copo de vinho branco e tempere de sal, pimenta e piri-piri a gosto. Tape e deixe cozinhar uns minutos. Junte então a água em cerca de 3x o volume do arroz (ou mais se gostar de um arroz mais caldoso), rectifique os temperos e deixe cozinhar lentamente e tapado até a galinha estar bem cozida.
Junte então o arroz e deixe cozinhar. Assim que o arroz estiver cozido junte o sangue já temperado de sal e vinagre, mexa bem e deixe ferver 2 ou 3 minutos.
Desligue e sirva de imediato!
Bom Apetite!